Se eu votasse em Canoas…

17 09 2008

… ia ter grandes dúvidas sobre quem escolher para vereador.

Ia ser

ou

Se a bizarrice não fosse suficiente, eles, que são melhores amigos no MUNDO DISNEY, são IRMÃOS na vida real. Sério.

Anúncios




Semana inteira sem futebol é f…

17 09 2008

É claro que isso é um exagero. Mas eu sou tão fissurado em ver meu time jogando que fico desacostumado quando há uma semana de intervalo entre as rodadas, mesmo sabendo que esta é a melhor situação possível – 2 rodadas por semana é excessivo e pode causar problemas aos clubes.

Porém, há a Copa Sulamericana (também conhecida como SULA MIRANDA). Ninguém está muito preocupado com ela, talvez o colorado. E hoje há um confronto brasileiro: Palmeiras x Vasco. Esta é a SEGUNDA PERNA, sendo que, no primeiro jogo o Vasco venceu, em casa, por 3×1. Hoje o jogo será no Palestra Itália.

Quando perguntado sobre a utilização de reservas, Luxemburgo irritou-se e disse que no Palmeiras não há titulares ou reservas, há um elenco e todos podem jogar. Pra mim, isso tudo apenas confirma que ele mandará RESERVAS para o jogo. Do contrário, não faria essa ladainha idiota. Por sinal, Celso Roth disse a mesmíssima coisa quando perguntado sobre a escalação do Grêmio nos dois grenais da Sula.

Curiosamente, o Palmeiras estará poupando os titulares para o próximo jogo do Brasileirão, contra… o VASCO. O confronto pelo campeonato nacional será no domingo, às 18:10, no mesmo Palestra Itália.

O adversário do Internacional será conhecido hoje, no jogo de volta entre Olímpia e Universidad Católica, em Asunción. O primeiro jogo, em Santiago, foi vencido pela Universidad, por 4×0. As chances da equipe paraguaia reverter o resultado são muito pequenas, até porque o time não está bem nem em seu campeonato nacional, onde ocupa apenas a nona colocação, após 8 rodadas.





Mudanças no time à vista

17 09 2008

A reportagem do Globo Esporte denuncia: o Grêmio poderá sacar Souza do time titular, com o retorno de Willian Magrão e colocar Anderson Pico no lugar de Hélder, na ala esquerda. Caso isso ocorra, além do natural retorno de Perea ao ataque, recuperado de lesão, será praticamente a volta do time que teve os melhores resultados neste campeonato até agora, com a exceção de Pereira, que certamente não jogará domingo, contra o Atlético paranaense.

vamo jogá, PORRAAAAAAAA

"vamo jogá, PORRAAAAAAAA"

Não sou um fã do futebol de Anderson Pico, nome que, em tupi-guarani, significa AQUELE QUE NÃO PODE USAR COLAR. Mas Hélder só mostrou bom futebol em um ou dois jogos do gauchão e no comecinho do campeonato brasileiro, depois decaiu assustadoramente. Pico também teve altos e baixos e vinha em má fase, por isso a substituição. O problema das alas tricolores é crônico e eu já vinha alertando a isso há mais tempo. A ala direita é menos problemática, já que o Grêmio conta com o excelente Felipe Mattione, recuperado de lesão ocorrida no primeiro Gre-Nal da sulamericana.

Ao que tudo indica, Richard Morales será presença no banco, diferentemente do último sábado. Creio que eu e toda a torcida tricolor quer muito ver o negão uruguaio tendo uma chance pra mostrar o que sabe. Salvo lampejos não tão freqüentes, Marcel tem sido relativamente inoperante.

O pior é que o estilo de jogo, com a presença do CHENGUE, é continuar centralizador, com a insistência da bola aérea. Penso que, se a estratégia for cruzamentos, é uma coisa. Porém, se for balão da defesa para o ataque, como tem ocorrido com freqüência, é um grande problema. Como muito corretamente afirmou Divino Fonseca, em sua última coluna, “o Grêmio precisa acrescentar uma bola mais trabalhada, de preferência no chão”. Para isso acontecer, Tcheco precisará jogar mais do que fez na última partida.





FED “estatiza” AIG

17 09 2008

Por essa ninguém esperava. O FED (Federal Reserve), Banco Central americano, comunicou ao mercado que injetará US$ 85 bilhões na seguradora AIG, uma das maiores do mundo, que estava prestes a quebrar. Em troca do valor aplicado, o FED ficará com cerca de 80% do capital do grupo, o que pode ser classificado como estatização, ainda que temporária.

Além de ser um perigoso precedente na maior economia do mundo, já que poderá motivar outras empresas a “exigir” tratamento semelhante, em caso de dificuldades financeiras, é bastante curioso, já que os Estados Unidos sempre defendem uma posição de Estado mínimo, especialmente no que se refere à economia.

Imagino que Chávez esteja achando isso tudo muito engraçado.