Noite crucial

15 04 2009

O Grêmio vai a campo daqui há uma hora,  no famoso Estádio Nacional em Santiago do Chile, para enfrentar o time da Universidad de Chile (la U para os íntimos). Aparentemente o clima está bom na capital chilena, sem chuva e temperatura em torno de 20 graus. Um clima excelente para o futebol.

Luiz Onofre Meira já disse que o campo é neutro, alegando que a distância entre a torcida e o campo é benéfica à equipe adversária. Tudo o que o futebol não precisa, muito menos o Grêmio, é de dirigentes fanfarrões que fazem comentários idiotas como esse. Sinceramente espero que o grupo não tenha este pensamento internalizado, pois o salto alto é amigo do desastre.

A julgar pelo jogo de estréia  contra a mesma equipe, o Grêmio tem muito mais time e, como cansamos de dizer, aquele jogo deveria ter sido uma goleada a favor do Grêmio, fato negado pelos deuses do ludopédio. Porém, as circunstâncias são outras, o momento do time também. A Universidad tem o fator casa a seu favor, desta vez e tem a chance, caso vença, de se igualar ao Grêmio na liderança do grupo 7 da quinquagésima Copa Libertadores.

O Grêmio terá de jogar com muita inteligência e alguma qualidade para evitar a derrota e, assim, ficar mais tranquilo na liderança do grupo. Como eu já disse várias vezes aqui neste blog, não é absurdo querer que o Grêmio vença inclusive este jogo. Mas o importante é não perder, em primeiro lugar.

É preocupante a ausência de um treinador qualificado no banco do Grêmio. Tomara que esta espera seja abreviada ao máximo e que um bom treinador  desembarque no Aeroporto Salgado Filho sem muita demora.

No momento que eu finalizo este post, o Palmeiras vai empatando em 1 x 1 com o Sport. Resultado terrível para o Palmeiras e bom para o Sport. No entanto, o verdão continua com chances de classificação, porém, mais remotas. Mas ainda tem metade do 2do tempo.





Páscoa azul

12 04 2009

Esta páscoa foi muito azul para mim. Entre os vários presentes que ganhei, dois merecem destaque:

frente

frente

Eu sei que a camiseta nro. 2 da Libertadores talvez nunca seja utilizada em jogo. Mas eu admito que gostei bastante da proposta. Por isso, tinha muito interesse de tê-la. A Gra me realizou este desejo.

dscn0994

e verso

Além da camiseta, também ganhei dos meus cunhados um presente inusitado, mas muito legal:

dscn0995

estilo europeu

Acho massa esse lance da manta. Na Europa, muitos torcedores vão ao estádio sem a camiseta, mas a maioria porta seus cachecois. Claro que o nosso clima só permitirá usar isso no inverno.

dscn0996

um lado é azul, o outro é preto





Fim-de-semana para relaxar

10 04 2009

Esse fim de semana terá as semi-finais do segundo turno do campeonato gaúcho: Inter x Ulbra e clássico Ca-Ju. Acompanharei estes jogos um pouco à distância, já que meu time não está disputando nenhuma das partidas. Portanto, um finde “light” para mim.

A expectativa reside na indefinição do próximo treinador gremista. Esperamos por Paulo Autuori, mas existe a chance de Renato Portaluppi comandar a casamata tricolor. Não creio que algo seja definido nesta sexta-feira santa.

Resta desejar a todos uma FELIZ PÁSCOA, com muito chocolate pra todo o mundo. Principalmente paz na Terra e amor nos corações.





Ainda não dá pra relaxar

8 04 2009

Ontem, de acordo com as previsões do PAULO BRITTO, o Grêmio goleou o Aurora, de Cochabamba, por 3×0. Mas não se viu muita qualidade do lado tricolor.

Diferentemente dos “respeitadores” de plantão, que desejavam atribuir ao adversário mais importância do que ele merece, o Aurora provou ser um timeco. Não apenas já estava virtualmente desclassificado (agora está matematicamente também), mas não fez absolutamente nada por merecer um pontinho sequer. Mesmo jogando de forma atabalhoada e errando muitos passes, o Grêmio conseguiu sair na frente do marcador ainda no primeiro tempo, em cabeceada do zagueiro Rafael Marques, após cruzamento em cobrança de falta no lado direito.

No segundo tempo, o tricolor errou MUITOS passes e quase deu chance ao azar, na ÚNICA chance de gol da equipe cochabambina – Réver salvou na hora H. O jogo ficou moroso e chato, concentrado no meio-campo com muitas tentativas frustradas de dribles, especialmente de Souza. O único jogador que “suava sangue” era Maxi Lopez, que combatia muito.

Seus esforços foram recompensados aos 18 do segundo tempo, em linda cabeceada no ângulo, após cruzamento de Herrera, pela direita.

esperame en la cama, Wandita

"¡Hóla Wanda!"

O placar seria fechado com um chute de qualidade desferido por Réver, de dentro da área adversária. O Aurora só tentava matar o tempo, já que evitava aumentar o placar. O árbitro Antonio Árias nem quis saber de acréscimos e terminou o jogo aos 45 do segundo tempo.

Souza conseguiu uma façanha, ao meu ver, inédita: foi vaiado quando o jogo já estava 3×0, por conseguir desperdiçar duas jogadas de PURA FOME. Literalmente quis driblar o time inteiro do Aurora, sem nenhuma objetividade. O próximo comandante tricolor precisará saber dar uns PETELECOS nesse mané.

A classificação está praticamente garantida. Mas nem por isso dá pra pensar em relaxar. Afinal, quanto melhor o Grêmio se classificar, pior (teoricamente) será o adversário nas oitavas-de-final. E, principalmente, o time precisa jogar com qualidade e objetividade, pois todos sabemos que times ruins como o Aurora são exceções na principal competição sulamericana.





A vida continua

7 04 2009

Sacudir a poeira.

Não olhar para trás.

É o que nos resta após mais uma derrota em Grenal. Mais uma vez, longe do Olímpico. Mais uma vez, jogando melhor (acho que o mais correto é “menos pior”). Mais uma vez, perdendo gols feitos. Mais uma vez, com falha de arbitragem. Mais uma vez, levando gol idiota.

Se foi “culpa” de Roth a derrota de anteontem? Não foi. Se é culpa dele a má qualidade da finalização de nossos atacantes? Provavelmente. Se é culpa dele o péssimo clima que se instalou no Olímpico, apesar da excelente campanha na Libertadores? Com certeza é.

Mas também é da diretoria. E esses não pedirão o boné.

O problema de se trocar o treinador em condições como estas, é que poucos nomes atraentes estão disponíveis no mercado. No momento, tudo indica que Renato Portaluppi será o novo treinador gremista. E o principal motivo é que ele está desempregado. Falam em Paulo Autuori (que é melhor treinador) mas quando a coisa esbarra em cláusulas demissionais elevadas, é melhor desconsiderar. Renato é mais provável.

Olhar para a frente.

E para a frente, hoje mesmo, às 19 horas (pior horário), tem o confronto com o Aurora, de Cochabamba. O jogo na Bolívia foi 2×1 pro Grêmio, com as calças na mão. Hoje a coisa deverá ser mais fácil. Não será absurdo um placar elástico a favor do tricolor, mas ser gremista significa ser prudente. Ainda mais na fase atual.

Sinceramente, é importante que todos nós, tricolores, tenhamos em mente que o mundo definitivamente não acabou. Perdemos pro Inter, mas podemos ganhar a Libertadores. Basta focar, melhorar e contratar jogadores para as posições deficitárias.

(Re) Começa hoje.