Tocando fogo na sula

23 10 2008

Curiosamente, o clube brasileiro que menos fogo está botando na Copa Sulamericana é o Botafogo, que perdeu seu confronto com o Estudiantes, em La Plata, por 2×0, na última terça-feira. O jogo de volta é na próxima quarta-feira, 5/11, no Engenhão.

Nestas quartas-de-final, que tem um time argentino em cada confronto, e brasileiros em 3 deles, a coisa está equilibrada. Isso porque dois argentinos venceram e dois perderam. Dos brasileiros, apenas um venceu.

Ontem houve 3 jogos pela Sula. Às 19:45, o River Plate foi surpreendido em casa pelo Chivas Guadalajara, do México, que venceu por 2×1. Depois, às 22 horas, houve 2 jogos simultâneos: Palmeiras 0 x 1 Argentinos Jrs. e Inter 2 x 0 Boca Jrs.

a imagem dispensa legenda

a imagem dispensa legenda

O Palmeiras jogou com poucos titulares. Mas, devido à qualidade do grupo verde, o time que enfrentou o Argentinos Jrs. era bom. Não assisti ao jogo. Mas vi que houve, pelo menos, dois lances em que o Palmeiras foi prejudicado: numa cobrança de falta, em que a bola bateu na trave e caiu dentro do gol – não assinalado pelo árbitro; e numa cobrança de pênalti por Diego Souza, que fez uma paradinha e chutou pras malhas – o juiz mandou repetir. Na repetição, o goleiro defendeu.

O Argentinos Juniors, através de ESCUDERO, conseguiu vencer o poderoso time paulistano fora de seus domínios, tornando a vida do bicho colorado muito mais tranquila para o jogo de volta, em Buenos Aires, na próxima quarta-feira, 5/11.

Sou o fala fina. Meu jogo é fino também

"Sou o fala fina. Meu jogo é fino também"

O jogo entre Inter e Boca Juniors não foi o que se pode chamar de equilibrado. Como os xeneizes foram a campo com um time formado quase que unicamente por pibes (gurizada), a qualidade do futebol não acompanhou inteiramente o padrão estabelecido por Riquelme, Palacio y cía. Não que o time de ontem tenha sido ruim – mas não esteve à altura do agora entrosado colorado gaúcho.

No primeiro tempo, nenhuma estrela se destacou, persistindo o empate. Porém, no início do segundo, Alex recebeu de D’Alessandro no meio-campo e movimentou-se da direita para a esquerda, avançando em direção ao gol. Mandou um canhotaço fulminante, no canto direito do goleiro García.

A partir daí, o time do OVELHEIRO recuou inexplicavelmente. Talvez tentando evitar o desgaste, sei lá. Mas permitiu ao Boca jogar quase que inteiramente no campo do Inter. Apesar dos gurizinhos bosteros sairem rapidamente com a bola dominada, erravam passes às toneladas, especialmente quando próximos do gol do Inter. O goleiro Lauro praticamente dormia debaixo das traves. Para piorar a situação do Boca, um atacante, que havia entrado no segundo tempo, foi expulso depois de uma entrada um pouco mais dura em Magrão.

Após a expulsão de Noir, o Inter voltou a tomar as rédeas da partida e Alex, novamente de fora da área, mandou outro ZURDAÇO incrível, deslocando a coluna do goleiro do Boca. O time porteño não tinha mais força para reagir e o resultado terminou com a vantagem maíuscula do colorado.

Fala-se que o Boca poderia enfrentar o Inter com os titulares, semana que vem. Eu acredito que não. Nem sei se todos os titulares estão inscritos para esta fase.

Os jogos de volta da Sulamericana serão na próxima semana:

Quarta 5/11

– 21:50 – Rio de Janeiro – Botafogo x Estudiantes

– 21:50 – Buenos Aires – Argentinos Jrs. x Palmeiras

Quinta 6/11

– 19:30 – Guadalajara – Chivas x River Plate

– 21:00 – Buenos Aires – Boca Juniors x Internacional

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: