E ficou para a última rodada…

1 12 2008

… a definição dos outros dois classificados para a Libertadores e os outros dois rebaixados para a série B.

Rá! Vocês achavam que eu mudaria a minha opinião, depois dos resultados de ontem? Nem a pau, Juvenal!

Brincadeiras à parte, fiquei surpreso com a não-vitória do São Paulo, ontem. Inclusive, poderia perfeitamente ter perdido o jogo, não apenas por ter saído atrás no placar, mas também pelos incríveis gols perdidos pelo atacante Washington. Claro que os sãopaulinos também perderam incríveis chances, mas o crime foi consumado.

chupa, Galvão (ns)

"chupa, Galvão" (ns)

O jogo no VALE DO AÇO foi chato BAGARAI. Parecia que pegaria fogo, já que o moribundo Ipatinga marcou antes, logo no comecinho do jogo, em lance bestial. Porém, o Grêmio não tardou em empatar, com Marcel (vulgo POSTE) e mostrar quem que mandava no parquinho. Rapidamente, atingiu o placar de 3×1 na primeira etapa, com gols de Jean e novamente Marcel, tornando a tarefa de manter-se vivo mais fácil.

E, novamente sem muita demora, Léo marcou o quarto gol gremista aos 8 minutos do segundo tempo, determinando o rebaixamento matemático do Ipatinga e o fim de qualquer possibilidade de emoção naquele jogo. Assim, eu acabei fazendo o que grande parte dos gremistas fizeram naquele momento: mudei para o jogo do São Paulo.

Melhor foto. Olha a lata do magrão sentado na arquibancada.

Melhor foto. Olha a lata do magrão sentado na arquibancada.

O resultado deixa o Grêmio 3 pontos atrás do São Paulo. Para ser campeão, precisa vencer o Atlético Mineiro, no próximo domingo e torcer pela derrota do São Paulo contra o Goiás. Assim, o Grêmio empataria em pontos com o time do Morumbi, mas terá uma vitória a mais. Qualquer outra combinação de resultados deixará o título novamente na capital paulista.

Mas a ENTREGADA da rodada não foi a derrota do Cruzeiro, no Beira-Rio, para os reservas do Inter. Que, apesar de serem reservas, têm muita qualidade. A rateada foi do Flamengo, que tem uma relação de amor e ódio com o Maracanã. Só pode. Aos 34 minutos de jogo, já vencia o Goiás por 3×0 e parecia que conseguiria nova goleada, a exemplo do que tinha aplicado no Palmeiras. Porém, ainda antes do final do primeiro tempo, o placar já era de 3×2. O empate esmeraldino acabou vindo aos 19 minutos do segundo tempo.

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

"AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA"

Os dois resultados, combinados com o empate em 0x0 entre Vitória e Palmeiras, garantiram a classificação antecipada do Grêmio e do São Paulo para a disputa da Libertadores. Na verdade, o Grêmio também tem garantido o segundo lugar, caso não consiga o título, pois abriu 4 pontos de vantagem sobre o terceiro colocado, o Palmeiras.

Na disputa das últimas colocações, além do Ipatinga, outro rebaixamento foi decretado nesta penúltima rodada: a da Portuguesa, que não conseguiu vencer o Sport em casa, empatando em 2×2. Assim, a simpática Lusa, que tem uma das maiores dívidas do futebol brasileiro, retorna ao convívio da série B, tendo passado somente um ano entre os grandes.

Entre os que ainda respiram, chamou a atenção as maíusculas vitórias do Vasco sobre o Coritiba, por 2×0 e do Figueirense sobre o Botafogo, por 3×1, ambas fora de casa. Aliás, quase que o Atlético Paranaense dá uma força ao Vasco, pois vencia o Náutico, em Recife. Mas o Timbu conseguiu virar. Porém, continua correndo riscos, apesar de estar fora da zona da degola.

Sim, a última rodada reserva grandes emoções, não há dúvidas.

tabela-portugues

classificacao

E a tabela de jogos da última rodada. Notem que dois jogos foram passados para o sábado, pois não têm importância para o desenlace final do campeonato:

tabela-portugues2

Só um adendo:

Eu já sabia.

Anúncios




That’s it

25 11 2008

There’s no way
It’s over…

Essa é a sensação de todos os gremistas, tenho certeza. Duvido que alguém consiga nutrir esperanças sinceras de que o São Paulo empatará uma e perderá a outra partida que lhe resta. É mais fácil chover sapos.

Como eu havia dito, a chave desta rodada passava principalmente pelos jogos do Barradão e do São Januário. O São Paulo continuou ARREBATADOR e meteu 2×1 no Vasco, no Rio de Janeiro, apesar do time da casa ter tido umas 850 chances de gol.

Já o Grêmio… bah… não dá nem vontade de escrever. Tanto é que eu estou fazendo este post na terça-feira, quando geralmente eu o faço na segunda.

"ui. sentei na graxa"

Não foi um mau jogo de futebol. Mas foi muito estranho. O primeiro tempo foi todo do Grêmio. Além de marcar o gol, perdeu umas 3 chances ABSURDAS. O Vitória teve uma chance clara, mas SÃO VICTOR estava lá.

Detalhe: no intervalo, o jogo do São Januário estava 1×1. Naquele momento, o Grêmio voltava a ser líder do campeonato (minha previsão otimista).

Porém (e sempre há um porém), o jogo foi completamente distinto na segunda etapa. Deve ter sido a MALA PRETA do São Paulo, sei lá. Com 4 minutos o Vitória empatou. Logo depois, o Amaral mereceu o prêmio BESTA DO ANO e foi expulso num lance idiota. Aí o Vitória meteu SÓ MAIS TRÊS. Souza ainda descontou, aquele famoso gol que não serve pra nada.

E o HUGO (fdp) marcou a vitória do SPFW.

Apesar do desânimo evidente de toda a equipe, ainda é provável que o Grêmio vença seus próximos dois jogos. Mas é improvável que o São Paulo não vença pelo menos um deles. A derrota do Inter para o Fluminense, em casa, no domingo foi ruim, neste sentido. Pois, se o Fluminense tivesse “mais calor” no cangote, talvez jogaria com mais entusiasmo no Morumbi. Porém, agora foi a 43 pontos e está praticamente livre de risco de rebaixamento. Porém, pode ser que jogue pensando na vaga para a Sulamericana…

tabela-portugues3

Não dá pra esquecer de que a vaga para a Libertadores, ao Grêmio, não está garantida, pois a vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo, por 3×2, deixou a coisa muito embolada. O Palmeiras ganhou do Ipatinga, como já era de se imaginar.

E a classificação:

classificacao2

Esqueci de comentar… mas é OBEVEO que o Vasco será rebaixado. Não conseguirá triunfar.

E, mais uma vez, o caneco vai pro LYON brasileiro. RICKY acabou de dar um gritinho de alegria, imagino.





Faiscando de tédio

31 10 2008

Quis o chamado destino que as 3 últimas partidas da 32a. rodada fossem realizadas pelo confronto de equipes que estão na zona de rebaixamento ou perto dela. No caso de um dos jogos, são dois times que nada mais têm a aspirar. Portanto = TÉDIO TOTAL.

O jogo entre Sport e Santos contou com pressão enlouquecida dos locais, mas Kléber Pereira, artilheiro isolado, não permitiu a alegria leonina. O Sport saiu na frente com Fumagalli e o negão santista empatou a contenda.

Fuma, FUMAGALLI

Fuma, FUMAGALLI

No Rio de Janeiro, a vitória anterior sobre o Goiás acendeu o espírito da torcida vascaína, que lotou o São Januário com mais de TRÊS MIL TORCEDORES (çlkfhasçlk – mentira, foram 22.000). Mas o apoio não deu muito certo e o Calhau quase saiu derrotado em casa.

O Vasco saiu na frente aos 27 do primeiro tempo, com Valmir, mas o Atlético Paranaense empatou quase no final do primeiro tempo, aos 43, depois de lance ridículo da zaga vascaína: o volante Mateus recuou a bola e Jorge Luiz, com a cabeça SABE-SE LÁ AONDE, ficou protegendo a bola, como se tivesse sido um jogador atleticano quem tivesse tocado por último. Na cobrança do escanteio, o paraguaio Julio dos Santos empatou o jogo para o Paranaense.

E foi um castigo: Pedro Oldoni virou o placar na primeira metade do segundo tempo. Obviamente o desespero tomou conta da equipe do Vasco. Apesar de boas chances do Atlético matar o placar, o baixinho feioso MÁDSON mandou um chinelaço de fora da área, encobrindo Galatto, aos 42 MINUTOS.

sou lindão

"sou lindão"

O placar é péssimo para as duas equipes, que continuam na zona de rebaixamento.

O terceiro jogo é aquele que não foi. Figueirense e Fluminense tiveram muitos problemas de falta de energia elétrica e o jogo teve de ser interrompido aos 15 minutos do primeiro tempo.

Aparentemente, a torcida do Figueira (todos os 12) jogou fitas coloridas dentro do campo, que foram arrastadas pelo vento forte e atingiram fios de eletricidade, provocando um curto-circuito e deixando o estádio às escuras. O árbitro esperou por UMA HORA E QUARENTA E CINCO MINUTOS, até que a luz fosse restabelecida. O jogo iniciou e o Fluminense foi pra cima do Figueira. Aos 12 minutos, Arouca recebeu dentro da área e mandou pras malhas.

E, aos 15, acontece um apagão deixando NO BREU não apenas o estádio, mas uma grande área ao redor. Aí o SENEME não teve mais saco e mandou todo mundo à PQP.

O jogo será reiniciado na próxima quarta-feira, dia 5/11, a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1×0 para o Fluminense. Uma situação inusitada, de fato.

Tabela atualizada:

E a CRASSIFICAÇÃO, sem contar com Figueirense x Fluminense, ÓBVIO:





Décimo-primeiro mandamento: não triunfarás fora de casa

27 10 2008

No último sábado, findou-se a trigésima-primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2008. Dois dos principais pleiteantes ao título fracassaram fora de casa, tornando a vida do Grêmio um pouco mais tranquila.

Seis partidas foram disputadas no final de semana. O Vasco, apesar de conseguir vencer o Goiás, fora de casa, não teve sorte, já que outros 2 times da zona de rebaixamento venceram seus jogos. Casualmente, foram os que ajudaram o Grêmio.

Bigode salvador

Não. Não estou falando de VALDIR BIGODE, lendário centroavante do Vasco. E sim, de Renê Simões, que pegou um Fluminense ainda mais enfraquecido depois da passagem do “chorão” Cuca (Loser com “L” maiúsculo) e o recolocou no caminho dos trunfos. Sob seu comando, o Fluminense goleou o Palmeiras por 3×0, placar construído no primeiro tempo e, de quebra, voltou a sair da zona de rebaixamento. Para certa infelicidade do tricolor carioca, sua vitória foi também comemorada pelos rubro-negros da Gávea, mas o Flu não tinha opção.

O primeiro gol, marcado de falta por Carlinhos, aos 14 minutos, contou com um frangaço do goleiro Marcos. Ele reclamou que Washington “fez menção” de meter o braço na bola, sem fazê-lo, no entanto. O movimento teria atrapalhado o goleiro, que engoliu um peruzão em uma bola fácil. O segundo gol do Fluminense foi marcado contra, em uma pixotada histórica da defesa palmeirense: depois de escanteio, Martinez tentou afastar a bola da área mas chutou em cima de Maurício. A bola voltou e entrou. Aparentemente esse foi o divisor de águas, que desnorteou os comandados de Vandeca e facilitou a vida de Júnior César, que marcou um belo gol recebendo passe açucarado de Conca, poucos minutos depois.

SÉRIE C, nunca mais

"SÉRIE C, nunca mais"

O forte calor do Rio de Janeiro dificultou as coisas para o Palmeiras, que não traduziu a maior posse de bola em jogadas ofensivas no segundo tempo. Os 45 minutos finais foram traduzidos na aceitação da impossibilidade verde de inverter o placar, jogando apenas para evitar um desgaste maior.

Com a vitória, o Fluminense foi a 34 pontos, saindo da zona de rebaixamento e ficando a 2 pontos do Náutico, 16o colocado e primeiro time a fugir do descenso, neste momento. O Palmeiras estacionou nos 55 pontos e caiu para a 5a colocação, saindo do G4 depois de muito tempo. Vale ressaltar que outros 2 times têm a mesma pontuação (Cruzeiro e Flamengo), mas o verdão perde nos critérios de desempate.

O furacão busca a recuperação

Em Curitiba, o segundo dos jogos mais importantes do final da rodada: conseguiria o estrelado vencer fora de casa e manter a perseguição ao Grêmio? A dúvida persistiu até o início do segundo tempo. O primeiro foi marcado por chances de gol para ambas as equipes, em um jogo equilibrado. O Cruzeiro teve um revés aos 20 minutos, quando Thiago Heleno foi expulso, tendo portanto um jogador a menos por quase todo o entrevero.

não precisa agradecer, TCHECO

"não precisa agradecer, TCHECO"

Mas, no segundo tempo, o Atlético finalmente chegou ao gol, em rebote aproveitado por Rafael Moura, que seria expulso mais adiante em lance idiota. O jogo continuou disputado, com chances para ambos os lados. No final, o Paranaense foi valente e conseguiu segurar uma importante vitória. Porém, mesmo com o trunfo, o Atlético continua na zona vergonhosa, agora com 31 pontos. O Cruzeiro permanece empatado com o Palmeiras e Flamengo, com 55, mas com maior número de vitórias que os dois concorrentes.

Chances matemáticas. Mas só isso

O Inter não perdeu fora. Também não ganhou. A primeira afirmação poderia parecer positiva, mas no atual cenário colorado, não é o caso. Somente a vitória interessava. Para termos uma idéia da situação, o Inter ficou em 47 pontos, a 8 do 4o colocado e último classificado à Libertadores. Significa que o Inter precisaria vencer 3 dos próximos 7 jogos e torcer para dois clubes entre Cruzeiro, Palmeiras e Flamengo perderem 3 partidas consecutivas, isso somente para passá-los em apenas 1 ponto. Quais são as chances disso acontecer?

Muito baixas, segundo Tristão Garcia, do Infobola e Marcelo Arruda, do Chance de Gol. Estes SAITES dão importantes informações estatísticas e definem chances de obtenção do título para cada um dos pleiteantes. No momento, o Inter não tem mais chances de título, segundo Tristão e tem 0,02%, segundo Marcelo. Para a Libertadores, o Chance de Gol dá 4,1% para o colorado, contra 3% do Infobola.

Para quem assistiu ao jogo, como foi o caso do Douglas, apesar dos 4 gols, a disputa foi marcada pela completa falta de COLHÕES, segundo ele. Não vi, portanto, não sei dizer. Só sei que o galo forte e brigador saiu na frente aos 6 minutos, com Castillo. O Inter só empatou no segundo tempo, com pênalti sofrido por Nilmar e convertido por Alex, EL PATEADOR.

se tu marcas, eu marco

"se tu marcas, eu marco"

O Inter ainda conseguiu virar, aos 23, com jogada de Alex concluída por Sandro. Mas o Atlético empatou novamente aos 29. A partir daí o Atlético começou a TOCAR O TERROR nos colorados, que se seguravam. Mas Nilmar chegou a marcar o que seria o terceiro gol, aos 44, porém em impedimento. Com o empate, o CAM chegou a 38 pontos e se mantém a 6 dos rebaixáveis. Porém, ainda tem chances de cair novamente para a B, segundo os matemáticos. O Infobola dá 5% e o Chance de Gol, 5,5%.

Outros resultados de sábado, 25/10

– 16:00 – Ipatinga 0 x 3 Botafogo: o clube mineiro praticamente vai decretando seu esperado rebaixamento, especialmente ao perder com tanta facilidade para um clube que faz campanha irregular. O Botafogo ultrapassou o Inter e vê a Libertadores com olhos pouco esperançosos.

– 18:20 – Santos 3 x 0 Figueirense: o alvinegro praiano resolveu entrar na zona de classificação à Sulamericana de 2009, após penar no rebaixamento por várias rodadas. A recuperação é visível e, aparentemente, irreversível. O clube catarinense precisa melhorar, sob pena de não poder realizar o sonho de jogar clássicos na série A, como sonham muitos moradores de Florianópolis.

– 18:20 – Náutico 1 x 1 Portuguesa: a vitória que tanto ajudaria o Náutico a respirar um pouco mais aliviado lhe foi retirada no finalzinho do jogo, pela Portuguesa. No final das contas, o empate foi ruim para ambos. A Portuguesa retornou a G-4, enquanto que o Náutico tem a mesma pontuação. Ambos os clubes correm riscos e são fortíssimos candidatos ao descenso.

Próxima rodada

Depois de muito tempo, voltaremos a ter duas rodadas em uma semana. No meio dela, a 32a rodada terá seus jogos na quarta e quinta-feira. Depois, a 33a rodada, com jogos no sábado e no domingo.

O principal jogo da próxima rodada é o confronto de 6 pontos entre duas equipes bem colocadas – o Cruzeiro, 3o colocado, recebe o Grêmio, líder isolado. O desfecho deste jogo pode ser crucial para o resultado final do campeonato. Mesmo com derrota gremista, o tricolor não deixará de ser líder nesta rodada – na pior das hipóteses, o São Paulo empataria em pontos, mas ficaria em 2o pelo número de vitórias. Um empate seria bom, já que impediria o Cruzeiro de avançar. Mas uma vitória gaúcha tornaria muito mais difícil a tarefa dos perseguidores.

Jogos de quarta-feira – 29/10

– 19:30 – Coritiba x Atlético-MG

– 19:30 – Portuguesa x Ipatinga

– 20:30 – Palmeiras x Goiás

– 20:30 – Internacional x Náutico

– 21:50 – Cruzeiro x Grêmio

– 21:50 – Botafogo x São Paulo

– 21:50 – Vitória x Flamengo

Jogos de quinta-feira – 30/10 – 20:30

– Sport x Santos

– Figueirense x Fluminense

– Vasco x Atlético-PR

Classificação definitiva da 31a rodada

>

Fotos e classificação extraídos do site GloboEsporte.





Visitas desagradáveis

13 10 2008

O final da vigésima-nona rodada do Brasileirão 2008 reservou um momento para os visitantes malas – aqueles que não sabem se comportar na casa do adversário.

Enquanto que nos seis primeiros jogos da rodada, disputados na quarta e na quinta-feira, os visitantes no máximo proporcionaram empates, nos últimos 4 jogos, disputados no sábado, em dois deles ocorreu empate e nos outros dois, as equipes da casa se deram mal.

maracanã lotado? ADORO!

"maracanã lotado? ADORO!"

Diante de 81 mil torcedores, que acreditaram nas declarações do presidente do Flamengo, Márcio Braga, que disse que o Flamengo estava se preparando para a grande festa do hexacampeonato, o rubro-negro foi HUMILHADO pelo Atlético Mineiro, que venceu por 3 a 0, com direito a frango do Bruno e muito mais.

O placar fez com que o Flamengo voltasse a se distanciar do topo da tabela – são 7 pontos que o separa do Grêmio – além de tropeçar no momento em que o G4 está definido. Caso tivesse vencido, o Flamengo teria se mantido na quarta colocação, empatado em pontos com o Cruzeiro e o São Paulo, que venceram seus compromissos da rodada.

Apesar do vexame, é evidente que o Flamengo ainda tem grandes chances de conseguir a classificação para a Libertadores, já que está a apenas 3 pontos do G4. No entanto, terá um clássico pela frente, ainda que contra um fragilizado Vasco. A favor do Flamengo, outros adversários também terão clássicos na próxima rodada: o Palmeiras jogará contra o São Paulo e o Cruzeiro, contra o Atlético Mineiro. Isso conta a favor do Grêmio também, que jogará com a Portuguesa na 30a rodada.

O outro resultado em que o visitante não respeitou o anfitrião foi na Arena da Baixada. O Fluminense, que até então segurava a lanterna, resolveu dar uma alegria ao técnico BELCHIOR e venceu o Furacão por 3×1, os três gols anotados pelo CORAÇÃO VALENTE.

é nóis

"é nóis"

A vitória tirou o Flu da zona de rebaixamento e empurrou o Atlético-PR para lá.

Em casa, a Portuguesa apenas empatou com o Coritiba e continua na zona de rebaixamento. Já o Coxa não conseguiu aproximar-se do G4 e continua apenas como um dos melhores classificados para a Sulamericana.

Em Goiânia, parecia que o Inter conseguiria desmentir seu passado de maus resultados fora de casa e vencer o Goiás, já que saiu na frente no placar, aos 7 minutos do primeiro tempo, com Andrézinho, após grande jogada de Nilmar. Porém, com o passar do jogo, o Goiás encontrou-se em campo e passou a dominar o jogo. O empate aconteceu aos 36 do primeiro tempo, com Fahel e, dois minutos depois, marcou pênalti inexistente de Ricardo Lopes (que levou amarelo) sobre Thiago Feltri. Mas Iarley, COLORADO, bateu um tijolaço pra fora, para fazer justiça.

el justiciero tcha tcha tcha

"el justiciero tcha tcha tcha"

Depois do pênalti, o jogo foi amorcegado e ninguém merecia marcar. Para o azar do Inter, nos acréscimos, Ricardo Lopes levou segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho, desfalcando a equipe no próximo jogo, contra o Atlético Paranaense.

O empate foi prejudicial às duas equipes, que veem suas chances de chegar ao G4 serem diminuídas consideravelmente, estacionando no meio da tabela.

Em resumo: esta rodada teve 3 vitórias dos 5 primeiros colocados, um empate e uma derrota. Também definiu a saída de um dos grandes clubes brasileiros da zona de rebaixamento enquanto uma delas continua firme rumo à Série B.

Resultados de sábado – 11/10 (todos os jogos às 18:20)

– Goiás 1 x 1 Internacional

– Flamengo 0 x 3 Atlético Mineiro

– Atlético Paranaense 1 x 3 Fluminense

– Portuguesa 0 x 0 Coritiba

E a classificação atualizada, após 29 rodadas completas:

A próxima rodada acontecerá somente no final de semana, pois, na quarta-feira, haverá jogo da seleção brasileira, pelas eliminatórias da copa de 2010.





Final da 24 rodada (bonus track: Chile x Brasil)

8 09 2008

Sábado, dia 6/8, houve a finalização da vigésima-quarta rodada do campeonato brasileiro, com a realização de 4 jogos. Vamos aos comentários sobre os mesmos:

– Fluminense 0 x 0 Grêmio: um jogo meio murrinha, com poucas finalizações e chances de gol de cada lado. O time da casa mostrou um pouco mais de entusiasmo na primeira parte do jogo, especialmente na segunda metade do primeiro tempo, quando conseguiu duas chances incríveis para abrir o marcador. Na primeira, um cruzamento da direita com furo de Pereira e Leo travado no chão – Washington dominou, girou e chutou em cima de Victor. No último lance do primeiro tempo, escanteio da esquerda, a defesa afasta, um jogador do Fluminense joga pra dentro da área, novo furo da defesa e Washington tenta tirar de Victor. A bola bate na trave, no goleiro e é afastada pelo zagueiro gremista. O Grêmio teve uma chance importante, quando Souza fez linda jogada individual pela direita, entrando na área a dribles e chutando forte no meio do gol, onde estava o goleiro Diego.

No segundo tempo, o Fluminense teve grande queda de rendimento, provocada pelo mau condicionamento físico, creio eu, e o Grêmio conseguiu “tomar as rédeas” da partida. Isso não significou criar grandes quantidades de chances de gol, mas na segunda etapa o Fluminense não ameaçou o tricolor gaúcho. O Grêmio meteu um pouco de pressão e quase marcou, especialmente numa cobrança de falta de Tcheco espalmada pelo goleiro do Fluminense, mas o rebote foi mal aproveitado. No final do jogo, Washington perdeu a cabeça e empurrou Victor, sendo expulso imediatamente. Mas o Grêmio não teve forças para atacar o Fluminense e o empate persistiu. Um péssimo jogo.

Souza, apesar do lindo lance do primeiro tempo, não teve boa atuação. A posição dele é MEIA-ATACANTE, jogar no ataque ou na ala não dá certo com ele. Tcheco jogou medianamente, gostei mais do Orteman, no segundo tempo. Os dois alas jogaram MUITO MAL, especialmente Paulo Sérgio, que errou TODOS os cruzamentos. Leo vem comprometendo a vários jogos. Estranha e preocupa muito a queda no rendimento deste jogador.

Vejo que o Grêmio joga com muito pouca qualidade especialmente em GRANDE SUPERFÍCIE, como é o caso do Maraca. Num campo mais compacto, o rendimento pode ser melhor, já que a marcação é sob pressão e leva menos tempo para ir da defesa para o ataque. Mas o empate não pode ser desvalorizado inteiramente, já que põe o Grêmio, no final de uma rodada na qual jogou fora de casa, com um ponto a mais de diferença para o segundo colocado, em comparação à rodada anterior. O cenário é bastante positivo, pois o Grêmio jogará sábado com o Goiás, em casa. Uma vitória, combinada com um empate entre Palmeiras e Cruzeiro, poderá aumentar ainda mais a diferença, mesmo que o Botafogo vença e assuma a segunda colocação.

– Internacional 1 x 0 Portuguesa: apenas vi os melhores momentos do jogo, já que ocorreu simultaneamente ao do Grêmio, mas deu pra ver que foi uma partida fria, assim como a noite que congelava Porto Alegre e fez com que menos de 10.000 expectadores encarassem as arquibancadas do Beira-Rio (creio que foi o menor público da dupla, este ano). No primeiro tempo, Clemer bateu roupa feio e quase entregou. Mas foi num cruzamento de Alex que Magrão, mais SOZINHO que ROBINSON CRUSOÉ, cabeceou pras malhas.

não tenho OTITE

"não tenho OTITE"

Na comemoração, o principal lance do jogo: Magrão praticamente esquivou-se dos colegas em campo e foi direto comemorar com BOLÍVAR, no banco, sem sequer olhar para o técnico TITE. Acho que a cabecinha do pastor já era.

No segundo tempo, o Inter teve ainda boas oportunidades de marcar e a Lusa teve poucas. Com isso, persistiu o resultado que o manteve na 11a colocação, empatado em pontos com o Goiás, mas perdendo no saldo. Caso o Inter vença seu próximo compromisso, contra o Botafogo no Engenhão, o Grêmio vença em casa o Goiás e o Sport não vença o Figueirense, em casa, o Inter poderá ultrapassar duas equipes na próxima rodada e aproximar-se verdadeiramente do batalhão de cima, além de fazer um lindo favor para o Flamengo.

– Coritiba 0 x 1 Botafogo: Nei Franco está nas nuvens. Além de manter a excelente campanha do Botafogo, a melhor entre todas as equipes no segundo turno, venceu um adversário direto fora de casa e ultrapassou o Flamengo, assumindo a quarta posição isolada e retomou sua vaga no G4. Agora joga contra o Inter sabendo que, no caso de um empate entre Cruzeiro e Palmeiras, poderá subir para a segunda colocação.

– Náutico 2 x 0 Ipatinga: embora nada imprevisível, o resultado serviu para enviar o Fluminense de volta à zona de rebaixamento, além de subir a linha da mesma – estava em 23 pontos e agora passou a 25. A próxima rodada terá novamente jogos entre equipes que se encontram dentro ou próximas da zona de rebaixamento, o que deverá dar ares de batalha nestes confrontos. Grandes chances de mudanças significativas nos times do G4 NEGATIVO.

De quebra, tivemos ontem o confronto entre Chile e Brasil, no CONVIDATIVO horário das 22 horas, num domingo à noite. De todas as pessoas com quem conversei hoje pela manhã, a maioria não assistiu ao jogo inteiro. A vitória brasileira foi merecida, mas 3×0 foi excessivo pelo futebol apresentado. Meus comentários acerca:

* o campo do Estádio Nacional de Santiago é relativamente pequeno, o que propicia rapidez na ligação entre defesa e ataque. Isso ajudou a dar velocidade à partida, tornando-a interessante.

* o Brasil jogou com marcação forte. Diego bateu como nunca havia feito antes, na vida. Os contraataques canarinhos eram rápidos, aproveitando-se da defesa completamente adiantada dos chilenos. Bielsa provou mesmo porque é conhecido como “loco”.

* o atacante chileno SUAZO errou um gol incrível, no começo do jogo. Dominou e chutou um ABACATE. Era o prenúncio de que a vida não seria vermelha naquela noite.

* o pênalti errado por Ronaldinho não foi tão mal batido. Justiça seja feita. Mas a partida do dentuço foi semelhante às anteriores: cisca-cisca e toquinho pro lado. Possivelmente jogará bem contra a Bolívia (= ÍNDIOS MANCOS) e garantirá titularidade por mais uns 5 jogos.

yo no hice nada, doctor!

"yo no hice nada, doctor!"

* dois lances cruciais da arbitragem de Carlos Torres, ambas desfavoráveis ao Chile: no segundo gol do Brasil, Luís Fabiano claramente domina a bola com seu braço direito, antes de girar e fazer o passe para o lindo arremate de Robinho (que jogou muito bem, ontem, sem firular). Além disso, a expulsão de Valdívia foi um exagero, já que ele não demonstrou maldade no carrinho. Amarelo era suficiente. Embora em termos de futebol o Chile jogou muito pouco, os dois lances poderiam ter modificado significativamente a história do jogo, especialmente considerando-se que o Chile poderia ter tido mais tempo para aproveitar a vantagem numérica.

* o “interessante” é que NINGUÉM, absolutamente NINGUÉM da Globo fez menção ao toque do Luis Fabiano. Simplesmente IGNORARAM o lance. Aliás, toda a imprensa o fez.





E o resto da festa

10 08 2008

Hoje, dia dos pais, teve outros jogos pelo campeonato brasileiro de 2008. Seguem resultados e comentários:

jogos das 16 horas

– Coritiba 3 x 0 Sport: como eu já havia dito, era de se imaginar que o Coxa tivesse êxito sobre o desinteressado Sport Club Recife. No entanto, não imaginava goleada. O Coritiba está em grande fase, definitivamente.

– Botafogo 1 x 0 Palmeiras: o Palmeiras continua mostrando que é bom mandante, mas péssimo visitante. E o Botafogo, que não tem nada a ver com isso, mantém grande recuperação no campeonato.

– Vitória 5 x 0 Vasco: o Vasco mostra ser o time mais fiasquento da temporada. Não se contenta apenas em perder, tem que ser uma goleada atrás da outra. Merece muito a zona de rebaixamento que lhe foi outorgada.

– Portuguesa 2 x 1 Cruzeiro: a Lusa mostrou-se indignada com as minhas insistentes menções de “já rebaixamento” e resolveu ajudar o Grêmio, vencendo o Cruzeiro. Com isso, combinado à derrota do Palmeiras, o Grêmio passa a ter 5 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

Jogos das 18 e 10

– Inter 1 x 1 Figueirense: o colorado saiu perdendo para o Figueira e empatou em seguida, com gol IMPEDIDO do Nilmar. O segundo tempo inteiro foi meia-linha para o Inter, mas não deu resultado. Não é necessário dizer que o resultado é péssimo para o Inter.

– Náutico 1 x 0 Santos: O Timbu, como eu já havia previsto, reencontra-se com a vitória, em casa, na estréia do ex-treinador do Náutico, Roberto Fernandes. Já o Santos, não está em crise – está perdido.

– Ipatinga 2 x 1 Fluminense: o resultado mais estranho da rodada. Renato mostra que a campanha deles é uma piada.