Acabou? Acho que sim

3 11 2008

Ontem estive no Olímpico, pra ajudar o Grêmio a vencer o Figueirense a se manter líder, já que a derrota colorada para o São Paulo era a única certeza desta vida, além da MORTE. Fracassei miseravelmente.

Tomei o rumo de Porto Alegre às 16:10, mais ou menos quando o GP Brasil de Formula Um estava na metade, com Felipe Massa em primeiro e Lewis Hamilton em quarto, resultado que daria ao britânico o título mundial. Havia chovido durante a manhã na serra, mas o tempo estava apenas encoberto, naquele momento. Havia risco de chuva para durante a partida, portanto, levei uma capa de chuva de meu sogro, para o estádio.

Enquanto fazia o trajeto de 110 km, passei por vários momentos de chuva fina e forte, aparentemente eram nuvens que ora pousavam sobre Bom Princípio, São Sebastião do Caí, Portão, São Leopoldo. Fiquei meio duvidoso, pois odiaria assistir a outro jogo em chuva forte, como aconteceu na partida contra o São Paulo, a primeira do segundo turno.

Durante a viagem, o GP do Brasil foi chegando ao fim. E, surpreendentemente, uma chuva resolveu cair em São Paulo, forçando a troca de pneus a 6 voltas do final. Neste movimento todo, um MALUCO, chamado Timo Glock, optou por NÃO trocar os pneus, permanecendo com os de tempo seco. A chuva, àquela altura, era fina e não molhava excessivamente a pista de Interlagos. Com a inusitada manobra do alemão, ele conseguiu ficar entre Massa e Hamilton, colocando o britânico na quinta colocação, que ainda lhe daria o título.

Porém, OUTRO ALEMÃO MALUCO, Sebastian Vettel, resolveu AGITAR e meter pressão no inglês, achando que seu TORO ROSSO seria suficientemente robusto para atacar o McLaren de Hamilton. E foi. Lewis Hamilton aparentemente não aguentou o tranco e, com as insistentes investidas de Vettel, acabou errando e perdendo sua posição para o alemão, faltando 3 voltas para o final da corrida.

Hamilton certamente gritou “NOOOOOO, NOT AGAIN!”, referindo-se à BAMBIADA que deu no mesmo circuito de Interlagos, no ano anterior, quando perdeu a vantagem que tinha em relação ao segundo colocado por causa de erros durante a corrida. Quando Felipe Massa cruzou a linha de chegada, Hamilton continuava na sexta posição. Papai, mamãe e esposa Massa comemoravam muito. Só que a chuva aumentou e GLOCK não conseguiu mais controlar seu carro. Na CURVA DOS BOXES, Hamilton ultrapassou o alemão e terminou em quinto, consequentemente, campeão.

buaaaaaaaaaaa

"buaaaaaaaaaaa"

Moral da história: Hamilton saiu campeão, mas mostrou ao mundo que “aperta que ele entrega”. Não existe melhor comparação do que a situação atual do Grêmio. A única diferença é que, quase com certeza, o Grêmio não sairá campeão.

quem vê, pensa que jogou muito

quem vê, pensa que jogou muito

Um time que apresenta TADEU e RAMÓN como virtuosos espécimes do elenco, não pode ser taxado de perigoso. Ainda que a equipe catarinense tenha um gosto especialíssimo em ATOLAR equipes gaúchas, especialmente o Grêmio, parecia que o “leão” tinha virado um gatinho, depois dos 7×1 do primeiro turno, em Florianópolis. Engano.

Aos 7 minutos, Felipe “péssimo defensor” Mattioni entregou a rapadura para Ramón, que ajeitou para Marquinhos desferir um potente chute, à direita de Victor. Novamente, o Grêmio saiu perdendo no começo do jogo. A partir daí, o Figueira retrancou totalmente, fazendo muitas faltas e atrasando o jogo o mais que podia. O goleiro Wilson parecia que ia dormir com a bola, de tanto que demorava para repô-la em jogo.

Com a lesão de Léo, poucos minutos depois de tomar o gol, o Grêmio foi forçado a lançar mão de uma substituição logo no começo do jogo. Entrou Paulo Sérgio em seu lugar e voltou a assumir a lateral-esquerda, como já tinha acontecido contra o Cruzeiro. O que parecia que seria um desastre, não aconteceu, bem pelo contrário. A entrada de Paulo Sérgio deu ânimo e permitiu jogadas pelo lado esquerdo, o que não vinha acontecendo antes. Depois de um começo com muitos erros de passes primários, PS passou a fazer boa movimentação naquele flanco e, surpreendentemente, centrou bolas com muita qualidade de pé esquerdo, que não é o seu forte. Numa delas, encontrou Makelele livre, que cabeceou para o chão e a bola passou por cima da trave.

Aos 43 minutos, o árbitro Jailson Macedo Freitas, da Bahia, que já era conhecido dos gaúchos por ter apitado o confronto entre Inter x Palmeiras, errando mais do que demais, mostrou que curte uma confusão, assinalando que o goleiro Wilson ficou mais do que os 6 segundos permitidos para a reposição de bola e, portanto, apitando tiro livre indireto dentro da área. O goleiro já vinha atrasando o jogo mas é questionável que ele realmente tenha ficado todo este tempo com a bola. No entanto, ao ser questionado por repórteres no intervalo, o goleiro do Figueirense admitiu que errou.

A cobrança foi na barreira (os 10 jogadores do Figueirense estavam lá!), mas Paulo Sérgio pegou a sobra e botou na área. Reinaldo dominou e mandou pras malhas.

No segundo tempo, esperava eu uma pressão tricolor. Não aconteceu, de novo. O time errava ÀS PAMPAS e não conseguia dominar a fraca equipe catarinense. Algumas jogadas se sobressaíram, como um lance que Felipe Mattioni driblou uns DEZESSETE jogadores e não conseguiu concluir e uma arrancada VELOCÍSSIMA de Paulo Sérgio com passe PRIMOROSO para Reinaldo, que demorou 80 DIAS para chutar e acabou não conseguindo concluir.

Logo em seguida, outras duas substituições: Douglas Costa entrou no lugar de Makelele e Marcel, no lugar de Reinaldo. Na minha opinião, foram entradas corretas e saídas erradas. Penso que Douglas deveria ter entrado no lugar de Amaral, que é mais defensivo. Makelele marca bem e tem velocidade, sendo um elemento surpresa. Na sequencia, Amaral ainda entregou uma bola para Tadeu, que só não fez porque não quis. Reinaldo não estava jogando bem, mas Perea estava muito pior. Marcel deveria ter substituído ao colombiano.

Douglas pouco fez e Marcel pouco conseguiu aproveitar. Os maiores cânceres do Grêmio estavam na armação das jogadas: Tcheco e Souza fizeram apresentações TENEBROSAS. Souza foi ainda pior, parecia que estava pregado no chão. Além de errar praticamente todos os passes e lançamentos. Tcheco também errou muitos passes.

Passes 101

Passes 101: reprovei

No final das contas, o Figueirense voltou a perder gol feito, em conclusão de Diogo, defendida milagrosamente por Victor. A última chance do Grêmio foi com Perea, que recebeu de Douglas e mandou um tijolo pra fora.

Além do resultado terrível por si só, que tirou o Grêmio da liderança depois de 19 rodadas (coincidentemente o Grêmio entrou na liderança no jogo contra o Figueirense, em Florianópolis), fazendo-o cair para a terceira colocação, este foi um dos jogos em casa, tidos como imprescindíveis. Para tornar tudo muito pior, no jogo contra o Figueirense 3 jogadores pendurados foram amarelados, sendo dois deles, zagueiros: Thiego e Réver. O outro jogador que foi suspenso foi Felipe Mattioni. Porém, este tomou dois cartões amarelos no jogo e foi expulso. Além deles, Makelele e Paulo Sérgio não poderão atuar contra o Palmeiras, em São Paulo, por serem atletas do time paulista – o famoso acordo de cavalheiros. Em virtude disso, a quantidade de desfalques para o enfrentamento crucial é absurda: os dois laterais-direitos estarão fora e, dos zagueiros, caso a lesão de Léo se confirme como algo grave, 4 estarão fora.

O Grêmio provavelmente entrará em campo absurdamente descaracterizado, num 4-4-2 forçado, com Jean e algum zagueiro vindo da base. Ou Amaral nesta função, já que Magrão e Carioca retornam ao time. Do meio para a frente será titular, mas a defesa será toda reserva.

A real é que a retomada da liderança e o título do Grêmio, ainda que possíveis, são improváveis, diante do atual cenário. O Grêmio faz um péssimo segundo turno e a má apresentação de ontem não é exceção. Já o São Paulo está impecável neste returno e não terá nenhum adversário direto nos 5 últimos jogos que lhe restam. A única possibilidade residiria em uma mudança radical de modus operandi que é algo romântico, mas quase inexistente na vida real.

Além de ter deixado o título escapar, existe uma verdadeira possibilidade do Grêmio ficar fora inclusive da Libertadores, já que as vagas são 4 e são 5 as equipes que estão muito próximas umas das outras. Portanto, dos 5 pleiteantes, alguém chupará o dedo.

Como já me DELONGUEI, pouco falarei sobre os demais resultados da rodada. Apenas o óbvio: como o Grêmio não se ajudou, os resultados paralelos são pouco relevantes. Não esperava um empate do Flamengo com a Portuguesa que, depois de morta, resolveu PUXAR O PÉ dos vivos. Espero que a Lusa continue com a mesma fome, quando jogar com o SPFW, na próxima rodada. Também não esperava a vitória do Palmeiras sobre o Santos, na Vila Belmiro. Quem viu o jogo, disse que o Santos perdeu 850.243 gols. Sorte verde.

Já a vitória do SPFW sobre o Internacional era muito esperada. Talvez uma das poucas certezas da rodada. A goleada era uma possibilidade, que se confirmou. Tomara que o colorado continue neste ritmo e tome uma TUNDA do Boca. Mas é mais provável que o Inter se classifique para as semifinais da Sula e continue fazendo a festa de seus adversários no campeonato brasileiro.

A vitória do Goiás sobre o Cruzeiro não me surpreendeu. Mas não imaginava uma goleada.

Segue tabela de resultados dos jogos desta trigésima-terceira rodada:

E, DOLOROSAMENTE, a classificação atualizada:

Fotos Grêmio: gremio.net; Foto F1: Terra; Classificação: Globoesporte.com





Faiscando de tédio

31 10 2008

Quis o chamado destino que as 3 últimas partidas da 32a. rodada fossem realizadas pelo confronto de equipes que estão na zona de rebaixamento ou perto dela. No caso de um dos jogos, são dois times que nada mais têm a aspirar. Portanto = TÉDIO TOTAL.

O jogo entre Sport e Santos contou com pressão enlouquecida dos locais, mas Kléber Pereira, artilheiro isolado, não permitiu a alegria leonina. O Sport saiu na frente com Fumagalli e o negão santista empatou a contenda.

Fuma, FUMAGALLI

Fuma, FUMAGALLI

No Rio de Janeiro, a vitória anterior sobre o Goiás acendeu o espírito da torcida vascaína, que lotou o São Januário com mais de TRÊS MIL TORCEDORES (çlkfhasçlk – mentira, foram 22.000). Mas o apoio não deu muito certo e o Calhau quase saiu derrotado em casa.

O Vasco saiu na frente aos 27 do primeiro tempo, com Valmir, mas o Atlético Paranaense empatou quase no final do primeiro tempo, aos 43, depois de lance ridículo da zaga vascaína: o volante Mateus recuou a bola e Jorge Luiz, com a cabeça SABE-SE LÁ AONDE, ficou protegendo a bola, como se tivesse sido um jogador atleticano quem tivesse tocado por último. Na cobrança do escanteio, o paraguaio Julio dos Santos empatou o jogo para o Paranaense.

E foi um castigo: Pedro Oldoni virou o placar na primeira metade do segundo tempo. Obviamente o desespero tomou conta da equipe do Vasco. Apesar de boas chances do Atlético matar o placar, o baixinho feioso MÁDSON mandou um chinelaço de fora da área, encobrindo Galatto, aos 42 MINUTOS.

sou lindão

"sou lindão"

O placar é péssimo para as duas equipes, que continuam na zona de rebaixamento.

O terceiro jogo é aquele que não foi. Figueirense e Fluminense tiveram muitos problemas de falta de energia elétrica e o jogo teve de ser interrompido aos 15 minutos do primeiro tempo.

Aparentemente, a torcida do Figueira (todos os 12) jogou fitas coloridas dentro do campo, que foram arrastadas pelo vento forte e atingiram fios de eletricidade, provocando um curto-circuito e deixando o estádio às escuras. O árbitro esperou por UMA HORA E QUARENTA E CINCO MINUTOS, até que a luz fosse restabelecida. O jogo iniciou e o Fluminense foi pra cima do Figueira. Aos 12 minutos, Arouca recebeu dentro da área e mandou pras malhas.

E, aos 15, acontece um apagão deixando NO BREU não apenas o estádio, mas uma grande área ao redor. Aí o SENEME não teve mais saco e mandou todo mundo à PQP.

O jogo será reiniciado na próxima quarta-feira, dia 5/11, a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1×0 para o Fluminense. Uma situação inusitada, de fato.

Tabela atualizada:

E a CRASSIFICAÇÃO, sem contar com Figueirense x Fluminense, ÓBVIO:





Nasce uma estrela

9 10 2008

A vigésima-nona rodada marca o retorno do Grêmio à liderança do campeonato. Na verdade, na minha opinião, o Grêmio nunca deixou de ser líder, afinal, mantinha o mesmo número de pontos que o Palmeiras, perdendo apenas no critério de desempate. Ou seja, por duas rodadas, a liderança foi dividida entre os dois clubes.

Ontem, em horário de novela, tivemos um excelente confronto no Olímpico Monumental. Grêmio e Santos jogaram visando o ataque, proporcionando muitas chances de gol. E o primeiro gol saiu logo antes dos 3 minutos de jogo, após um chute de Hélder que desviou em Domingos, chegando aos pés del CHENGUE Morales, que não perdoou.

No entanto, logo em seguida, Morales foi lançado, avançou, ficou de frente com o goleiro na entrada da área… e chutou em cima dele. Putz. Gol feito.

yo soy fueda

"yo soy fueda"

A segunda metade do primeiro tempo foi morna, com os dois times tendo dificuldades para meter perigo à meta adversária. Um pouco mais de presença do Santos foi notada nesse momento. Até então, Douglas Costa praticamente estava escondido no jogo.

Mas o segundo tempo nos reservava uma linda atuação do novo meio-campo gremista. De forma impecável, Douglas Costa soltou-se e passou a causar medo aos zagueiros santistas. Com muita habilidade, foi responsável por um canhão que explodiu na trave, além de uma jogada na qual ele entrou na área praiana a dribles, quase concluindo e marcando um gol sensacional.

"Odone, por favor, não me venda logo"

"seu Odone, por favor, não me venda logo"

Depois de uma falta de Fabiano Eller sobre Reinaldo, que havia entrado no lugar de Morales, o zagueiro do Santos tomou o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho. Isso deu origem a muita confusão, com os jogadores alvinegros reclamando sem parar. Assim que a poeira baixou, Douglas Costa cobrou a falta, o goleiro Douglas rebotou de forma meio tosca e a redonda sobrou para Soares, que encheu o pé e marcou o segundo gol, já nos acréscimos. Após o gol, o jogo foi finalizado.

A torcida tricolor já estava em festa pois, quando o relógio marcava 44 minutos do segundo tempo no Olímpico, o jogo do Orlando Scarpelli acabou, com o empate em 0x0. O resultado devolvia ao Grêmio a liderança isolada do campeonato, 2 pontos à frente do Palmeiras.

O jogo em Florianópolis aparentemente foi bom, com chances de gol para ambos os lados. No início, como era de se imaginar, o Figueirense foi mais efetivo e criou mais chances, mas o Palmeiras contra-atacava com perigo. Pelo jeito, MÁGUIO SERGIO ajeitou a equipe, ao contrário da nulidade chamada PC Gusmão (o treinador que nunca ganhou nada mais prestigiado do Brasil).

usar essa camiseta não poderia passar impune

usar essa camiseta não poderia passar impunemente

O Vasco foi a Recife no desespero, para tentar buscar a salvadora vitória contra o Sport, equipe que, como eu já cansei de dizer aqui neste blog, tem o único objetivo de avacalhar o campeonato. No começo, parecia que não seria possível, pois o Sport saiu na frente, com Kássio (argh). Mas o Vasco empatou logo em seguida, com Leandro Amaral e virou ainda antes de terminar o primeiro tempo, novamente com o centroavante cruzmaltino.

não gosto de cacetinho. Prefiro BAGUETE

"não gosto de cacetinho. Prefiro BAGUETE"

Parecia que o Vasco conseguiria sua vitória fora de casa e, finalmente, tiraria o pé da lama, mas, tal e qual uma FÊNIX, Ciro recebeu bola de costas pro gol, girou e mandou pras malhas, aos 46 DO SEGUNDO TEMPO. Com isso, o bacalhau continua na zona de rebaixamento, apesar de passar para a 17a posição. No entanto, como os outros 3 times abaixo do Vasco também têm os mesmos 27 pontos e ainda não jogaram, possivelmente o Vasco será ultrapassado. E haverá a certeza de que, por mais uma semana, os vascaínos vão ter que aguentar muita corneta – menos, talvez, do Fluminense.

Resultados de ontem (8/10):

– Grêmio 2 x 0 Santos

– Figueirense 0 x 0 Palmeiras

– Sport 2 x 2 Vasco

Jogos de hoje (9/10) – todos às 20:30

– Botafogo x Vitória

– Cruzeiro x Ipatinga

– São Paulo x Náutico

Jogos de sábado (11/10) – todos às 18:20

– Goiás x Internacional

– Portuguesa x Coritiba

– Atlético-PR x Fluminense

– Flamengo x Atlético-MG

E a classificação atualizada:





Trucha en la plancha

8 10 2008

Como a piada é inevitável, repetida ad-eternum, sim, hoje a noite é de peixe grelhado.

Ok? Ok!

A vigésima-nona rodada, devido à MALDITA seleção brasileira (morram todos), será, uma vez mais, dividida na semana toda, começando hoje com três jogos, depois teremos outros três jogos amanhã e a rodada finalizará com 4 jogos no sábado, 11/10. Os vagabundos amarelos jogarão no domingo, às 17 horas, contra a Venezuela e depois novamente na próxima quarta-feira, 15/10, contra a Colômbia, no Brasil.

Mas falando de COISA BOA, dois dos três jogos de hoje à noite envolvem os dois primeiros colocados do certame. Grêmio x Santos e Figueirense x Palmeiras. Os dois jogos acontecem às 22 horas de hoje, sendo que, caso somente um dos dois vença seu jogo, se isolará na liderança do campeonato, atualmente dividida pelos dois clubes.

O Grêmio pegará o Santos com o único desejo de vencer, para manter-se em posição privilegiada na corrida pelo título. O time será parecido com o que venceu o Botafogo no último sábado, já que Tcheco continua suspenso por sua expulsão no clássico grenal. Léo sairá da equipe para cumprir suspensão e Jean entrará em seu lugar. Será uma equipe jovem, contendo 6 jogadores saídos da base: Thiego, Hélder, Mattione, Douglas, Magrão e Carioca. Vários deles têm mostrado grande futebol, inclusive Douglas, que estreou na partida contra o Botafogo.

O Santos não contará com Kléber, que está com a seleção brasileira. Vem embalado pela goleada de 4×0 sobre o Atlético-PR mas sabe que a vida não será fácil em Porto Alegre. Posicionado de forma intermediária na tabela, o Santos não corre risco imediato de voltar à zona de rebaixamento, já que está distante em 6 pontos da mesma. Porém, todo cuidado é pouco.

Diego Vara/ClicRBS)

gurizada tricolor (foto: Diego Vara/ClicRBS)

O Grêmio deverá ir a campo com: Victor, Thiego, Jean e Réver, Felipe Mattione, Rafael Carioca, William Magrão, Douglas Costa e Hélder, Soares e Morales. Gosto desta formação e acredito que a mesma deverá render dividendos hoje à noite. A arbitragem é de Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ). Apesar de ser um árbritro credenciado pela FIFA, não consigo me lembrar dele.

O Palmeiras enfrentará o Figueirense no Heriberto Hülse ORLANDO SCARPELLI*. O Figueira é uma equipe instável, que pode golear como pode ser goleada. Um empate já seria um lindo crime. Mas acredito que o Palmeiras vencerá.

*agradecimentos ao GUILLERMO, revisor oficial do blogue, que me impediu de fazer o Palmeiras jogar em Criciúma… hçfksljfçsl

Além disso, teremos também, hoje, o confronto entre Sport e Vasco. O time pernambucano está tranquilo, praticamente livre de ameaça de rebaixamento e o Vasco, em compensação, segura a lanterna dos afogados. Desespero é a palavra de ordem em São Januário.

Jogos da 29a rodada – e meus palpites

Quarta-feira – 8/10 (todos às 22 horas)

– Sport 2 x 1 Vasco

– Grêmio 2 x 0 Santos

– Figueirense 1 x 2 Palmeiras

Quinta-feira – 9/10 (todos às 20:30)

– São Paulo 3 x 0 Náutico

– Cruzeiro 2 x 1 Ipatinga

– Botafogo 2 x 2 Vitória

Sábado – 11/10 (todos às 18:20)

– Atlético-PR 1 x 1 Fluminense

– Portuguesa 1 x 2 Coritiba

– Goiás 3 x 0 Internacional

– Flamengo 1 x 1 Atlético-MG





E o resto da festa

10 08 2008

Hoje, dia dos pais, teve outros jogos pelo campeonato brasileiro de 2008. Seguem resultados e comentários:

jogos das 16 horas

– Coritiba 3 x 0 Sport: como eu já havia dito, era de se imaginar que o Coxa tivesse êxito sobre o desinteressado Sport Club Recife. No entanto, não imaginava goleada. O Coritiba está em grande fase, definitivamente.

– Botafogo 1 x 0 Palmeiras: o Palmeiras continua mostrando que é bom mandante, mas péssimo visitante. E o Botafogo, que não tem nada a ver com isso, mantém grande recuperação no campeonato.

– Vitória 5 x 0 Vasco: o Vasco mostra ser o time mais fiasquento da temporada. Não se contenta apenas em perder, tem que ser uma goleada atrás da outra. Merece muito a zona de rebaixamento que lhe foi outorgada.

– Portuguesa 2 x 1 Cruzeiro: a Lusa mostrou-se indignada com as minhas insistentes menções de “já rebaixamento” e resolveu ajudar o Grêmio, vencendo o Cruzeiro. Com isso, combinado à derrota do Palmeiras, o Grêmio passa a ter 5 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

Jogos das 18 e 10

– Inter 1 x 1 Figueirense: o colorado saiu perdendo para o Figueira e empatou em seguida, com gol IMPEDIDO do Nilmar. O segundo tempo inteiro foi meia-linha para o Inter, mas não deu resultado. Não é necessário dizer que o resultado é péssimo para o Inter.

– Náutico 1 x 0 Santos: O Timbu, como eu já havia previsto, reencontra-se com a vitória, em casa, na estréia do ex-treinador do Náutico, Roberto Fernandes. Já o Santos, não está em crise – está perdido.

– Ipatinga 2 x 1 Fluminense: o resultado mais estranho da rodada. Renato mostra que a campanha deles é uma piada.





Resto dos comentários da 14a rodada (e precisa)?

25 07 2008

É… melhor esfriar a cabeça para poder fazer melhores comentários sobre o complemento da 14a rodada, que aconteceu ontem, 24/7. Como diria o Pica-Pau, “e lá vaaaamos nóooos”:

– Sport 1 x 0 Atlético-PR: deu o placar mais razoável – aquele pelo qual eu torcia. Um time que joga com uma camisa como a do Patético só merece tal apelido.

– Palmeiras 4 x 2 Santos: o Santos vai preparando mesmo sua experiência potencialmente geradora de DVD. O time do chorão, Cuca, só dá vexame e tomou uma coça do Palmeiras, apesar de ter esboçado uma certa reação. O mais incrível é que os 6 gols da partida aconteceram todos no primeiro tempo, o que prova que os jogadores estavam incorporados por SANTOS (pior trocadilho)

– Figueirense 1 x 7 Grêmio: até a entidade sagrada dos colorados enalteceu o escore hiper elástico do jogo de ontem. Porém, há de se dizer: no final do primeiro tempo, quando o Figueirense descontou o placar que, até então, estava 2×0, fez muita pressão e a defesa tricolor mostrou muita INSEGURANÇA (assim como eu). O gol no início do segundo tempo foi providencial para que o Grêmio voltasse a ter controle total do jogo. Apesar do gol de Marcel ter sido originado em cruzamento de Tcheco, para mim, este jogou muito mal, errando muitos passes e ficando um pouco abaixo dos outros meias. Depois dos 4×1, PC Gusmão surtou e eliminou qualquer resquício de defesa, deixando a tarefa tricolor muito mais facilitada.

De resto, fico muito feliz pelo Grêmio ter aproveitado a chance de assumir a liderança do campeonato.  É cedo, mas dá pra acreditar.

Não resisti e chupei essa tela de um conhecido SAITE:

para a posteridade...

para a posteridade...





A noite em que a terra parou

24 07 2008

Eu tinha um palpite… esse ano as coisas estão sendo surpreendentes e diferentes. Eu lembro de anos e anos em que o Grêmio tomava goleadas de 4, 6 gols do Goiás, em Goiânia. Em 2008, 3×0 pro tricolor. Lembrava de perder SEMPRE pro Santos fora de casa (ok, não ganhamos essa, mas quase). Jogar com o SPFW no Morumbi era praticamente sinônimo de derrota. 1×0 pro Grêmio, em 2008. O Grêmio não ganhava do Cruzeiro, em casa, desde 2001… Foi 1×0, mas poderia ter sido 5.

Enfim… o Figueira era o que se poderia chamar de TOUCA. Algo semelhante ao que o Juventude representava ao Internacional, até o segundo jogo da final do gauchão. Pensei, pensei muito… será que essa touca também será rasgada? Será que o Grêmio conseguirá aproveitar a oportunidade de se tornar líder do Brasileirão?

Não… não vai acontecer. O jogo é fora de casa. O Grêmio nunca ganha do Figueirense lá. É um campo pequeno, tem muito vento. O Grêmio perdeu OS DOIS jogos pro Figueirense, em 2007. Se tivesse ganho, em casa, teria jogado a Libertadores este ano. Enfim, é uma touca muito forte, indestrutível.

Será?

beija eu, mamãe

"beija eu, mamãe"

SETE A UM. 7 x 1. Siete uno. Seven one.

Não dá pra acreditar. Sério. Um time do Celso “fora” Roth, golear? Fora de casa? Esse mundo tá perdido mesmo. Não consigo nem comemorar, é algo que estava fora do meu ESCRÍPETE.

Tenho medo. Será que “gastaram” todos os gols possíveis? Temos um jogo importantíssimo, contra o Palmeiras, no domingo. Será que a galera vai usar aquele tamancão plataforma? Por favor, não façam isso, é só o que eu peço.

E pra terminar,

O GRÊMIO VAI SAIR CAMPEÃO!

Boa noite.