Décimo-primeiro mandamento: não triunfarás fora de casa

27 10 2008

No último sábado, findou-se a trigésima-primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2008. Dois dos principais pleiteantes ao título fracassaram fora de casa, tornando a vida do Grêmio um pouco mais tranquila.

Seis partidas foram disputadas no final de semana. O Vasco, apesar de conseguir vencer o Goiás, fora de casa, não teve sorte, já que outros 2 times da zona de rebaixamento venceram seus jogos. Casualmente, foram os que ajudaram o Grêmio.

Bigode salvador

Não. Não estou falando de VALDIR BIGODE, lendário centroavante do Vasco. E sim, de Renê Simões, que pegou um Fluminense ainda mais enfraquecido depois da passagem do “chorão” Cuca (Loser com “L” maiúsculo) e o recolocou no caminho dos trunfos. Sob seu comando, o Fluminense goleou o Palmeiras por 3×0, placar construído no primeiro tempo e, de quebra, voltou a sair da zona de rebaixamento. Para certa infelicidade do tricolor carioca, sua vitória foi também comemorada pelos rubro-negros da Gávea, mas o Flu não tinha opção.

O primeiro gol, marcado de falta por Carlinhos, aos 14 minutos, contou com um frangaço do goleiro Marcos. Ele reclamou que Washington “fez menção” de meter o braço na bola, sem fazê-lo, no entanto. O movimento teria atrapalhado o goleiro, que engoliu um peruzão em uma bola fácil. O segundo gol do Fluminense foi marcado contra, em uma pixotada histórica da defesa palmeirense: depois de escanteio, Martinez tentou afastar a bola da área mas chutou em cima de Maurício. A bola voltou e entrou. Aparentemente esse foi o divisor de águas, que desnorteou os comandados de Vandeca e facilitou a vida de Júnior César, que marcou um belo gol recebendo passe açucarado de Conca, poucos minutos depois.

SÉRIE C, nunca mais

"SÉRIE C, nunca mais"

O forte calor do Rio de Janeiro dificultou as coisas para o Palmeiras, que não traduziu a maior posse de bola em jogadas ofensivas no segundo tempo. Os 45 minutos finais foram traduzidos na aceitação da impossibilidade verde de inverter o placar, jogando apenas para evitar um desgaste maior.

Com a vitória, o Fluminense foi a 34 pontos, saindo da zona de rebaixamento e ficando a 2 pontos do Náutico, 16o colocado e primeiro time a fugir do descenso, neste momento. O Palmeiras estacionou nos 55 pontos e caiu para a 5a colocação, saindo do G4 depois de muito tempo. Vale ressaltar que outros 2 times têm a mesma pontuação (Cruzeiro e Flamengo), mas o verdão perde nos critérios de desempate.

O furacão busca a recuperação

Em Curitiba, o segundo dos jogos mais importantes do final da rodada: conseguiria o estrelado vencer fora de casa e manter a perseguição ao Grêmio? A dúvida persistiu até o início do segundo tempo. O primeiro foi marcado por chances de gol para ambas as equipes, em um jogo equilibrado. O Cruzeiro teve um revés aos 20 minutos, quando Thiago Heleno foi expulso, tendo portanto um jogador a menos por quase todo o entrevero.

não precisa agradecer, TCHECO

"não precisa agradecer, TCHECO"

Mas, no segundo tempo, o Atlético finalmente chegou ao gol, em rebote aproveitado por Rafael Moura, que seria expulso mais adiante em lance idiota. O jogo continuou disputado, com chances para ambos os lados. No final, o Paranaense foi valente e conseguiu segurar uma importante vitória. Porém, mesmo com o trunfo, o Atlético continua na zona vergonhosa, agora com 31 pontos. O Cruzeiro permanece empatado com o Palmeiras e Flamengo, com 55, mas com maior número de vitórias que os dois concorrentes.

Chances matemáticas. Mas só isso

O Inter não perdeu fora. Também não ganhou. A primeira afirmação poderia parecer positiva, mas no atual cenário colorado, não é o caso. Somente a vitória interessava. Para termos uma idéia da situação, o Inter ficou em 47 pontos, a 8 do 4o colocado e último classificado à Libertadores. Significa que o Inter precisaria vencer 3 dos próximos 7 jogos e torcer para dois clubes entre Cruzeiro, Palmeiras e Flamengo perderem 3 partidas consecutivas, isso somente para passá-los em apenas 1 ponto. Quais são as chances disso acontecer?

Muito baixas, segundo Tristão Garcia, do Infobola e Marcelo Arruda, do Chance de Gol. Estes SAITES dão importantes informações estatísticas e definem chances de obtenção do título para cada um dos pleiteantes. No momento, o Inter não tem mais chances de título, segundo Tristão e tem 0,02%, segundo Marcelo. Para a Libertadores, o Chance de Gol dá 4,1% para o colorado, contra 3% do Infobola.

Para quem assistiu ao jogo, como foi o caso do Douglas, apesar dos 4 gols, a disputa foi marcada pela completa falta de COLHÕES, segundo ele. Não vi, portanto, não sei dizer. Só sei que o galo forte e brigador saiu na frente aos 6 minutos, com Castillo. O Inter só empatou no segundo tempo, com pênalti sofrido por Nilmar e convertido por Alex, EL PATEADOR.

se tu marcas, eu marco

"se tu marcas, eu marco"

O Inter ainda conseguiu virar, aos 23, com jogada de Alex concluída por Sandro. Mas o Atlético empatou novamente aos 29. A partir daí o Atlético começou a TOCAR O TERROR nos colorados, que se seguravam. Mas Nilmar chegou a marcar o que seria o terceiro gol, aos 44, porém em impedimento. Com o empate, o CAM chegou a 38 pontos e se mantém a 6 dos rebaixáveis. Porém, ainda tem chances de cair novamente para a B, segundo os matemáticos. O Infobola dá 5% e o Chance de Gol, 5,5%.

Outros resultados de sábado, 25/10

– 16:00 – Ipatinga 0 x 3 Botafogo: o clube mineiro praticamente vai decretando seu esperado rebaixamento, especialmente ao perder com tanta facilidade para um clube que faz campanha irregular. O Botafogo ultrapassou o Inter e vê a Libertadores com olhos pouco esperançosos.

– 18:20 – Santos 3 x 0 Figueirense: o alvinegro praiano resolveu entrar na zona de classificação à Sulamericana de 2009, após penar no rebaixamento por várias rodadas. A recuperação é visível e, aparentemente, irreversível. O clube catarinense precisa melhorar, sob pena de não poder realizar o sonho de jogar clássicos na série A, como sonham muitos moradores de Florianópolis.

– 18:20 – Náutico 1 x 1 Portuguesa: a vitória que tanto ajudaria o Náutico a respirar um pouco mais aliviado lhe foi retirada no finalzinho do jogo, pela Portuguesa. No final das contas, o empate foi ruim para ambos. A Portuguesa retornou a G-4, enquanto que o Náutico tem a mesma pontuação. Ambos os clubes correm riscos e são fortíssimos candidatos ao descenso.

Próxima rodada

Depois de muito tempo, voltaremos a ter duas rodadas em uma semana. No meio dela, a 32a rodada terá seus jogos na quarta e quinta-feira. Depois, a 33a rodada, com jogos no sábado e no domingo.

O principal jogo da próxima rodada é o confronto de 6 pontos entre duas equipes bem colocadas – o Cruzeiro, 3o colocado, recebe o Grêmio, líder isolado. O desfecho deste jogo pode ser crucial para o resultado final do campeonato. Mesmo com derrota gremista, o tricolor não deixará de ser líder nesta rodada – na pior das hipóteses, o São Paulo empataria em pontos, mas ficaria em 2o pelo número de vitórias. Um empate seria bom, já que impediria o Cruzeiro de avançar. Mas uma vitória gaúcha tornaria muito mais difícil a tarefa dos perseguidores.

Jogos de quarta-feira – 29/10

– 19:30 – Coritiba x Atlético-MG

– 19:30 – Portuguesa x Ipatinga

– 20:30 – Palmeiras x Goiás

– 20:30 – Internacional x Náutico

– 21:50 – Cruzeiro x Grêmio

– 21:50 – Botafogo x São Paulo

– 21:50 – Vitória x Flamengo

Jogos de quinta-feira – 30/10 – 20:30

– Sport x Santos

– Figueirense x Fluminense

– Vasco x Atlético-PR

Classificação definitiva da 31a rodada

>

Fotos e classificação extraídos do site GloboEsporte.





Pra enfartar o loco

24 10 2008

Na continuação da trigésima-primeira rodada do Brasileirão 2008, os três times que ocupam a cabeceira do certame venceram seus confrontos, deixando a pressão para os outros dois membros do quinteto. A diferença entre o primeiro pelotão e o segundo tende a aumentar.

não foi sem querer. Eu QUIS muito

Ganhou jogando mal. Se eu ganhasse UM PILA pra cada vez que eu fizesse esse comentário, só esse ano, podia ir agora almoçar um BAURU AO PRATO, de FILÉ.

A escala de importância, é a seguinte: Ganhar jogando bem > Ganhar jogando mal > Perder jogando bem > Perder jogando mal. No entanto, para a tabela de classificação, usa-se a ARITMÉTICA: 3 > 1 > 0.

Ontem o tricolor gaúcho mostrou problemas para organizar seu jogo, sofreu algum tipo de pressão do adversário e quase saiu sem a vitória. Mas, o gol ENLOUQUECIDO de Reinaldo a menos de 2 minutos de jogo, foi suficiente para garantir a décima-sétima vitória no campeonato e a garantia de liderança isolada por mais uma rodada.

Apesar da minha brincadeirinha acima, o gol de Reinaldo foi muito consciente, corrigindo um chute torto e sem perigo de William Magrão. Um gol de um oportunismo incrível, que apenas comprova que o negão dono da camisa 20 merece ser titular. Aos 16, Tcheco levantou uma bola no segundo pau e Reinaldo cabeceou na trave. Teria sido um gol magistral. Porém, isso foi o que de mais perigoso aconteceu no primeiro tempo, a favor do Grêmio.

À medida que Douglas Costa se dedicava à marcação (evidentemente com má qualidade) e Thiego era um zagueiro deslocado para a lateral-esquerda, o Grêmio perdeu presença no meio-campo. Admito que, excetuando o início do jogo, William Magrão pouco foi visto. Carioca também estava apagado, até que passou a ocupar a ala-esquerda no segundo tempo, com o reposicionamento de Thiego na zaga, retomando o 3-5-2. Então começou a brilhar, assim como Douglas Costa, que voltou a ser um meia-atacante.

Eu já comentei isso aqui e em outros blogs onde regularmente comento: sempre que o Grêmio tenta fazer ligação direta da defesa para o ataque, fracassa miseravelmente. Ontem não foi exceção. No momento em que alguém teve a lucidez de se dar conta disso, o jogo melhorou. No entanto, além da ligação direta, ontem a bola “mordia” os jogadores tricolores.

O Sport teve certamente maior posse de bola do que o Grêmio. Mas essa posse superior não se concretizou em muitas chances de gol, efetivamente. O Grêmio teve 8, na partida e o Sport, 7. São números absolutos muito baixos, comprovando a baixa qualidade técnica do jogo.

Com a vitória, o Grêmio foi a 59 pontos, abrindo 3 de vantagem ao segundo colocado, o São Paulo, ainda que temporariamente. Apenas Cruzeiro e Palmeiras, que jogarão no sábado, podem reduzir esta vantagem.

Outros jogos de ontem

– São Paulo 2 x 1 Vitória: o time baiano saiu ganhando, aos 14 minutos do primeiro tempo, com Leonardo Silva. Com um verdadeiro DILÚVIO à cabeça, o CERVIDAE foi à busca da desforra. E aos 29, Hernanes empatou, cobrando falta. O gol derradeiro foi marcado por Hugo, aos 8 do segundo.

HUGO foi chamado e não decepcionou

HUGO foi chamado e não decepcionou

– Flamengo 5 x 0 Coritiba: essa é a certeza de que o Flamengo fracassará. Gols de goleiro estão na moda, ok. Mas quando o goleiro debocha, torna-se MALDIÇÃO. Brincadeiras à parte, o resultado não é surpresa, mas o placar, sim. A torcida, que compareceu em número apenas razoável no Maracanã (28.648 pagantes) viu o Flamengo esmerilhar o coxa, ganhando confiança para a reta final do campeonato.

Demais jogos da 31a rodada (todos no sábado, 25/10)

– 16:00 – Ipatinga x Botafogo

– 16:00 – Fluminense x Palmeiras

– 18:20 – Atlético-PR x Cruzeiro

– 18:20 – Santos x Figueirense

– 18:20 – Atlético-MG x Internacional

– 18:20 – Náutico x Portuguesa

Classificação atualizada:





O bacalhau está mordido

23 10 2008

Em jogo isolado do Campeonato Brasileiro de 2008, realizado por duas equipes que não disputam a Copa Sulamericana, o Goiás recebeu o ultra-desesperado Vasco da Gama, que buscava recuperação para sair da humilhante lanterna do certame. E conseguiu.

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah

"aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah"

Em jogo de 6 gols, o Vasco abriu 2×0, com gols de Edmundo, pegando rebote de Harlei e de Alex Teixeira. Depois iniciou a reação goiana, ainda no primeiro tempo, através de pênalti convertido por Paulo Baier. O segundo tempo reservava outros 3 gols. “Pedrito” Iarley empatou aos 9 minutos da segunda etapa. Mas, 3 minutos depois, Madson guardou o seu. E a vitória cruzmaltina foi consolidada novamente por Edmundo, convertendo pênalti que ele mesmo sofreu.

Com a vitória, o Vasco saiu da lanterna, chegando aos 30 pontos, mas continua na zona de rebaixamento. Ele pode ser ultrapassado por Atlético-PR e Ipatinga, que ainda jogarão nesta rodada e, na pior das hipóteses, retornar à lanterna (pouco provável).

Hoje teremos 3 jogos pela 31a rodada, todos às 20:30 e os 3 contendo ingredientes importantíssimos para a parte de cima da tabela de classificação:

– São Paulo x Vitória: O SPFW, que vem mostrando boa campanha no returno, tem chances de igualar-se ao Grêmio, caso vença seu confronto com o Vitória da Bahia. É de se imaginar que o clube soteropolitano não terá muita gana nesta partida, já que suas pretensões à Libertadores foram praticamente dizimadas pelos maus resultados recentes.

– Flamengo x Coritiba: O Flamengo, atual 5o colocado, acredita piamente no título, ainda que suas chances sejam menores. Mas a liderança é, sim, alcançável. Porém o coxa pensa que tem alguma chance de Libertadores (remotíssimas). Talvez fará frente ao rubro-negro.

– Grêmio x Sport: o leão pernambucano não corre risco de rebaixamento e tampouco poderá classificar-se à copa sulamericana de 2009, já que sua vaga para a próxima Libertadores foi garantida com a conquista da Copa do Brasil, sobre o Corinthians. Portanto, sua motivação é questionável. No entanto, tem feito estragos incríveis jogando fora de casa (venceu o Palmeiras por 3×0, para ficarmos no exemplo mais marcante). Adversário perigoso.

O Grêmio vem acumulando instabilidade neste returno. Não mantém seu impecável desempenho do primeiro e, não sabe o que é vencer fora de casa desde a última rodada do 1o turno, contra o Atlético Mineiro. Em casa, no entanto, tem tido bom desempenho, excetuando-se a derrota para o Goiás. Venceu Botafogo e Santos, recentemente, mas perdeu para a fraquíssima Portuguesa. A vitória sobre o Sport é imprescindível, em uma rodada que poderá, caso o Grêmio fracasse, redundar na mudança do líder. O retorno de Tcheco é o principal trunfo tricolor, além da possível mudança de esquema, para o 4-4-2, com a saída de Pereira e a colocação de William Thiego no lugar de Hélder, na lateral-esquerda.

São apenas suposições, no entanto. Celso Roth não confirmou a equipe que enfrentará o Sport.

Quarta – 22/10 (22:00)

– Goiás 2 x 4 Vasco

Quinta – 23/10 (20:30)

– São Paulo x Vitória

– Flamengo x Coritiba

– Grêmio x Sport

Sábado – 25/10

– 16:00 – Ipatinga x Botafogo

– 16:00 – Fluminense x Palmeiras

– 18:20 – Atlético-PR x Cruzeiro

– 18:20 – Santos x Figueirense

– 18:20 – Náutico x Portuguesa

– 18:20 – Atlético-MG x Internacional

Classificação atualizada: