Sobre o Grenalzinho

1 02 2011

Nem pretendo me alongar muito neste assunto, pois um Grenal disputado por equipes reservas e que teve 7.000 testemunhas não é tão digno de nota assim. Algumas ponderações:

– na verdade não eram dois times reserva. O time do Grêmio que disputou o clássico é reserva, ou seja, foi formado por jogadores que costumam frequentar o banco tricolor e, não raro, até o time titular. O time do Inter não é reserva, é um time de jogadores que NEM grupo principal pegam. Não para menos, dava pra notar a diferença técnica entre os dois grupos.

– não dá pra concordar com quem diz que o primeiro tempo foi do Inter, o segundo do Grêmio. Ok, foi no 1o. que saiu o gol colorado e foi no segundo que o tricolor virou, mas o jogo não teve essa “divisão”. Quem o assistiu sabe que o Grêmio teve um domínio relativo, não absoluto até os 35 minutos do 1T. Somente depois do gol colorado – um lance meio isolado – é que os vermelhos passaram a pressionar, até o final da primeira metade do jogo. O segundo tempo foi praticamente inteiro a favor do Grêmio, mas houve alternância de oportunidades para ambas equipes – teria sido mais justo se o Inter tivesse marcado gols no segundo tempo do que no primeiro.

– aliás, não dá pra deixar passar o lance que poderia ter resolvido o jogo para os colorados – uma chance de gol claríssima de Ricardo Goulart, que preferiu chutar forte em vez de colocar, na frente do goleiro e mandou um abacate quase pra fora do estádio.

– pobre Diego Clementino… jogou bem, teve boas oportunidades, mas o Muriel estava EM CHAMAS. Pra mim, seguramente o melhor jogador da partida, apesar da derrota.

– os caras que estão pagando pau pro Lins só podem estar LOUCOS. O cara não jogou uma CEBOLA (ns) – fez o gol por muita sorte, já que uma ROSCA RIDÍCULA como a que o zagueiro Natan o presenteou quase nunca acontece no futebol profissional, hoje em dia.

– embora não tenha criado tanto, ficou reforçado que o Mithyuê tem muita qualidade – será um desperdício de talento deixá-lo de fora do grupo principal.

– me parece que o Maylson está piorando – talvez seja a falta de oportunidades no time principal ou talvez seja a real dele mesmo.

– a ruindade da zaga tricolor nesta partida teve, como principal nome negativo, o loirinho Neuton. Não sei qual era o problema dele, mas estava DESCONECTADO. Outro que só fez m… desde que voltou de lesão é o Vilson, outro tosco.

– pra mim, a notícia mais agradável do jogo foi o FRACASSO RETUMBANTE de público no Grenal “histórico”. É bem provável que seja um dos Grenais de menor público da história do confronto, pelo menos depois da construção do Olímpico e do Beira-rio. Parabenizo os gremistas e colorados da fronteira, que se recusaram a pagar UMA FORTUNA para assistir a um jogo que nenhum dos dois clubes tinha interesse e que, por arrogância do MISTER FGF, não foi reagendado. GO TO HELL, Novellinha.

Anúncios

Ações

Information

One response

1 02 2011
Luciano Zanuz

Não consegui assistir todo o jogo, mas no tanto que eu vi, infelizmente, o Mithyuê não jogou bem. Deu uma escapada pela esquerda e só. Eu sempre apostei nele, mas já to achando que é melhor emprestar pra um time onde ele possa ser aproveitado. Muita firula pra pouca produção. Tomara que eu queime a língua e ele comece a jogar bola.

No mais, o Gre-Nada foi muito ruim. O Grêmio deveria ter dominado mais ainda o jogo, já que são jogadores mais experientes, mas isso não ocorreu como eu esperava. Além disso, percebi alguns valores individuais melhores do lado vermelho, com mais futuro.

Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: