Sobre a confiança

2 09 2008

Não é do meu feitio perder tempo falando de futebolistas mercenários e sim, das equipes, que não morrem. Mas entendo que este fato merecia algum destaque.

Pensem em um jogador de futebol brasileiro, de extrema capacidade técnica e que costuma desfilar seu imenso repertório de jogadas diferenciadas em partidas contra equipes inferiores tecnicamente, encantando sua torcida. Porém, em jogos difíceis, contra equipes qualificadas, não apenas não consegue repetir seus feitos, como passa o jogo inteiro “escondido”.

Sim, eu poderia estar falando de um certo DENTUÇO PILANTRA, mas não é o caso. Estou falando de um caso muito parecido com o dele, entretanto, mas trata-se de alguém que ainda não conseguiu ter sucesso fora do Brasil, o que definitivamente não é o caso de Ronaldinho.

Fomos brindados, ontem, com a notícia da transferência de Robinho ao Manchester City, depois de muitas semanas de um doloroso processo (para o Real Madrid). O ex-santista estava no Real desde sua saída do Santos, porém, nunca conseguiu firmar-se no clube merengue, apesar de algumas poucas boas atuações. Porém, Robinho recebia excelente salário no Real e tinha mais 5 anos de contrato com o clube.

Mas o CHUPADOR DE DEDO entendeu que precisava mudar de ares, para voltar a ser um jogador de classe mundial. Então, começou a dar declarações na imprensa afirmando que queria sair do Real, que queria ir para o Chelsea, que não estava feliz em Madrid, etc, etc. Inclusive ameaçou cruzar os braços, caso a negociação não fosse concretizada. A diretoria do clube espanhol entendia que a oferta feita pelo Chelsea não era suficiente e não queria negociar sob pressão.

Eis que o Manchester City, recém adquirido por um grupo de investidores dos Emirados Árabes (a aquisição aconteceu ontem mesmo) entrou na negociação e levou o PEDALADOR por € 40 milhões. O Chelsea havia ofertado € 35 milhões pelo jogador.

A questão que NÃO DÁ PRA DEIXAR PASSAR BARATO é que o jogador fez a MESMA COISA quando saiu do Santos. Com este novo episódio, apenas confirmou que não passa de um MERCENÁRIO. Acredito que o presidente do time madrileño esteja respirando aliviado agora, por ter se livrado desta encrenca. E os árabes que o adquiriram não fazem idéia do problema que arranjaram. Pode ser que agora, tendo a titularidade e jogando contra os SUNDERLANDs da vida, consiga ótimos resultados, mas mais adiante, descontente com a posição intermediária que o City fatalmente disputa, CANSARÁ e repetirá o mesmo procedimento para ser transferido a outro clube, maior.

Pra finalizar: ontem assisti ao programa “Bem, Amigos”, no SporTV. Quando o apresentador NÃO é GALVÃO BUENO, até dá pra pensar em encarar. Quando abordaram o assunto da transferência do Robinho, o Caio pediu a palavra para mostrar sua indignação com a atitude do atleta, taxando-o de anti-ético, etc. O pessoal simplesmente fingiu que não ouviu e partiu para o próximo assunto. Provavelmente, o ex-jogador deve ter levado uma PUTIADA depois.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

2 09 2008
Menezes

Cara, ótimo texto! Esse robinho é TOTALMENTE MULEQUE. Que o cara lute por melhores condições de trabalho, tudo bem, mas o jeito que ele faz isso é bandidagem.

Enfim, vale lembrar que é o time que torcem os irmãos Gallagher – que agora é um OASIS pra quem quer lavar dinheiro. (ho ho ho)

2 09 2008
Gustavo

Melhor trocadilho. :D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: