Ruy é um homem de sorte

5 06 2009
pinky e o cérebro (foto: Daniel Marenco)

pinky e o cérebro (foto: Daniel Marenco)

Sim, este homem tem muita sorte. Porque, mais uma vez, não jogou um OVO. Foi substituído aos 20 do segundo tempo por Joílson, que em dois minutos, botou uma bola redondinha na cabeça de López para marcar o segundo gol gremista. No tempo em que ficou jogando teve atuação muitíssimo superior ao antecessor. E, no final do jogo, conseguiu tomar dois cartões amarelos em 4 minutos, em lances que nem Freud e Jung juntos entenderiam, já que a vitória estava garantida. Assim, CABEÇOLHO garante sua RESERVA DE MERCADO no lado direito tricolor para o próximo jogo do campeonato brasileiro. Na Libertadores ele já está com esta garantia de qualquer jeito, pois Joílson foi inscrito pelo SPFC e não pode ser alterado para o Grêmio.

Mas vamos aos fatos.

“Olímpico às moscas”, foi a mensagem de celular que meu bravo irmão Luciano me mandou às 20:18, 42 minutos antes do início da contenda entre Grêmio e Náutico, pela 5a rodada do campeonato brasileiro. Assistindo pela TV, não dá pra ter a noção exata do público presente, mas quando liguei pra ele no intervalo, me disse que devia ter umas 10.000 pessoas.

Ok, tá certo que tava frio e tal, mas a torcida tricolor não era assim. Nos últimos três anos, vinha colocando públicos mínimos de 18.000. O anel inferior geralmente ficava totalmente tomado, ou quase. Ontem, era uma terra sem dono.

O que está acontecendo? Perderam o TESÃO? Estão “preocupados” com o Inter, que foi pra final da Copa do Brasil? Estão decepcionados com o futebol de má qualidade apresentado pelo time em alguns jogos? Na minha opinião, nada disso é justificativa aceitável para o baixo público dos últimos jogos. Espero muito que isso mude para a sequência do campeonato.

O primeiro tempo não foi bom. Muitos erros de passes, Tcheco mal posicionado, excessivamente defensivo, Adilson em má jornada (mais uma vez), Souza perdendo bolas fáceis (e tomando vaias dos corneteiros de plantão), os dois laterais jogando normal (ou seja, péssimo). O Náutico conseguiu chegar com perigo em pelo menos, duas oportunidades no início do jogo, enquanto que o Grêmio tinha mais dificuldade em fazer uma conclusão decente.

O passe tipo “puxada” de Alex Mineiro para Souza foi primoroso, mas infelizmente o jogador gremista estava em posição irregular. Ainda que o bandeira não tenha registrado e o gol tenha sido legalizado pelo árbitro, não gosto quando isso acontece. Depois ainda houve uma boa jogada iniciada pela direita, em que vários jogadores tiveram a oportunidade de concluir a gol, mas pareciam que tinham medo, ou algo assim. O ataque acabou sendo desperdiçado inutilmente.

vaiem agora, seus POHA (foto: Lucas Uebel/Preview.com/Gazeta Press)

"vaiem agora, seus POHA" (foto: Lucas Uebel/Preview.com/Gazeta Press)

O segundo tempo não começou bem para o tricolor, com o Náutico tentando crescer e, de certa forma, conseguindo. O alvirrubro pernambucano teve algumas chegadas perigosas com Gilmar, de boa atuação. A entrada de Anderson Lessa também deu mais mobilidade ao Timbu. Porém, a partir dos 10, 12 minutos da segunda etapa, o Grêmio dominou o jogo como não havia feito no primeiro tempo e já não deu chances ao Náutico. As finalizações foram se avolumando, sendo que somaram 19, ao final do jogo – um número considerável.

Como eu já disse, a entrada de Joílson melhorou MUITO as jogadas pelo lado direito. O Grêmio, por instrução de seu treinador, passou a tocar a bola com qualidade, sem rifadas e chutões da defesa, permitindo mais chegadas ao ataque. Souza jogou DEMAIS no segundo tempo.

Aos 22 ST, Joílson fez lindo cruzamento na cabeça de Maxi, que tocou de ORELHA (mentira) e mandou no canto direito de Eduardo. 2×0.

gostaram da minha faixa? (foto: Wesley Santos/Foto Arena/Gazeta Press)

"não, não sou o LUCAS" (foto: Wesley Santos/Foto Arena/Gazeta Press)

A partir daí, tudo ficou TRANQUILAÇO. Mas, diferente de outras ocasiões, o Grêmio não desistiu do jogo e continuou insistindo no ataque. Maxi foi substituido por Herrera, que não teve muitas oportunidades. Aos 35, Gladstone (pior zagueiro) falha TOSCAMENTE, errando um passe na cara de Alex Mineiro, que interceptou a bola e serviu com maestria Souza, que apenas tocou de CHAPA pro fundo das malhas. 3×0.

O Grêmio continuou insistindo. Era visível que eles estavam DOPADOS emocionalmente. Coisa boa, diga-se. Pena que o Joílson levou a sério demais essa história e foi expulso de forma muito idiota. Troféu MANGOLÃO da semana pra ele.

Douglas Costa entrou no lugar de Alex Mineiro aos 40′ ST, mas aí era só pra “ganhar o bicho”. A maior promessa do Grêmio depois de Ronaldinho (nojo) continua sem ter muitas chances de aparecer. Veremos na sequência do Brasileirão.

Dever de casa cumprido. O Grêmio vai a 7 pontos e assume temporariamente a 6a colocação do campeonato, mas cairá várias posições até o final, pela lógica. Como Santos e Santo André empataram em 3×3, nenhum dos dois se distanciou consideravelmente, uma boa notícia. A rodada continua no sábado, com Corinthians x Coritiba e todos os demais confrontos no domingo.

O próximo jogo do tricolor é no domingo, 14/6, contra o Fluminense, no Maracanã.

Anúncios




Atuação luxuosa

2 02 2009

Ninguém pode se queixar do Grêmio neste início de campeonato. Em 3 jogos, marcou 11 gols. Empatou o primeiro, por 1 gol e venceu os dois jogos seguintes marcando 5 x 0 no Esportivo, no Olímpico e 5 x 1 no Novo Hamburgo, fora de casa.

primeiro gol de Tcheco foi uma pintura

primeiro gol de Tcheco foi uma pintura

Eu não havia visto todo o jogo contra o Esportivo (só o segundo tempo). Do Santa Cruz Inter de Santa Maria eu não vi nada, estava fora de casa.

Porém, o que chama muito a atenção é a facilidade com que o Grêmio está jogando. Toque de bola, tabelinhas, lançamentos de qualidade. Dá a impressão de que este grupo está jogando há 2 anos. Tá certo que boa parte dele jogou o campeonato brasileiro de 2008, mas houve mudanças significativas.

Souza foi grandioso na tarde de ontem, assim como Réver. Jadilson entrou no segundo tempo e mostrou muita qualidade no apoio pela esquerda. Acredito que jogando no 3-5-2, Jadilson e Ruy serão bons alas. Claro que precisarão de muita cobertura da zaga. Rafael Marques também teve boa atuação, além de ter marcado o primeiro gol, antes dos 15 minutos de jogo.

"renovem logo, seus cabras!"

"renovem logo, seus cabras!"

Jonas foi pouco acionado, ficou isolado no esquema 3-6-1 e pouco participou. Teve vários lances em que exagerou na condução e acabava perdendo jogadas importantes. Concluiu uma vez com força no travessão, no primeiro tempo. Foi seu melhor lance na partida. Mas ficou muito abaixo da expectativa de um titular do ataque.

Os 5×1 foram naturais. A bem da verdade, era mais correto se o Grêmio não tivesse tomado o gol, que aconteceu em erro defensivo lamentável. Espero e torço que esse tipo de bobagem só aconteça quando o jogo estiver definido, como era o caso de ontem.

O Grêmio deverá poupar jogadores no confronto contra o Veranópolis, quarta-feira, aqui na serra. Afinal, domingo é o primeiro Grenal do ano, no Colosso da Lagoa, em Erechim (estupidez absoluta, essa). Por sinal, o Grêmio jogará 3 jogos seguidos fora de casa, neste primeiro turno do campeonato gaúcho.

Tomara que esse desempenho seja mantido na Libertadores. Assim, a maior torcida do Rio Grande terá grandes chances de sair campeã.

Tomara.