Faltam 15 ou Abaixo o verde

1 09 2008

Acabei de voltar do Estádio Olímpico Monumental. É incrível como o time do Grêmio joga diferente (e bem melhor) quando atua nas 4 linhas na divisa da Azenha com a Medianeira, do que quando joga fora de casa. Isso que o tricolor venceu 5 partidas fora. Mesmo assim, os dois últimos confrontos longe do Olímpico reacenderam a dúvida cruel à torcida do Grêmio de que o time não consegue agir naturalmente em outros ambientes.

Mas o campeonato é longo e já teve 23 capítulos. Destes, o Grêmio foi vencedor em 14, sendo 5 fora de casa e 9 no Olímpico. Das 5 vitórias fora de casa, apenas 1 foi com a presença de Roger no time (aposto que muitos nem lembravam mais que esse cara estava no nosso Grêmio em 2008). Penso que é absolutamente injusto afirmar que o Grêmio não joga bem fora de casa. Na maioria das vezes, joga diferente (o que é errado). Nos últimos dois jogos fora de casa, mais presentes em nossa mente, jogou muito mal, assim como já tinha jogado contra o Botafogo. Também jogou partidas em casa mal, como contra o Ipatinga.

Mas estou desviando do meu foco.

O jogo contra o Vasco foi uma afirmação do líder do campeonato. O placar pode não demonstrar grande desigualdade e, até, certa dificuldade em consegui-lo. A segunda afirmação é correta – não foi fácil mesmo. Mas o jogo foi EXTREMAMENTE desigual. Parecia até uma MEIA-LINHA. O Vasco é realmente um time podre. E o Grêmio mostrou muita força de vontade, o que é sempre excelente.

Muita pressão nos primeiros minutos de jogo, com chances incríveis desperdiçadas pelo tricolor. O Vasco só teve uma chance relevante no primeiro tempo, numa falha de Pereira, mas destruída pelo atacante vascaíno. Mas o primeiro tempo não foi um dos mais geniais em termos de criação ofensiva. Mesmo assim, posse de bola total a favor do Grêmio.

O segundo tempo foi bastante melhor e, continuou favorável ao Grêmio. Mas, desta vez, as chances foram transformadas em gol. A entrada de Soares no lugar de Perea, lesionado, no final do primeiro tempo, acabou sendo um achado. Soares deu agilidade e qualidade no ataque tricolor. Depois de linda jogada de Marcel pela ponta direita, o “tanque” (segundo MARCO ANTONIO PEREIRA da Rádio Gaúcha) cruzou na cabeça de Soares, que mandou pras malhas. E olha que ele é baixinho.

Curiosamente, de forma quase simultânea a este gol, o Inter tomava seu gol e o Atlético-PR empatava o jogo contra o Palmeiras, que estava perdendo desde o primeiro tempo. Era muita alegria, ao mesmo tempo.

Mas o Vasco empatou não muito depois, com um gol achado e meio esquisito. Uma cabeceada pro gol, defendida por Victor, mas completada em rebote, quase novamente defendido pelo arqueiro tricolor. Felizmente o Grêmio foi capaz de continuar pressionando até que o segundo gol acontecesse, através de passe de cabeça de Soares para Marcel, que também completou de cabeça. Curiosamente o Grêmio havia marcado num passe de Soares com os PÉS para a cabeça de Marcel completar, minutos antes, mas o TAQUARÃO Soares estava impedido, quando recebeu o lindo passe de Tcheco. (putz errei feio aqui)

Depois desse gol, o Vasco fez ABSOLUTAMENTE NADA para empatar novamente. Já o Grêmio continuou tentando ampliar a vitória. Um belo jogo para se ver, numa bela tarde de sol.

Outros jogos da rodada

– Botafogo 1 x 1 Náutico: vi o finalzinho deste jogo. O Botafogo ganhava desde o primeiro tempo e dominava absolutamente a partida, como era de se imaginar. Mas bateu a bobeira no ESQUADRÃO DE GARRINCHA e deixaram o Timbu gostar da partida. Não por menos, eles empataram. Lúcio Flávio comentou, desanimado, que era uma pena que o Fogão sairia do G4 no final da rodada. Mal imaginava o talentoso meiocampista que ele estava ERRADO.

– Vitória 0 x 0 Ipatinga: sem comentários. Aposto que o BAHIA não faria tal fiasco.

– Goiás 2 x 0 Figueirense: o Goiás é o time mais chato do campeonato. Tudo o que acontece com eles é ABSOLUTAMENTE previsível.

– Sport 1 x 0 Internacional: tudo o que o Inter tinha que fazer era ganhar de um time que não DÁ A MÍNIMA pro campeonato. Mas parece que eles não entendem ordens tão simples.

– Atlético-PR 1 x 2 Palmeiras: como eu disse antes, havia ficado muito feliz com o gol de empate do Atlético. Por pouco tempo, pois o Diego Souza fez outro (já havia marcado um), logo depois.

mal agradecido

mal agradecido

– São Paulo 0 x 0 Santos: CHUUUUPA Muricy.

– Flamengo 2 x 2 Fluminense: o Flamengo está tentando perder a vaga pra Libertadores. O Fluminense quer voltar à B.

– Cruzeiro 1 x 1 Coritiba: o Cruzeiro ganhava de 1 a 0 desde os 4 minutos do primeiro tempo. Teve um penalti a seu favor aos 40 do segundo tempo. Errou. E o Coritiba empatou aos 44 minutos. Algo a acrescentar?

– Portuguesa 1 x 1 Atlético-MG: essa gente não sabe ganhar?

Anúncios

Ações

Information

2 responses

1 09 2008
Guillermo

o gol impedido do Marcel foi com os pés.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

1 09 2008
Gustavo

Obrigado Guillermo. Já arrumei ali.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: