89%

29 04 2009

Ontem o Grêmio goleou o Boyacá Chicó por 3×0 e garantiu seus 16 pontos em 18 disputados, valendo-lhe a melhor campanha da primeira fase da Libertadores. O grupo era fraco e era imperativo impor-se. Não por menos, obteve 5 vitórias em 6 jogos, sendo que naturalmente teriam sido 6 em 6, não fosse o acidente geológico da primeira rodada.

Já tinha dito que, depois do jogo do Aurora, não seria absurdo se o Grêmio vencesse os 3 jogos que faltavam. E foi o que aconteceu. Estou até assustado com a minha previsão acertada.

Por isso, faço outra, o Grêmio sairá campeão desta Libertadores. Apenas para registro.

Não posso falar muito do jogo, pois 2 dos 3 gols aconteceram enquanto eu ainda levantava pesos, reclamando a cada exercício. Mas logo voltei pra casa e consegui assistir ao terceiro gol, pelo menos. Na hora me deu a impressão de impedimento do Léo, mas depois ficou claro que ele estava atrás da bola no momento do cruzamento.

é pilhaaaaaaa! (foto Valdir Friolin/RBS)

"é pilhaaaaaaa!" (foto Valdir Friolin/RBS)

Antes do terceiro gol, eu também pude ver uma linda jogada dentro da área, iniciada por um passe de calcanhar de Máxi Lopez para Souza, que tocou para Jonas, que girou e mandou por cima. Teria sido o mais lindo gol de todos, apesar dos dois tentos do Souza terem sido interessantes, especialmente o primeiro (sem querer, certo).

No primeiro tempo, o Grêmio jogava fácil e entrava como queria na defesa chicoense (ou seja lá como se diz isso). No segundo tempo recuou o time e permitiu ao Boyacá tentar alguma coisa. O lance do pênalti, assim como algumas outras jogadas do time colombiano foram visivelmente facilitadas pela sonolenta defesa tricolor. Eu seria insolente se não admitisse que o jogo estava ganho e o relaxamento era natural. Só espero que isso não ocorra em jogos decisivos.

Nem me importei quando Caneo marcou o gol de pênalti, mas o juiz Jorge Larrionda mandou voltar, por causa da invasão de outro jogador do Boyacá Chicó. Aí Victor fez o certo, foi para o lado onde o jogador chutou da primeira vez – a maioria dos cobradores de pênalti repetem o lado. Bingo!

Continuo não entendendo porque Rospide continua colocando Orteman no segundo tempo. Será que eles querem manter o uruguaio no grupo? Eu realmente espero que não, pois sempre joga mal.

Enfim, vitória e primeiro lugar na classificação geral. Agora é esperar pelo próximo adversário que poderá ser o Defensor Sporting de Montevideo (a pronúncia é deFÊNsor) ou Universidad San Martín de PORRES, do Peru. Por enquanto o time uruguaio é o pior segundo colocado, mas o San Martín jogará amanhã contra o River Plate e, caso perca por 2 gols de diferença, ficará com saldo -1 e, consequentemente, ficará na última colocação entre os classificados.

Nada sei sobre o San Martín, mas classificar-se com uma rodada de antecipação no grupo que tinha Nacional do Uruguai e River Plate não é fácil. Já o Defensor eu pude ver parcialmente dois de seus jogos, contra o SPFC, tive a impressão de um time organizado, mas fraco tecnicamente. No entanto, a forma como se classificou, marcando o gol decisivo aos 46 do segundo tempo, pode ter injetado grande ânimo na torcida violeta.

O segundo colocado do grupo do Grêmio foi a Universidad de Chile, como eu já imaginava. Porém, não da forma como aconteceu. Aparentemente o único time que conseguiu golear o Aurora em Cochabamba foi o Chicó, talvez porque manda seus jogos em altitude semelhante à da cidade boliviana. La U teve as mesmas dificuldades que o Grêmio: saiu ganhando, cedeu o empate e conseguiu a vitória quase terminando o jogo. Caso tivesse permanecido a igualdade, o Boyacá teria se classificado.

Hoje o jogo entre Colo-Colo e Palmeiras é o grande confronto da rodada, pois ambos times estão com chances de classificação. O time chileno joga pelo empate. Já ao Palmeiras, só a vitória interessa. A LDU está eliminada e o Sport já está classificado. O segundo classificado sairá do confronto em Santiago.

Anúncios




Grêmio projeta aumento do quadro social

25 04 2009

Com base na boa campanha na primeira fase da Libertadores, que poderá culminar no primeiro lugar geral entre todos os clubes classficados, caso vença o Boyacá Chicó na próxima terça-feira, o Grêmio já projeta um aumento significativo no número de associados.

Conforme informações divulgadas no blog de Diogo Olivier, da Zero Hora, o diretor-financeiro do Grêmio, Mauro Rosito, declarou que o Grêmio projeta passar de 52.000 para 72.000 sócios até o final da Copa e, com isso, aumentar sua receita anual com sócios de 26 para 32 milhões de reais.

Acho bastante razoável a previsão e creio que é um crescimento sustentável. Porém, acredito que a associação em massa já deveria ter acontecido, ainda antes do início do torneio continental.

Interessante também é que o valor projetado de incremento no faturamento, para 20.000 sócios, é de R$ 6 milhões, o que significa um valor mensal de 25 reais por sócio-torcedor. Atualmente, com os R$ 26 milhões para 52.000 sócios, o valor médio mensal é de mais de R$ 40. Obviamente, isso inclui um grande número de sócios que tem direito a ingresso cativo, como é o caso do meu. Essa modalidade já não está disponível, uma vez que a capacidade das sociais já se esgotou (geralmente é a área do estádio mais lotada, em todos os jogos).

Se o Grêmio atingir a meta esperada, chegará a uma receita mensal com sócios de R$ 2,7 milhões, o que deve pagar um bom grupo de jogadores e toda a comissão técnica. O torcedor espera, com isso, que o clube se torne auto-sustentável e não tenha mais a obrigação de vender jogadores para cobrir suas despesas. Assim, talentos poderão permanecer por mais tempo no Olímpico.

Em tempo: alguém sabe a quantas anda a questão da Arena? A imprensa parece ter esquecido do assunto.





Descontos para passagens internacionais

24 04 2009

De acordo ao que já havia sido prometido anteriormente e que já está em vigor para as passagens com destinos sulamericanos, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) decidiu liberar 20% de desconto aos preços mínimos das passagens aéreas internacionais.

Talvez poucos sabiam, mas a ANAC exigia que as passagens com destinos externos à América do Sul tivessem um preço mínimo de venda. No caso das passagens para os Estados Unidos, o preço mínimo era de US$ 708 (ida-e-volta). Agora poderá imediatamente ser reduzido para US$ 566.

Mas não para por aí. Daqui a 3 meses os descontos serão ampliados para 50%, em 3 meses mais, para 80% e depois de outros 6 meses, será completamente liberado. Se alguma empresa quiser vender passagens por 1 real, estará valendo.

É claro que isso não está sendo bem recebido por algumas empresas. A TAM já está reclamando de concorrência desfavorável. A alegação é de que empresas internacionais, que não dependem muito dos voos ao Brasil poderão baixar muito seus preços, mesmo operando com prejuízo, pois isso não afetará demasiado seus resultados, enquanto que ela não poderá igualar, já que os voos internacionais representam grande parte de seus ingressos.

Era óbvio que eles reclamariam. O fato é que teremos boas promoções de passagens aéreas para o exterior em breve. E, com uma eventual queda no turismo interno, os pacotes nacionais também deverão baixar de preço. No final das contas, todos ganharemos.





Congratulações ao campeão gaúcho

20 04 2009

Quero expressar aqui meus parabéns ao Sport Club Internacional, campeão gaúcho de 2009, de forma invicta e muito contudente, através de uma vitória por 8 x 1 sobre o SER Caxias do Sul, na final da Taça Fábio Koff, referente ao segundo turno do campeonato.

Não há dúvidas de que o Internacional venceu o campeonato de forma justa – aliás, nada pode ser mais justo. Porém, a forma como o Internacional venceu este campeonato, de certa forma, ratifica a minha tese.

Congratulações ao Internacional.





Melhor brasileiro na Liber

16 04 2009

O Grêmio venceu seu jogo de ontem a noite, em Santiago, e assumiu a liderança isolada do grupo 7 da Libertadores 2009, sem possibilidades de ser alcançado pelo segundo colocado mesmo que perca seu último jogo, contra o Boyacá Chicó. De quebra, por enquanto, é o melhor brasileiro na primeira fase da Copa, com uma campanha invicta, tendo empatado 1 jogo e vencido 4, sendo que três deles fora de seus domínios.

O fato mais importante, na minha opinião, é que minha nova camisa deu sorte em sua estreia.

esqueçam minha cagada, ok?

"esqueçam minha cagada, ok?"

O jogo começou com o Grêmio preocupantemente recuado, permitindo o avanço da Universidad de Chile a todo momento, ainda que tropeçando em sua própria incapacidade de gerar jogadas qualificadas. Cuevas levava algum perigo pelo lado esquerdo e a defesa tricolor parecia pregada ao chão, dada a sua dificuldade em antecipar-se e evitar os dribles dos atacantes chilenos.

Aos poucos, o Grêmio foi ganhando algo de autoconfiança e equilibrar um pouco o volume de jogo.

Um lance emblemático aconteceu aos 22 minutos, quando Léo tentou afastar uma bola fácil, mas chutou em cima do atacante de “La U” e a bola voltou violenta em direção ao gol gremista – Victor estava atento. Léo não estava inspirado, havia tomado um cartão amarelo com 1 minuto de jogo, ficando “pendurado” desde então.

Por sorte, o Grêmio aproveitou seu relativo controle do jogo e converteu a sua primeira chance de gol na partida, aos 31 minutos. Falta cobrada por Souza no lado esquerdo da intermediária, bola alçada na área – Jonas dá uma casquinha de costas e a bola explode na trave (parece a sina do camisa 7 tricolor), mas a bola sobra para Léo que capricha no cabeceio e manda para as malhas. 1 x 0.

A partir daí, novo recuo e muito espaço para o time chileno, que pareceu nervoso com o gol tomado. Mesmo assim, não conseguiu criar muito e o placar ficou justo ao final do primeiro tempo.

O segundo tempo começou pior do que o primeiro. Muitos passes errados de ambos os lados. Muitas faltas e cartões amarelos sendo distribuidos aos jogadores defensivos do Grêmio. Victor fez pelo menos duas grandes defesas nos dezenove primeiros minutos da segunda etapa. Mas aos 20′, Souza roubou bola na lateral-esquerda, passou lindamente por um marcador e deu um passe-lançamento fantástico a Maxi López, que posicionou-se de frente ao gol e bateu de direita, deslocando o goleiro e definindo o placar do jogo – 2 x 0.

e deu de chupar o dedo, faz favor

"e deu de chupar o dedo, faz favor"

O Grêmio ainda teve outra chance de marcar o terceiro, em boa jogada de Souza, novamente pela esquerda, que deu ótimo passe para Fábio Santos, dentro da área, cruzar com qualidade para Herrera, que havia entrado no lugar de Jonas, concluir, para defesa do goleiro chileno.

Não foi um jogo primoroso do Grêmio, mas uma partida do time melhor que se impõe sobre o pior, mesmo fora de casa. O sistema defensivo foi o ponto que deixou mais a desejar, especialmente a atuação de Léo, apático. As duas alas estiveram bem ruins. Makelele está péssimo pela direita e Fábio Santos não está bem. Insisto que seria lógico dar uma oportunidade para Jadilson começar o próximo jogo como titular. A contratação de mais um lateral-direito também se faz necessária. Makelele é volante e está rendendo menos do que o normal, como ala. Tcheco ficou no meio-termo, mais negativo do que positivo, infelizmente. Adilson novamente teve boa atuação, apesar de continuar colecionando cartões desnecessários.

Marcelo Rospide tem a seu favor não ter deixado a peteca cair, após a saída de Celso Roth. Porém, insiste em dar chances a Orteman, que, ao meu ver, deveria ser dispensado tão logo seu contrato expire. Me parece mais lógico tentar algum outro jogador nesta função.

Concordo com o André K: não entendi a expulsão de Olivera, da Universidad de Chile.

Apesar de tudo, mesmo com a iminente vitória do Boyacá sobre o Aurora, que deverá acontecer nesta noite, a Universidad acabará se classificando, pois jogará contra o time boliviano a última rodada (mesmo fora de casa) enquanto o Boyacá enfrentará ao Grêmio. Se der a lógica, o time chileno vencerá e irá a 10, contra os 9 do time colombiano, que deverá perder seu confronto com o tricolor.

Evidentemente, isso não passa de uma estimativa e depende também do sucesso do Boyacá hoje. Se ele não vencer o Aurora hoje pode praticamente dar adeus à segunda fase.

Abaixo, a tabela do Grupo 7, sem contar com o jogo entre Boyacá Chicó e Aurora, que será disputado hoje, em Tunja.

tabliberrd5

Fotos: Impedimento e Grêmio 1983. Tabela do Terra.





Noite crucial

15 04 2009

O Grêmio vai a campo daqui há uma hora,  no famoso Estádio Nacional em Santiago do Chile, para enfrentar o time da Universidad de Chile (la U para os íntimos). Aparentemente o clima está bom na capital chilena, sem chuva e temperatura em torno de 20 graus. Um clima excelente para o futebol.

Luiz Onofre Meira já disse que o campo é neutro, alegando que a distância entre a torcida e o campo é benéfica à equipe adversária. Tudo o que o futebol não precisa, muito menos o Grêmio, é de dirigentes fanfarrões que fazem comentários idiotas como esse. Sinceramente espero que o grupo não tenha este pensamento internalizado, pois o salto alto é amigo do desastre.

A julgar pelo jogo de estréia  contra a mesma equipe, o Grêmio tem muito mais time e, como cansamos de dizer, aquele jogo deveria ter sido uma goleada a favor do Grêmio, fato negado pelos deuses do ludopédio. Porém, as circunstâncias são outras, o momento do time também. A Universidad tem o fator casa a seu favor, desta vez e tem a chance, caso vença, de se igualar ao Grêmio na liderança do grupo 7 da quinquagésima Copa Libertadores.

O Grêmio terá de jogar com muita inteligência e alguma qualidade para evitar a derrota e, assim, ficar mais tranquilo na liderança do grupo. Como eu já disse várias vezes aqui neste blog, não é absurdo querer que o Grêmio vença inclusive este jogo. Mas o importante é não perder, em primeiro lugar.

É preocupante a ausência de um treinador qualificado no banco do Grêmio. Tomara que esta espera seja abreviada ao máximo e que um bom treinador  desembarque no Aeroporto Salgado Filho sem muita demora.

No momento que eu finalizo este post, o Palmeiras vai empatando em 1 x 1 com o Sport. Resultado terrível para o Palmeiras e bom para o Sport. No entanto, o verdão continua com chances de classificação, porém, mais remotas. Mas ainda tem metade do 2do tempo.





Páscoa azul

12 04 2009

Esta páscoa foi muito azul para mim. Entre os vários presentes que ganhei, dois merecem destaque:

frente

frente

Eu sei que a camiseta nro. 2 da Libertadores talvez nunca seja utilizada em jogo. Mas eu admito que gostei bastante da proposta. Por isso, tinha muito interesse de tê-la. A Gra me realizou este desejo.

dscn0994

e verso

Além da camiseta, também ganhei dos meus cunhados um presente inusitado, mas muito legal:

dscn0995

estilo europeu

Acho massa esse lance da manta. Na Europa, muitos torcedores vão ao estádio sem a camiseta, mas a maioria porta seus cachecois. Claro que o nosso clima só permitirá usar isso no inverno.

dscn0996

um lado é azul, o outro é preto