Pensamentos diversos

21 12 2011

Meu último post, de exatos 1 mês e 10 dias atrás, tratava da classificação heroica da ACBF às finais da Liga Futsal. Essa informação estava tão desatualizada que, não só o time perdeu a final pro Santos nos pênaltis, como também foi desclassificada nas semifinais da Taça Brasil, novamente nos pênaltis e, mais incrível ainda, PERDEU O GAUCHÃO, para o Atlântico. Foi um final de ano desastroso para a equipe laranja. Mesmo assim, vale o reconhecimento pelo esforço e os desejos de um ano novo melhor para eles.

***

A cúpula do Mercosul, que está acontecendo em Montevidéu, teve algumas notícias interessantes. Primeiro, a assinatura de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a Palestina. Trata-se do primeiro acordo assinado entre o nosso bloco comercial e outra nação em muitos anos. Porém, é evidentemente um acordo de pequena utilidade e, curiosamente, com uma nação que não é reconhecida integralmente por todos os países do mundo. É opção ver a notícia como um copo “meio cheio” ou “meio vazio”. Eu prefiro ver como “meio cheio”.

**

Ainda sobre a cúpula: uma outra interessante decisão tomada pelos presidentes dos países-membro do Mercosul foi a criação do mecanismo de reação contra golpes de Estado. Apesar de isso parecer “coisa do passado”, na verdade não faz muito tempo que tivemos golpes nos países que fazem parte do bloco e é importante que existam formas de agir rapidamente contra estas ações. Outra notícia positiva.

**

Para fechar sobre a cúpula: uma notícia que poderia ter sido negativa foi a tentativa de “apressar” o ingresso da Venezuela como membro pleno do Mercosul. Como todo tratado comercial entre países, ele só tem valor se ratificado nos Congressos das nações envolvidas. O assunto já passou nos Congressos do Brasil, Argentina e Uruguai, mas está “trancado” no congresso paraguaio. Qualquer tentativa de alterar isto configura em agressão aos tratados que criaram o Mercosul, portanto, não pode ser aceita.

Além do mais, nenhum mandatário de um país, em sã consciência, aceitaria fazer um tratado de livre comércio com a Venezuela. E não estou falando isso por achar que o Chávez é bobo, feio e mau (embora eu ache mesmo tudo isso). Na verdade é por causa de algo que ele instituiu há bastante tempo, que torna as negociações com empresas venezuelanas praticamente inviáveis. Vou tentar explicar rapidamente:

1) se uma empresa venezuelana, capitalizada, deseja importar uma mercadoria de uma empresa brasileira (ou de qualquer país), ela pode fazê-lo a qualquer momento? NÃO! Ela precisa submeter a proposta de compra à um órgão de CONTROLE DE DIVISAS venezuelano, chamado CADIVI.

2) o BOBLEMA é que o tal do Cadivi não libera divisas tão facilmente – em geral, ele leva até 120 dias pra liberar, isso QUANDO libera.

3) ou seja, se eu quiser vender praquela empresa da Venezuela, vou mandar uma fatura pro-forma hoje pra, talvez daqui a 120 dias, ter um OK pra poder fazer aquele embarque. Sendo que, neste período, o preço pode ter sido modificado.

4) mesmo as cartas de crédito são afetadas por este controle. Embora garantam o recebimento dos fundos, não garantem a VELOCIDADE do processo.

5) dizem que algumas empresas têm MEIOS de agilizar o processo. Mas sobre isso, ninguém sabe, ninguém viu.

Analisando estas rápidas e sucintas explicações, qual é, verdadeiramente, o “livre comércio” que se teria com a Venezuela? É por isso que os presidentes dos países-membro do Mercosul jamais deveriam ter assinado a inclusão da Venezuela, para começo de conversa. Mas, ultimamente, a FOICE E O MARTELO têm falado mais alto que a LÓGICA nestas bandas. Sem falar nos PILA$.

Nunca imaginei que seria o PARAGUAI o salvador do nosso bloco comercial. Só não sei até quando eles vão conseguir segurar.

***

O Grêmio está se mexendo surpreendentemente rápido para contratar reforços, antes mesmo de fechar 2011. Acho que o Odone quer se candidatar a PRESIDENTE DO RIO GRANDE DO SUL em 2014.

***

No mais, pode ser que em menos de um mês, GUI já esteja entre nós. Ansiedade batendo muito forte.

***

Aproveito para desejar a todos os leitores deste blog, um FELIZ NATAL!

Anúncios




Classificação Épica

11 11 2011

Ontem a ACBF conseguiu uma épica classificação às finais da Liga Futsal, contra um valente Corinthians. Apesar de “entregar” um gol no final do segundo tempo, conseguiu a façanha na prorrogação, a 16 segundos do término da partida.

Parabéns esquadra laranja. E que venha o Santos!





É Hexa!

15 12 2008

Não… não estou a falar do SÃO PAULO.

Depois de fracassar na Liga Futsal, a ACBF conseguiu salvar o ano de 2008 ao garantir o título de hexacampeã gaúcha, ao empatar o segundo jogo da final, contra o Atlântico de Erechim, por 5×5, após ter vencido o primeiro jogo por 3×2.

Parecia que tudo seria relativamente fácil, mas não foi ABSOLUTAMENTE NADA tranquilo para a esquadra barbosense. O clube erechinense mostrou que faria de tudo para provar que poderia levar o primeiro caneco estadual para casa. Apesar do time da casa sair vencendo, o Atlântico logo empatou. Ainda no primeiro tempo, a ACBF conseguiu retomar a vantagem no placar mas, novamente, o Atlântico conseguiu empatar o jogo, indo para o intervalo com a igualdade no placar, que seria vantajosa para o time da casa.

No segundo tempo, o técnico Cigano conseguiu agitar o time visitante. Em poucos minutos, o Atlântico marcou duas vezes e quase conseguiu o quinto gol, em arremate que bateu no poste. Foi um reinício de jogo AMASSADOR, para o time erechinense.

Porém, a ACBF conseguiu retomar AS RÉDEAS do jogo e passou a pressionar sem parar o time adversário. O gol de desconto foi convertido por Rodrigo, em cobrança de falta e o empate veio com Tostão, o artilheiro laranja.

Quando parecia que o resultado estaria garantido, Renan marcou o quinto gol do Atlântico, que levaria o jogo à prorrogação. O desespero tomou conta do time da casa e o goleiro erechinense, Chico, fazia excelentes defesas.

Até que…

… faltando CINCO SEGUNDOS para o final do jogo, Daniel consegue salvar bola que estava saindo para a linha de fundo e cruza para Flávio, que ERRA EM BOLA. Mas o erro, ridículo até, fez com que a bola subisse para si próprio, permitindo que o avançado chutasse novamente em gol, desta vez para as redes.

"a rosca foi de propósito, entenderam?"

"a rosca foi de propósito, entenderam?"

A LOUCURA tomou conta do Municipal de Eventos, praticamente lotado. Com o título, o sexto conquistado pela equipe da pequena Carlos Barbosa, a ACBF igualou-se à extinta Enxuta, que também havia conseguido ser hexacampeã e fica a apenas 2 títulos do Internacional, de Porto Alegre, que já não disputa campeonatos de salão.

Parabéns a toda nação LARANJA.





ACBF em mais uma finalíssima

12 12 2008

acbf-logo

Amanhã, 13/12, a Associação Carlos Barbosa de Futsal – ACBF – entrará na quadra do Centro Municipal de Eventos, em Carlos Barbosa, a partir das 9:00, para o segundo jogo da final do Campeonato Gaúcho de Futsal – Série Ouro, contra a equipe do CER Atlântico, de Erechim. O primeiro jogo foi no último sábado, 6/12, em Erechim, cujo placar foi 3×2 para o time visitante.

