Faiscando de tédio

31 10 2008

Quis o chamado destino que as 3 últimas partidas da 32a. rodada fossem realizadas pelo confronto de equipes que estão na zona de rebaixamento ou perto dela. No caso de um dos jogos, são dois times que nada mais têm a aspirar. Portanto = TÉDIO TOTAL.

O jogo entre Sport e Santos contou com pressão enlouquecida dos locais, mas Kléber Pereira, artilheiro isolado, não permitiu a alegria leonina. O Sport saiu na frente com Fumagalli e o negão santista empatou a contenda.

Fuma, FUMAGALLI

Fuma, FUMAGALLI

No Rio de Janeiro, a vitória anterior sobre o Goiás acendeu o espírito da torcida vascaína, que lotou o São Januário com mais de TRÊS MIL TORCEDORES (çlkfhasçlk – mentira, foram 22.000). Mas o apoio não deu muito certo e o Calhau quase saiu derrotado em casa.

O Vasco saiu na frente aos 27 do primeiro tempo, com Valmir, mas o Atlético Paranaense empatou quase no final do primeiro tempo, aos 43, depois de lance ridículo da zaga vascaína: o volante Mateus recuou a bola e Jorge Luiz, com a cabeça SABE-SE LÁ AONDE, ficou protegendo a bola, como se tivesse sido um jogador atleticano quem tivesse tocado por último. Na cobrança do escanteio, o paraguaio Julio dos Santos empatou o jogo para o Paranaense.

E foi um castigo: Pedro Oldoni virou o placar na primeira metade do segundo tempo. Obviamente o desespero tomou conta da equipe do Vasco. Apesar de boas chances do Atlético matar o placar, o baixinho feioso MÁDSON mandou um chinelaço de fora da área, encobrindo Galatto, aos 42 MINUTOS.

sou lindão

"sou lindão"

O placar é péssimo para as duas equipes, que continuam na zona de rebaixamento.

O terceiro jogo é aquele que não foi. Figueirense e Fluminense tiveram muitos problemas de falta de energia elétrica e o jogo teve de ser interrompido aos 15 minutos do primeiro tempo.

Aparentemente, a torcida do Figueira (todos os 12) jogou fitas coloridas dentro do campo, que foram arrastadas pelo vento forte e atingiram fios de eletricidade, provocando um curto-circuito e deixando o estádio às escuras. O árbitro esperou por UMA HORA E QUARENTA E CINCO MINUTOS, até que a luz fosse restabelecida. O jogo iniciou e o Fluminense foi pra cima do Figueira. Aos 12 minutos, Arouca recebeu dentro da área e mandou pras malhas.

E, aos 15, acontece um apagão deixando NO BREU não apenas o estádio, mas uma grande área ao redor. Aí o SENEME não teve mais saco e mandou todo mundo à PQP.

O jogo será reiniciado na próxima quarta-feira, dia 5/11, a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1×0 para o Fluminense. Uma situação inusitada, de fato.

Tabela atualizada:

E a CRASSIFICAÇÃO, sem contar com Figueirense x Fluminense, ÓBVIO:





Rotheando

30 10 2008

Juarez nos deu a real ontem. Quem tem Roth, tem medo.

me dói o ESTRONGO

"me dói o ESTRONGO"

O Grêmio foi a campo ontem já sabendo que o Palmeiras estava vencendo o Goiás e, portanto, encostando. CELSO JUAREZ ROTH prometeu um jogo épico. Foi o que aconteceu. 3×0 para o Cruzeiro, uma jornada quase histórica… para o time mineiro, claro.

Não estou a fim de comentar muito sobre o jogo. É demais pra mim. Tomar um gol a 14 segundos? O time do Grêmio devia estar dopado… com LEXOTAN. Só pode.

O segundo gol do Cruzeiro? O Jonathan entrou no lado esquerdo da defesa do Grêmio COMPLETAMENTE LIVRE. Livre de DAR PENA. Aí chutou e teve a sorte da bola bater nas costas do Victor.

Bah, mas o terceiro gol foi de chorar. O Cruzeiro alça a bola na área do Grêmio, Guilherme se choca com o Felipe Mattione e cai, tentando simular pênalti. Isso foi o suficiente para TODOS ESQUECEREM DELE. Aí ele se levanta, recebe novo cruzamento, domina, gira e marca. Nem na várzea a marcação é tão ruim.

Aí JUAREZ, que já tinha inventado tudo o que era possível, escalando um time sem LATERAL-ESQUERDO e com UM SÓ ATACANTE, estratégia que se mostrou absurdamente errada, diz que a culpa da derrota foi do gol relâmpago?

Caro SEXY HOT, que tipo de TROUXAS tu pensas que a gente é?

Enfin (em francês, pronuncia-se ânfãn), foi-se o boi com as cordas e tudo. Porque, para piorar tudo, o São Paulo FC venceu, fora de casa, ao Botafogo, por 2×1. Tá certo que o Fogão foi garfado, mais uma vez. O juiz FININHO resolveu anular um gol do Botafogo, que seria o de empate. Isso não elimina a lambança que a defesa botafoguense fez nos dois gols bambianos. O meia Diguinho era vaiado cada vez que encostava na bola, depois do segundo gol, que iniciou em bola perdida por ele.

Eu achava que as vaias eram por causa de uma suposta negociação secreta que ele vem mantendo com o Flamengo, para jogar na Gávea em 2009.

Com o resultado, o time paulista alcançou o Grêmio em pontuação, perdendo no número de vitórias. Porém, ambos tricolores jogam em casa na próxima rodada: o Grêmio pega o Figueirense e o São Paulo, o Inter, que ontem empatou com o Náutico em 1×1 e disse adeus de forma definitiva à Liberadores 2009. Que motivação terá o colorado em jogar para ganhar em São Paulo? Sem dizer que sua derrota será prejudicial ao rival. Enfim, não creio que o Inter possa causar algum tipo de incômodo ao SPFW.

Resultados da noite e jogos de hoje:

Classificação: