Once a cheater…

8 01 2011

Tava demorando para eu voltar a escrever sobre fute, né? O título do post é uma extração de uma frase dita por Rachel Green (personagem de Jennifer Aniston em Friends), quando da primeira tentativa de reconciliação com Ross Geller: “Once a cheater, always a cheater” (uma vez traidor, sempre traidor). Na real, a frase teria sido dita pela mãe dela, mas deixa pra lá. Acho bastante conveniente para o momento.

Com a oficialização (tardia ao meu ver) da desistência do Grêmio em repatriar Ronaldinho, restam uma miríade de sentimentos. Vou externar alguns:

– o perdão pela cachorrada de 2001 não seria imediato. Seria um processo contínuo, que iniciaria com o retorno dele ao Olímpico. Evidentemente, depois disso, nunca mais. Tenho até minhas dúvidas se o Grêmio deveria aceitá-lo mesmo de GRAÇA (o que obviamente jamais aconteceria).

– se eu ficaria feliz em vê-lo novamente com a camisa do Grêmio? Quando tive o primeiro contato com a notícia (da possibilidade de retorno), fiquei dividido. Depois, racionalizando, pensei que poderia ser um acréscimo de qualidade a um grupo que já está muito bem. Ou seja, sim, eu estava torcendo para que a conclusão deste negócio fosse favorável ao retorno dele ao Grêmio. Desde que fosse viável.

– no momento em que 3 clubes passaram a AFIRMAR que estavam quase por anunciar o jogador, começou a beirar o surrealismo. Por todos acharem isso tão estranho, se passou a investigar melhor. E se descobriu que ele, o mercenário-mor A$$i$, estava fazendo um jogo ridículo, jogando um contra os outros.

– quando ficou claro que a contratação do Ronaldo passaria por melhorar a já inacreditável oferta feita pelo Grêmio, meu coração palpitava. É certo, algo instintivo que me dizia (caso tivesse eu algum poder de decisão) SARTA, SARTA FORA! O Grêmio topou e chegou nos termos dos A$$i$ Moreira no primeiro momento. Tenho certeza de que números ABSURDOS à realidade do Grêmio (e de qualquer clube brasileiro) estavam sendo mostrados ali. Aumentar ainda mais? Nem pensar.

– penso que a direção poderia ter desistido do negócio no primeiro momento em que se começou o leilão. Afinal de contas, foi o A$$i$ que ofereceu o Ronaldo para voltar ao Grêmio. Não quer mais voltar, tudo bem. Alguns torcedores mais jovens e bobinhos, que não viram bem e certamente não lembram do PAPEL DE IDIOTAS que os A$$i$ Moreira fizeram o Grêmio passar, em 2001, estão ainda lamentando o ocorrido.

– não é oportunismo: no final das contas, me sinto aliviado. A julgar pela fraca tentativa de corneta do Diretor de Marketing do Internacional, Jorge Avancini e provavelmente de outros colorados, estão tentando comparar o “fracasso” do Grêmio em contratar o Ronaldinho com a derrota para o Mazembe. Mas a verdade é que, no fundo, os beirarianos estão tristes de ver que o Grêmio perdeu uma grande oportunidade de se afundar. Alívio sincero.

– fiquei sim estupefato com informação passada na coletiva do Paulo Odone: A$$i$ fez um brinde e declarou que o Ronaldo estava de volta ao Grêmio. Afinal de contas, “uma vez traidor, sempre traidor”.

– recomendo fortemente aos A$$i$ Moreira se mudarem de Porto Alegre. Não, ninguém vai matar ninguém. Mas tomar vaia todos os dias na rua não é legal.

– para fechar, reitero o que deve ser feito: contratar Coates, renovar com Rochemback, Gabriel e MESTRE JONAS. O resto é detalhe.

– boa sorte ao Flamengo com o #mercenaR10. Não vai ter CHINA pobre no Rio de Janeiro.

Anúncios




Gauchão na finaleira do primeiro turno

16 02 2009

Ontem foi a oitava e última rodada da fase classificatória do primeiro turno do Gauchão, aka Taça Fernando Carvalho. Por causa da tragédia ocorrida com o Brasil de Pelotas, o time do sul do Estado ainda tem dois jogos pendentes, com o Grêmio e com a Ulbra (que é insistentemente chamada de CANOAS pela RBS e PFC, o que é absolutamente ERRADO, já que o nome do clube é Sport Club Ulbra).

Com Jonas EM CHAMAS, o Grêmio fez 2×1 no Avenida de Santa Cruz do Sul, sendo que o segundo foi uma PINTURA DE REMBRANDT. Ainda houve algum espaço para uma falha de Victor, que resolveu gastar o estoque de cagadas nos jogos em que há bastante gordura pra queimar. Já o goleiro do Avenida bateu roupa feio no primeiro gol tricolor.

A vitória deixa o Grêmio em segundo lugar no grupo dois, com 13 pontos, atrás do líder Ypiranga, que tem 16 e ontem sapecou o Brasil de Pelotas no Bento Freitas, por 3×1. Mas como o Grêmio ainda tem um jogo pendente com o mesmo Brasil, em Porto Alegre, é provável que vença e assuma a liderança do grupo por saldo de gols (quem diria…).

O fato relevante é a afirmação de Jonas como um atacante oportunista e bem postado em campo. Seria quase loucura não dar-lhe a titularidade diante do quadro pintado. Mas tudo se pode esperar de Celso Juarez. Outro fato importante é a obviedade do melhor futebol apresentado pelo time ao jogar com dois atacantes. Espero que Juarez não perca mais tempo em montar esquemas com um só atacante, à lá Mano Menezes.

Infelizmente em poucos minutos de jogo dois atletas gremistas foram vitimados por lesões: Willian Magrão e Tcheco. Parece que o caso do Magrão pode ser mais grave – ele mancava muito ao final do jogo. Uma ressonância magnética (MRI, segundo HOUSE) deve mostrar o tamanho da lesão. Mas é praticamente certo que o Grêmio entrará com escalação mista contra o Brasil. MISTA, ouviu CJR?

O Inter meteu 5×1 no Caxias, no Beira-rio, DE VIRADA. Friso esse fato, pois é improvável que um time que sai perdendo uma partida a vire metendo 5 tentos. Mesmo considerando que, no primeiro gol, a bola não entrou, sobraram outros 4.

A vitória era desnecessária, pois o Inter já tinha a melhor campanha do primeiro turno garantida, com o empate contra o Ypiranga. Porém, resolveu acabar o turno com 20 pontos e invencibilidade – 6 vitórias e 2 empates. Com isso, jogará todos os confrontos em casa, inclusive a final.

O Juventude, após perder 3 partidas seguidas (a última contra o Grêmio, por 2×0), conseguiu emplacar uma vitória por 2×0 sobre o São Luiz, de Ijuí. Com isso, ficou em quarto lugar no grupo 1 e teve que secar o Brasil, que acabou perdendo. Assim, enfrentará o Grêmio ou o Ypiranga, dependendo de quem vencer o jogo entre Grêmio e Brasil de Pelotas.

O grupo 2 está bastante indefinido, por causa dos jogos pendentes com o Brasil. Se o Brasil vencer a Ulbra ou o Grêmio, por exemplo, sairá da lanterna do grupo 1, deixando-a com o Inter de Santa Maria. Se a Ulbra vencer o Brasil, se classificará em 4o no grupo 2 e pegará o Inter nas quartas-de-final.

Mas antes mesmo da rodada, na sexta-feira, o Grêmio anunciou a contratação de Maximiliano Gastón López, ou Máxi López para todos. O atacante de 24 anos, revelado pelo River, vem do FC Moscou e assinará por 1 ano com o tricolor. Ele está chegando DE CARRO, de Buenos Aires e deverá ser apresentado ainda hoje, dependendo do trânsito na BR 290.

É com você, MAURO SARAIVA JÚNIOR (ns).

to chegando, bugrada

"to chegando, bugrada"





Será Herrera um acerto?

30 01 2009

Uma fonte inesgotável de trocadilhos, o novo velho atacante do Grêmio divide opiniões entre os torcedores.

Hoje pela manhã quando eu estava vindo para o trabalho, ouvi o Paulo Sant’anna na Gaúcha que, após piadinhas sobre a não-participação de Lula no Fórum Social Mundial em Belém, preferindo ficar com a galera da grana (Fórum Econômico Mundial, de Davos – Suíça), disse que o Herrera teve uma passagem DESASTROSA pelo Grêmio em 2006.

Desastrosa?

No campeonato brasileiro de 2006, o titular do Grêmio no ataque era Rômulo. Ele foi o artilheiro do Grêmio na competição, com 11 gols. Herrera era reserva e entrava no segundo tempo. Somente iniciava as partidas quando Rômulo estava lesionado.

Marcou 9 gols. Inclusive aquele ANTOLÓGICO contra o Fluminense, nos acréscimos.

Enfim, eu não COINCIDO com a opinião do Sant’anna nem de vários outros, que classificaram a passagem de Herrera pelo Olímpico como terrível. Não que tenha sido uma maravilha, ele errava muitos gols. Mas fez vários também. No entanto, não nego que a campanha que ele fez no Corinthians foi superior. Talvez pela fragilidade de seus adversários.

Não tenho dúvidas que Herrera é melhor do que Jonas, embora alguns pensem o contrário. Acredito também que poderá fazer grande dupla com Alex Mineiro, já que Herrera tem velocidade, enquanto Alex tem bom posicionamento.

Veremos.





O matador é nosso

19 12 2008

Desmentindo sua fama de RENÉ (DESCARTES), André Krieger resolveu SE PUXAR e anunciou a contratação de Alex Mineiro para a disputa da Libertadores 2009. É um excelente atacante e já havia sido sugerido para a temporada que terminou, porém, acabou fechando com o Palmeiras, marcando 38 gols na temporada 2008, uma bela marca.

Diferentemente do que Paulo Sant’Anna disse hoje de manhã, na Rádio Gaúcha, não entendo que Alex Mineiro seja uma contratação de ‘encher aeroporto’. Porém, é provavelmente o melhor avante contratado pelo Grêmio em muitos anos. Se depois de marcar 19 gols no campeonato brasileiro deste ano, alguém ainda tem dúvida quanto a sua capacidade, é porque é pessimista irreversível.

É só o começo. Mas é um bom começo.





Temporada de boatos

23 07 2008

A evidente tática da imprensa gaúcha e brasileira de anunciar “possíveis” 5.000.000 de contratações para cada um dos grandes clubes continua a todo vapor. Agora Marcelinho Paraíba é a bola da vez. É óbvio que, ao especular tantos nomes, algum eventualmente poderá vingar e eles poderão dizer: “você soube de antemão pela Gaúcha/Guaíba”. Bobagens, simplesmente. Gostaria muito que esta prática fosse abolida. Assim como várias outras que, ao que se vê, estão cada vez mais enraigadas…