Com isso, a ACBF necessita apenas de um empate para sagrar-se hexacampeão estadual. Ao Atlântico, somente a vitória interessa, para forçar a disputa de uma prorrogação. O time de Erechim nunca venceu o Gauchão.

Espera-se um grande público em Carlos Barbosa. Todo o dinheiro arrecadado com bilheteria será doado para as vítimas das enchentes no norte de Santa Catarina.

A partida será transmitida pela RBS TV para todo o Estado do Rio Grande do Sul.

Dá-lhe ACBF!





Por pouco

30 08 2008

A ACBF foi pro jogo contra a Ulbra, ontem em Porto Alegre, com outra postura em comparação ao primeiro jogo da semifinal, realizado na terça-feira, 26/8. Como nenhum outro resultado que não fosse a vitória poderia importar, o time laranja partiu para o ataque desde o primeiro minuto de jogo.

Porém, a Ulbra marcou seu gol rapidamente, através do pivô Índio, artilheiro da equipe, que recebeu desmarcado na direita e desviou do goleiro Danilo. O gol serviu como uma ducha fria para a equipe serrana, que continuou insistindo, sempre esbarrando na bem postada defesa canoense.

Ainda no primeiro tempo, a ACBF conseguiu virar o marcador, primeiro com gol de calcanhar de Rodrigo, depois de belo cruzamento de Daniel – o gol foi sem querer, mas valeu. Depois da Ulbra perder uma bola fácil no ataque, Goda conseguiu partir em contra-ataque rápido, marcando o gol da virada do time barbosense.

No início do segundo tempo, Daniel, jogador que foi decisivo, pro bem e pro mal, perdeu excelente oportunidade, depois de driblar Lavoisier e ser cortado pelo defensor, que chegou na hora certa. A partir daí, a Ulbra buscou o empate, mas a defesa laranja estava muito bem, roubando muitas bolas. Daniel era o destaque, desarmando e armando rápidos e perigosos contra-ataques.

No entanto, faltando 6 minutos pro final do jogo, Daniel (justo ele) tentou atravessar uma bola no campo defensivo, da esquerda para a direita, mas errou o chute e entregou-a a Índio. Erro mortal.

Não houve muito mais tempo, embora a ACBF tentou marcar até o último segundo. Agora a Ulbra jogará a final contra a Malwee, que despachou o AFF, de Farroupilha, por 6×3 na cidade serrana.

Já o foco da ACBF voltará para o campeonato gaúcho, onde lidera com 25 pontos em 9 jogos disputados, aproveitamento sensacional. Mesmo assim, não se trata de um torneio fácil, já que várias das melhores equipes de futebol de salão do Brasil o disputam. Afinal, 3 dos 4 semifinalistas da Liga Nacional eram gaúchos.





Tunda de laço

26 08 2008

Essa é a melhor descrição para o que aconteceu no jogo entre ACBF e Ulbra, há poucas horas, aqui no Centro Municipal de Eventos em Carlos Barbosa. Infelizmente fui testemunha presencial de uma humilhante goleada de 6×1 para o time visitante, a Ulbra, de Canoas.

tenham dó

"tenham dó"

 A Ulbra não tomou conhecimento da ACBF, mesmo fora de casa e aplicou 3×0 no primeiro tempo, enquanto que o time local pouco criava e praticamente não ofereceu riscos à meta de LAVOISIER (ex-ACBF, baideuei). No segundo tempo, a Ulbra amorcegou o jogo e a ACBF teve um pouco mais de oportunidades, mas pouco efetivas. Faltando 6 minutos para o final do jogo, o time local conseguiu descontar, dando um certo calor a um jogo que estava congelando de monotonia.

Porém, como o time laranja se jogou COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ ao ataque, facilitou muito a vida da Ulbra que, nos contra-ataques, aplicou mais 3 gols e fechou a decepcionante goleada.

No SALÃO, o saldo de gols não importa. Isso permite que os times joguem com um pouco mais de arrisquem mais, quando estão perdendo. Significa que, se a ACBF conseguir vencer o próximo jogo, em Porto Alegre, mesmo por placar mínimo, provocará o terceiro jogo, novamente em POA. Obviamente esse resultado é improvável, mas nunca se sabe.

Meu irmão, Luciano, provavelmente estará presente no jogo de sexta-feira. Pedirei para ele fazer um relato do segundo confronto das semi-finais. Mas a tendência é que a vaca já tenha ido pro brejo e a Ulbra fará a final contra o vencedor do confronto entre a Malwee, de Jaraguá do Sul (SC) e a Cortiana/UCS/AFF, de Farroupilha (RS). O primeiro jogo, em Jaraguá, foi 4×2 para a Malwee, conhecida por ser o time do jogador Falcão. No entanto, o time de Farroupilha teve melhor campanha e joga por uma vitória e um empate, no terceiro jogo, caso haja.





Semi-final gaúcha na Liga Futsal

26 08 2008

Hoje, às 18:30, acontece o primeiro confronto entre ACBF e Ulbra, pelas semi-finais da Liga Futsal 2008. O primeiro jogo será no Centro Municipal de Eventos, em Carlos Barbosa, enquanto que o segundo jogo está marcado para a sexta-feira, 29/8, no mesmo horário, em Porto Alegre.

A Associação Carlos Barbosa de Futsal classificou-se para as semi-finais ao eliminar a equipe do Teresópolis, do Rio de Janeiro, nas quartas-de-final. Já a Ulbra venceu o Banespa, no confronto anterior. Por ter melhor campanha, a Ulbra jogará a segunda partida em casa (em termos, já que a sede da Ulbra é em Canoas, mas o jogo será no ginásio Tesourinha. Creio que é por questão de capacidade, já que o ginásio da Ulbra é bastante limitado.

Um pouco sobre a ACBF

Apesar de ser uma das equipes mais vitoriosas na história recente do futsal brasileiro, os patrocinadores da ACBF reduziram seus investimentos na equipe, comparativamente aos melhores anos e têm buscado novos talentos em equipes menores ou mesmo em sua categoria de base. Mesmo assim, a equipe tem mantido-se entre as principais do país. É tri-campeã da Liga Futsal, sendo que a última conquista foi em 2006. No ano passado, ficou apenas na 5a colocação.

Além dos três títulos da Liga Nacional, a ACBF também contabiliza o primeiro mundial de clubes organizado pela FIFA, em 2004, a Copa Intercontinental (mundial anterior à FIFA) em 2001, dois sulamericanos, uma Taça Brasil (2001) e 5 campeonatos estaduais (1996, 1997, 1999, 2002 e 2004). Enfim, em 13 anos de profissionalismo (até 1995 o clube era amador), são vários troféus em seu acervo.

Até 2000, os jogos da ACBF eram mandados no Ginásio da Tramontina, principal patrocinadora da equipe. Aquele ginásio tinha capacidade inferior a 2000 expectadores e era um verdadeiro caldeirão. Porém, como as maiores competições exigiam ginásios com maior capacidade (em uma ocasião a ACBF teve que jogar a final da Liga em Caxias do Sul, por causa disso), a prefeitura de Carlos Barbosa construiu, em parceria com a Tramontina, um dos maiores ginásios do interior do RS, com capacidade para 6.500 pessoas. O antigo ginásio da Tramontina foi demolido.

Centro Municipal de Eventos

Centro Municipal de Eventos

Após o momento de auge da equipe, no início da década, a quantidade de expectadores nos jogos da ACBF tem sido muito baixa. O ginásio raramente lota. Embora seja evidente que o público deve aumentar pelo menos no jogo de hoje, não creio que haverá lotação máxima. Eu sou um exemplo disso, já que não fui assistir a nenhum jogo da ACBF nesta edição da Liga. Mas, pelo menos hoje, estarei presente lá, tentando apoiar a equipe da minha cidade.

Mais informações podem ser encontradas no site da Associação Carlos Barbosa de Futsal. O jogo será transmitido pela SporTV e também online pelas rádios Estação FM e Garibaldi AM.