Soprando o pó… Uma nuvem de poeira

24 02 2013

20130224-231540.jpg

Faz tempo… E eu fui deixando este espaço totalmente abandonado, embora um ou outro visitante desavisado se atrevesse a aparecer. Geralmente vindo através do Google, por causa dos meus posts sobre os Ramones (que estão inacabados e, sim, serão finalizados), ou por causa da nossa viagem sensacional à Ilha Grande (muitas saudades) ou mais, por causa da nossa ainda mais sensacional viagem à Itália, que foi ricamente documentada, admito.

Na verdade, a maioria veio por causa dos posts sobre futebol. Ainda deverei falar sobre isso, vez ou outra, mas pretendo ser breve. A vida é muito importante para se desperdiçar tempo demasiado com o LUDOPÉDIO.

A verdade é que a minha vida mudou demais nesse 1 ano e dois meses que eu estive ausente. Sou pai há exatos 1 ano e 1 mês, no idade hoje. Volta e meia ainda me lembro daquele quente dia de janeiro do ano passado e de todas as fortíssimas emoções que passei desde então. Mas não se assustem: o Gui nasceu super bem e vem se desenvolvendo maravilhosamente desde então. Sou suspeito pra falar, mas ele é incrivelmente lindo, não consigo parar de me encantar com ele.

Ainda no final de 2011 eu decidi deixar de trabalhar como funcionário da empresa onde estava há quase 9 anos. Um pouco pela dificuldade enorme que estava tendo para me recolocar no mercado de trabalho (aquecido só para os outros…) mas, principalmente para aproveitar algumas oportunidades que se apresentavam. O interessante é que a decisão foi tomada e executada às vésperas da chegada do meu filho – qualquer um me diria que o timing era péssimo. Mesmo assim, arrisquei. E, tenho que admitir, até agora não colhi nem uma fração dos resultados que esperava.

Outra coisa curiosa – e que poderia ter rendido muito material para este blog – é que o Gui nasceu quando eu estava no meio do meu MBA/Mestrado Executivo. Passei um ano inteiro do meu curso dividindo meu tempo livre com inúmeras e complexas leituras exigidas pelos professores e ficar com o meu filho. Caras, não foi fácil. E ainda houve uma excelente (mas “interminável”) viagem de estudos para Paris e Barcelona. 17 dias longe do meu filhote foi dureza. Agora estou na fase do Mestrado, portanto “apenas” tenho que desenvolver minha dissertação. Preciso buscar muita inspiração para conseguir executá-la com qualidade.

Acho que eu consegui resumir meu último ano e alcançar o tempo perdido. A sensação que dá é que o blog já volta a ter um pouco de vida. Mas isso só será verdade se houver leitores e comentários. Fiquem à vontade para me “incomodar” e continuem visitando meu blog.

Até mais, galera!

Anúncios




OoOoOoOoOo

4 01 2011

Oooooooooooo

CABEÇA DINOSSAURO VOLTOOOOOOU

Mais intenso

Mais furioso

Mais maduro

Mais infantil

Menos sério

Mais tendencioso

OooooooooooooooOOOOOOooooooooooooooo

Cabeça Dinossauro

VOLTOU

E é pra valer dessa vez ;)





Menos posts, mais Twitter

29 07 2009

Sempre gostei de escrever e o Cabeça Dinossauro tem sido, desde o início, um projeto bacana para mim. É evidente que eu gostaria de escrever muito mais sobre outros assuntos, mas o futebol acaba “me tomando” muito.

Então, assim como outros blogueiros, eu estou colocando muita atenção no Twitter, pois é a mídia mais ‘online’ em termos de informações e opiniões. Escreve-se pouco e mais seguido.

Portanto, não deixem de acompanhar este blog, mas saibam que a atualização será menos frequente do que já foi um dia. Minha intenção é postar a cada 2, 3 dias, TOPS. Mas acompanhem-me no Twitter, pois tenho sido mais assíduo por lá.

Ah… prepararei a continuação da saga “Análise da Discografia do Ramones” para o fim-de-semana.





Cabeça Dinossauro no oitavo lugar no Google

22 07 2009

Neste momento, o blog Cabeça Dinossauro é o oitavo lugar na pesquisa do google para o termo.

Fazia tempo que eu não media isso, portanto, não sei exatamente qual foi a evolução. Lembro que alguns meses atrás, o blog não ficava nos primeiros lugares. Evidentemente, a música e o disco “Cabeça Dinossauro”, dos Titãs, recebem maior destaque na pesquisa.