Miguel Jorge recebe poucas queixas de exportadores

18 07 2008

Durante o 3o. Workshop de Alinhamento Estratégico, em Brasília, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge, disse que não tem recebido muitas reclamações de exportadores contra o Real valorizado. “Eu não sei se os exportadores se acostumaram com o câmbio, ou desistiram de reclamar. Até pelo fato de que os exportadores perceberam que há muito pouco que o governo possa fazer”, afirmou o ministro.

IMHO, é evidente que é a segunda opção a verdadeira. Admito que há muito pouco que o governo possa fazer. Mesmo assim, penso que nem este pouco o governo está fazendo. Tentar contrabalançar com maior oferta de financiamento aos exportadores não me parece uma solução, uma vez que, em primeiro lugar, a burocracia para obtenção de financiamentos e créditos é terrível, além de passível de corrupção. Em segundo lugar, reduzir a taxa de juros de 10% aa (taxa de ACC) para 5% aa (Proex) é relevante, mas não resolve o problema de diferença de poder de compra cambial, que representa percentuais muito superiores.

A tendência lógica, porém reversível, é o crescimento tresloucado das importações, o que já vem acontecendo. O saldo da balança comercial cai vertiginosamente, sustentado (aparentemente por um fio de barba) pelos altíssimos preços das commodities agrícolas e minerais. A situação da balança de pagamentos voltou a ser deficitária, depois de muitos anos e, caso os preços das commodities caiam, apertem os cintos, pois a bomba será monstruosa.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: