Classificação – rodada 12

21 07 2009

Tabela Portugues 12r

E a classificação:

Anúncios




Melhor brasileiro na Liber

16 04 2009

O Grêmio venceu seu jogo de ontem a noite, em Santiago, e assumiu a liderança isolada do grupo 7 da Libertadores 2009, sem possibilidades de ser alcançado pelo segundo colocado mesmo que perca seu último jogo, contra o Boyacá Chicó. De quebra, por enquanto, é o melhor brasileiro na primeira fase da Copa, com uma campanha invicta, tendo empatado 1 jogo e vencido 4, sendo que três deles fora de seus domínios.

O fato mais importante, na minha opinião, é que minha nova camisa deu sorte em sua estreia.

esqueçam minha cagada, ok?

"esqueçam minha cagada, ok?"

O jogo começou com o Grêmio preocupantemente recuado, permitindo o avanço da Universidad de Chile a todo momento, ainda que tropeçando em sua própria incapacidade de gerar jogadas qualificadas. Cuevas levava algum perigo pelo lado esquerdo e a defesa tricolor parecia pregada ao chão, dada a sua dificuldade em antecipar-se e evitar os dribles dos atacantes chilenos.

Aos poucos, o Grêmio foi ganhando algo de autoconfiança e equilibrar um pouco o volume de jogo.

Um lance emblemático aconteceu aos 22 minutos, quando Léo tentou afastar uma bola fácil, mas chutou em cima do atacante de “La U” e a bola voltou violenta em direção ao gol gremista – Victor estava atento. Léo não estava inspirado, havia tomado um cartão amarelo com 1 minuto de jogo, ficando “pendurado” desde então.

Por sorte, o Grêmio aproveitou seu relativo controle do jogo e converteu a sua primeira chance de gol na partida, aos 31 minutos. Falta cobrada por Souza no lado esquerdo da intermediária, bola alçada na área – Jonas dá uma casquinha de costas e a bola explode na trave (parece a sina do camisa 7 tricolor), mas a bola sobra para Léo que capricha no cabeceio e manda para as malhas. 1 x 0.

A partir daí, novo recuo e muito espaço para o time chileno, que pareceu nervoso com o gol tomado. Mesmo assim, não conseguiu criar muito e o placar ficou justo ao final do primeiro tempo.

O segundo tempo começou pior do que o primeiro. Muitos passes errados de ambos os lados. Muitas faltas e cartões amarelos sendo distribuidos aos jogadores defensivos do Grêmio. Victor fez pelo menos duas grandes defesas nos dezenove primeiros minutos da segunda etapa. Mas aos 20′, Souza roubou bola na lateral-esquerda, passou lindamente por um marcador e deu um passe-lançamento fantástico a Maxi López, que posicionou-se de frente ao gol e bateu de direita, deslocando o goleiro e definindo o placar do jogo – 2 x 0.

e deu de chupar o dedo, faz favor

"e deu de chupar o dedo, faz favor"

O Grêmio ainda teve outra chance de marcar o terceiro, em boa jogada de Souza, novamente pela esquerda, que deu ótimo passe para Fábio Santos, dentro da área, cruzar com qualidade para Herrera, que havia entrado no lugar de Jonas, concluir, para defesa do goleiro chileno.

Não foi um jogo primoroso do Grêmio, mas uma partida do time melhor que se impõe sobre o pior, mesmo fora de casa. O sistema defensivo foi o ponto que deixou mais a desejar, especialmente a atuação de Léo, apático. As duas alas estiveram bem ruins. Makelele está péssimo pela direita e Fábio Santos não está bem. Insisto que seria lógico dar uma oportunidade para Jadilson começar o próximo jogo como titular. A contratação de mais um lateral-direito também se faz necessária. Makelele é volante e está rendendo menos do que o normal, como ala. Tcheco ficou no meio-termo, mais negativo do que positivo, infelizmente. Adilson novamente teve boa atuação, apesar de continuar colecionando cartões desnecessários.

Marcelo Rospide tem a seu favor não ter deixado a peteca cair, após a saída de Celso Roth. Porém, insiste em dar chances a Orteman, que, ao meu ver, deveria ser dispensado tão logo seu contrato expire. Me parece mais lógico tentar algum outro jogador nesta função.

Concordo com o André K: não entendi a expulsão de Olivera, da Universidad de Chile.

Apesar de tudo, mesmo com a iminente vitória do Boyacá sobre o Aurora, que deverá acontecer nesta noite, a Universidad acabará se classificando, pois jogará contra o time boliviano a última rodada (mesmo fora de casa) enquanto o Boyacá enfrentará ao Grêmio. Se der a lógica, o time chileno vencerá e irá a 10, contra os 9 do time colombiano, que deverá perder seu confronto com o tricolor.

Evidentemente, isso não passa de uma estimativa e depende também do sucesso do Boyacá hoje. Se ele não vencer o Aurora hoje pode praticamente dar adeus à segunda fase.

Abaixo, a tabela do Grupo 7, sem contar com o jogo entre Boyacá Chicó e Aurora, que será disputado hoje, em Tunja.

tabliberrd5

Fotos: Impedimento e Grêmio 1983. Tabela do Terra.





Tabela do Brasileirão 2009

6 02 2009

Saiu a tabela do Campeonato Brasileiro de 2009, que terá início em 10 de maio e finalizará dia 6 de dezembro. A primeira rodada terá os seguintes confrontos:

Corinthians x Internacional
Palmeiras x Coritiba
Santo André x Botafogo
Atlético-PR x Vitória
Grêmio x Santos
Fluminense x São Paulo
Goiás x Náutico
Sport x Barueri
Cruzeiro x Flamengo
Avaí x Atlético-MG

A tabela completa está aqui.

Mas o melhor está por vir.

No fim de semana de 18 e 19 de julho acontecerá o primeiro Gre-nal, no estádio Olímpico. Acontece que no dia 18 de julho de 1909 foi disputado o PRIMEIRO GRE-NAL DA HISTÓRIA, vencido pelo Grêmio por 10 x 0. Ou seja, a CBF atendeu à genial ideia do Paulo Roberto T. Sanchotene, frequentador assíduo do Impedimento, que sugeriu que o primeiro Gre-nal do Brasileirão fosse na data do centenário do MAIOR CLÁSSICO DO BRASIL, segundo a revista Trivela. E com direito a troféu (ainda vai acento?) e festejos mil.

o maior clássico do Brasil completa 100 anos

O jogo será no Olímpico, já que na Baixada do Moinhos de Vento não dá mais… ou podiam fazer o jogo no PARCÃO? Espero que seja no sábado, dia 18 de julho, pois assim seria EXATAMENTE no dia do centenário do confronto.





Faiscando de tédio

31 10 2008

Quis o chamado destino que as 3 últimas partidas da 32a. rodada fossem realizadas pelo confronto de equipes que estão na zona de rebaixamento ou perto dela. No caso de um dos jogos, são dois times que nada mais têm a aspirar. Portanto = TÉDIO TOTAL.

O jogo entre Sport e Santos contou com pressão enlouquecida dos locais, mas Kléber Pereira, artilheiro isolado, não permitiu a alegria leonina. O Sport saiu na frente com Fumagalli e o negão santista empatou a contenda.

Fuma, FUMAGALLI

Fuma, FUMAGALLI

No Rio de Janeiro, a vitória anterior sobre o Goiás acendeu o espírito da torcida vascaína, que lotou o São Januário com mais de TRÊS MIL TORCEDORES (çlkfhasçlk – mentira, foram 22.000). Mas o apoio não deu muito certo e o Calhau quase saiu derrotado em casa.

O Vasco saiu na frente aos 27 do primeiro tempo, com Valmir, mas o Atlético Paranaense empatou quase no final do primeiro tempo, aos 43, depois de lance ridículo da zaga vascaína: o volante Mateus recuou a bola e Jorge Luiz, com a cabeça SABE-SE LÁ AONDE, ficou protegendo a bola, como se tivesse sido um jogador atleticano quem tivesse tocado por último. Na cobrança do escanteio, o paraguaio Julio dos Santos empatou o jogo para o Paranaense.

E foi um castigo: Pedro Oldoni virou o placar na primeira metade do segundo tempo. Obviamente o desespero tomou conta da equipe do Vasco. Apesar de boas chances do Atlético matar o placar, o baixinho feioso MÁDSON mandou um chinelaço de fora da área, encobrindo Galatto, aos 42 MINUTOS.

sou lindão

"sou lindão"

O placar é péssimo para as duas equipes, que continuam na zona de rebaixamento.

O terceiro jogo é aquele que não foi. Figueirense e Fluminense tiveram muitos problemas de falta de energia elétrica e o jogo teve de ser interrompido aos 15 minutos do primeiro tempo.

Aparentemente, a torcida do Figueira (todos os 12) jogou fitas coloridas dentro do campo, que foram arrastadas pelo vento forte e atingiram fios de eletricidade, provocando um curto-circuito e deixando o estádio às escuras. O árbitro esperou por UMA HORA E QUARENTA E CINCO MINUTOS, até que a luz fosse restabelecida. O jogo iniciou e o Fluminense foi pra cima do Figueira. Aos 12 minutos, Arouca recebeu dentro da área e mandou pras malhas.

E, aos 15, acontece um apagão deixando NO BREU não apenas o estádio, mas uma grande área ao redor. Aí o SENEME não teve mais saco e mandou todo mundo à PQP.

O jogo será reiniciado na próxima quarta-feira, dia 5/11, a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1×0 para o Fluminense. Uma situação inusitada, de fato.

Tabela atualizada:

E a CRASSIFICAÇÃO, sem contar com Figueirense x Fluminense, ÓBVIO: