Brão 2011 – 5a rodada – comentários aleatórios

20 06 2011

Não quero fazer “leituras” sobre muitos jogos, afinal só assisti a 2 das 7 partidas realizadas ontem e sábado. Mas acho que cabem alguns comentários sobre justamente as 2 partidas que assisti e algumas informações óbvias sobre o “certame” em geral:

Grêmio x Vasco da Gama
– a forte chuva iniciada poucos minutos antes de começar o jogo e que permaneceu por praticamente todos os 90 minutos do confronto certamente atrapalhou, tanto na quantidade de torcedores no estádio como na qualidade técnica da partida. Mas duvido que dê pra colocar um percentual muito alto de “culpa” neste fator. Até porque a bola rolava normalmente e não se viam poças d’água formadas. Apenas aumentou a quantidade de escorregões e derrapagens, por parte dos jogadores.

– o que explica o Gabriel ter sido escalado para cobrar o pênalti, se sempre é o Douglas que o faz? O lateral fez a inexplicável “curvinha” ao correr para a bola, passando a seguinte mensagem pro goleiro: “vou bater pro lado de onde eu vim na corrida”. Não deu outra.

– as vaias ao lateral-direito se explicam, não somente pelo pênalti perdido (que pode ser classificado como fatalidade, sei lá), mas pela gigantesca deficiência técnica que vem apresentando em praticamente toda a temporada 2011. Erra passes, carimba marcadores na hora de cruzar, perde bolas fáceis, arma contra-ataques… Desde que foi contratado em 2010, encheu os olhos de todos e nos fez pensar: “finalmente voltamos a ter lateral-direito no Olímpico”. Estávamos enganados?

– sobre o Douglas, não me aparentou falta de vontade e dedicação: correu bem e bastante. Simplesmente acredito que ontem foi um daqueles dias de “pé descalibrado”. Uma pena.

– fato parecida à queda de qualidade do Gabriel é o que está acontecendo com o Lúcio. Diferentemente de alguns comentários na mídia esportiva gaúcha, não acho que os recorrentes erros de passes do pernambucano sejam novidades – ele sempre teve esse problema. Mas costumava compensar com apoios velozes e de ótima qualidade. Ontem não se viu nada disso. Precisa focar e voltar à melhor forma, rapaz!

– acho que a zaga foi bem ontem, tanto o Mário como o Saimon – o Vasco só marcou porque “achou” um gol inacreditável. Mas os cruz-maltinos poderiam ter aberto o placar ainda no primeiro tempo por causa de um erro meio tosco do Saimon, que afastou mal uma bola e deu de graça pro Éder Luis. Ainda bem que ele saiu com bola e tudo. Não um xingão, apenas uma recomendação ao ótimo guri.

– Rochemback tem sido a principal certeza do time: está jogando cada vez melhor. Impressionante. Nem o Victor está se destacando tão positivamente, apesar de estar em altíssimo nível.

– o ataque é, sem dúvida, o setor mais prejudicado. Lins simplesmente NÃO É jogador para o Grêmio. E o Viçosa tem potencial, mas não consegue “resolver” sozinho. O retorno do André Lima se faz muito necessário e o Leandro poderá fazer muita diferença. Não ponho tanta fé no Miralles assim – mas infelizmente grande parte da torcida é “pagadora de pau” para argentinos, mesmo que as credenciais nem sejam tão boas assim…

– … o que me dá a deixa para falar sobre um comentário recorrente (e inexplicável) da torcida gremista na maioria dos blogs esportivos do RS: a pedida por ESCUDERO. É uma grande MENTIRA dizer que ele não “teve oportunidades suficientes”. Ele teve MUITAS oportunidades desde a sua contratação e, salvo o PRIMEIRO TEMPO de um dos Grenais do Gauchão, ele não jogou ABSOLUTAMENTE NADA. Ele comete erros RIDÍCULOS, corre afobadamente e perde a bola com facilidade assustadora. Não dá pra entender porque tanto desejo em vê-lo titular do time – visivelmente não tem qualidade para tanto. Só pode ser a “pagação de pau” gratuita.

– em tempo: acredito muito no Marquinhos como opção para o time.

– o potencial de melhoria do time é interessante, especialmente com a entrada do Gilberto Silva e o retorno do André Lima, mas passa especialmente pelo “retorno” de Gabriel, Lúcio e Douglas. Com eles novamente “voando”, teremos alguma chance.

Coritiba x Internacional
Desse jogo só posso falar melhor do primeiro tempo, pois do segundo eu vi apenas alguns momentos, pois estava ocupado brincando com o goducho. Algumas coisas saltaram aos olhos:

– Falcão tem muita razão em reclamar do plantel colorado. De forma semelhante ao Grêmio, o Inter está com algumas posições muito defasadas (especialmente a zaga) e alguns jogadores importantes estão bastante abaixo do que costumavam render. Se não contratar, é difícil acreditar em recuperação.

– a ótima atuação do Muriel não deveria surpreender ninguém: sempre mostrou que é muito mais goleiro do que Renan e Lauro. Difícil é entender porque demorou tanto para ele voltar ao time titular.

– por mais que a imprensa gaúcha tente fazer parecer que o resultado de ontem não foi bom ao Inter, o jogo mostrou exatamente o contrário: os colorados foram dominados pelo Coritiba, que, se tivesse ganho, não seria injusto.

– o Falcão não é bom treinador, está comprovando isso. Mas a crítica pública que ele está sofrendo por parte de membros da diretoria de futebol do clube é ainda mais amadora e ridícula.

Outros jogos
– não dá pra meter essa arrancada impressionante do São Paulo. Ganham em casa e fora, como se não houvesse diferença. Fazem gols e não sofrem. Como foi nos outros 3 títulos dos anos 2000. Vai ser dureza segurar o tricolor paulista, com essa vantagem tão expressiva.

– não consigo acreditar no Palmeiras a longo prazo: eles insistem em criar problemas de relacionamento, apesar dos ótimos resultados. O comentário do Kléber ao final do jogo deveria ser suficiente para demissão, apesar de que isso dificilmente acontecerá, por se tratar de um jogador diferenciado. Mesmo assim, queimou o filme do presidente do clube.

– é complicado entender porque o Corinthians aceitou alterar a data do seu confronto com o Santos, que deveria ter sido neste final de semana, para o dia 10/8. Imagino que isso tenha sido uma solicitação da Globo, pois a nova data deve ser de confrontos da Copa Sulamericana e a Globo quer ter algo mais relevante para passar em SP. Mas o Timão perde muito com isso, já que o Santos certamente iria com time reserva para esta partida, enquanto que o Corinthians só deixaria de contar com o Alex. Era uma ótima oportunidade para vencer um clássico e se manter próximo do SPFC.

– compreensível a demissão do Cuca, que deixou o Cruzeiro sem conseguir vencer no campeonato brasileiro, depois de uma brilhante primeira fase na Libertadores. Mas é incompreensível a contratação de Joel Santana para seu lugar. Com o “Tio Jejão” e sua prancheta, a raposa deixa de ser candidata ao título.

Anúncios




Seneme STRIKES AGAIN

3 08 2009

Lamento muito pela derrota do Juventude em casa, para o Vasco, por 2×1, que o deixa na 18ª colocação da série B deste ano, mas ainda próximo de sair da zona maldita. Porém, é INDIGNANTE ver o que o cidadão chamado Wilson Luiz Seneme, já muito conhecido dos gremistas, fez com o papão de Caxias do Sul:

Manda ele apitar a A2 do campeonato paulista.





Quarta-feira inolvidável

27 05 2009

Esta noite é um prato cheio para os amantes do futebol de qualidade. Isso porque teremos, ainda à tarde, a final da UEFA Champions League, entre Barcelona e Manchester United. O jogo único será realizado em Roma, na Itália. Este formato vem sendo adotado pela UEFA há vários anos e tem garantido grandes públicos, mesmo sendo realizado em campo neutro. Na América do Sul, isso certamente não funcionaria.

Do jogo sairá o adversário do Grêmio representante da Europa no Mundial de Clubes da Fifa, que será realizado, neste ano, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, em dezembro. Também sairá o ganhador do prêmio de 110 milhões de Euros, muito superior ao maior faturamento de um clube brasileiro em 2008, de R$ 160 milhões (do São Paulo).

À noite, teremos Copa do Brasil em seus confrontos semi-finais e a Libertadores da América, abrindo a fase de quartas-de-final. Infelizmente, todos os jogos serão disputados no mesmo horário (21:50), o que impossibilitará o correto acompanhamento de todos eles.

Libertadores

Em Caracas, o time homônimo da capital venezuelana tentará manter o excelente aproveitamento que tem em seus domínios e vencer o Grêmio, que tem o melhor aproveitamento entre todas as equipes da Libertadores, com 1 empate e 7 vitórias. Vale lembrar que o Caracas eliminou, na primeira fase, o Lanús, atual líder do torneio clausura argentino. A camiseta vermelha e a presença de jogadores chamados Rentería e Figueroa é a certeza de que os colorados estarão torcendo ainda mais fortemente contra seu rival.

O Grêmio garante a presença de Adílson, que poderia ser preterido por Túlio. Souza e Réver se recuperaram de incômodos musculares e também jogarão. É provável que eles sejam poupados no domingo, em Salvador.

Em Belo Horizonte, um duelo de gigantes. O Cruzeiro receberá o descansado São Paulo no primeiro confronto da série. Será um jogaço, sem dúvidas.

Os demais confrontos serão jogados amanhã: às 19:30, o Defensor receberá o Estudiantes, em Montevideo. Às 22 hs, o Palmeiras será o anfitrião do Nacional de Montevideo, no Palestra Itália.

Copa do Brasil

Se não bastassem os dois jogos da Libertadores, ambos jogos das semi-finais da Copa do Brasil serão disputados nesta quarta-feira, no mesmo horário (21:50). O Internacional receberá a “zebra” Coritiba e deverá ter vida fácil. Tendo recém passado em difícil confronto com o Flamengo, o Inter tem a vantagem psicológica de ser líder absoluto do campeonato brasileiro e ter um aproveitamento invejável na temporada. O Coritiba teve muita sorte de não ter enfrentado nenhum adversário qualificado nesta Copa, sendo que eliminou a Ponte Preta nas quartas-de-final. O time de René Simões não se compara ao qualificado grupo de 2008, tendo perdido Keirrison e Marlos, dois dos destaques da temporada passada. Embora ninguém no Beira-rio admita, é jogo jogado.

Por outro lado, outro duelo de grandes, com uma similaridade interessante: Vasco e Corinthians farão o primeiro confronto no São Januário. O “timão”, recém retornado da série B. O cruzmaltino, atual integrante da divisão da vergonha. No entanto, ambos clubes estão com bons times e jogando bom futebol. A vantagem é, indiscutivelmente, do alvi-negro paulistano.

E tem mais?

Futebolisticamente, não. Mas, antes dos jogos, eu vou dar umas bandas…

dale tricolor (ns)

dale tricolor (ns)





Fogo controlado

9 12 2008

A última rodada do campeonato brasileiro começou tensa por motivos extra-campo – a polêmica em torno da suposta tentativa de suborno ao árbitro Wagner Tardelli, que apitaria Goiás x São Paulo (acabou sendo substituído às pressas pela CBF). Também houve alguns incidentes no jogo supra-citado, que ocorreu no estádio do Gama, no Distrito Federal – um torcedor foi baleado, o São Paulo “adonou-se” do vestiário principal do estádio (o mandante do jogo era o Goiás), etc.

Mas dentro das quatro linhas, a última rodada foi quase previsível. Alguns poucos resultados foram considerados “zebras”, mas que pouco alterariam as definições, caso fossem invertidos. Talvez a maior surpresa da rodada, se é que dá pra usar este termo, foi a derrota em casa do Palmeiras, que passou da terceira para a quarta posição perdendo, assim, sua vaga direta à fase de grupos da Libertadores.

Nem por isso esse é um fato que tirará o sono dos alviverdes, pois seu adversário na fase qualificatória será uma equipe boliviana, país que raramente forma times competitivos. No entanto, vencendo o confronto, o Palmeiras será incluído em um grupo difícil – com o Sport Recife, Chile 2 (ainda não definido) e o atual campeão, a Liga Deportiva Universitária, de Quito.

Mas falarei sobre a Libertadores mais adiante.

Como falei antes, o SPFC venceu seu jogo contra o Goiás, por 1×0 e sagrou-se hexacampeão brasileiro (tricampeão em sequencia – ambos fatos inéditos no país), com 3 pontos de vantagem sobre o Grêmio, que também venceu seu jogo, contra o Atlético Mineiro, por 2×0.

Boring.

Boring.

Em uma disputa que prometia ser acirrada e emocionante, as duas vagas restantes para a Libertadores foram definidas de forma quase melancólica. Muito cedo, o Atlético Paranaense abria 2×0 sobre o Flamengo. Ainda que o rubro-negro carioca fizesse menção de reagir, através de pênalti, o Paranaense ampliou novamente a vantagem, anotando 3×1. O Flamengo ainda conseguiu diminuir a vantagem no primeiro tempo, com Marcelinho Paraíba. Mas, na segunda etapa, o Atlético marcou duas vezes e o Flamengo só conseguiu diminuir nos acréscimos, consolidando um placar de 5×3 e a não-classificação do Flamengo para a Libertadores.

Enquanto isso, o Palmeiras conseguia, novamente, perder seu último jogo em casa no campeonato (a exemplo de 2007), desta vez para o Botafogo. Porém, diferentemente do ano passado, essa derrota não lhe custou a vaga para a Libertadores, que ficou assegurada com a derrota do Flamengo. Porém, como disse acima, perdeu o terceiro lugar e a vaga direta à fase de grupos, que ficou com o Cruzeiro, que ganhou da rebaixada Portuguesa por 4×1, de virada.

A zona de rebaixamento foi igualmente, previsível, pero no mucho: o Vasco fez a façanha de perder seu último jogo em casa, para o Vitória, por 2×0. Mesmo que tivesse vencido, o cruzmaltino não conseguiria manter-se na primeira divisão, devido aos resultados paralelos. Com a vitória do Atlético Paranaense e Figueirense e o empate do Náutico, o Vasco estava condenado. Com o rebaixamento, o único clube grande carioca que ainda não terá visitado o limbo será o Flamengo (até quando?).

Já o Figueirense venceu o Inter, de virada, por 3×1, mas torcia por um golzinho do Santos, que rebaixaria o Náutico em seu lugar. Como isso não aconteceu, o Figueira empatou em pontos com o clube pernambucano, porém, com saldo de gols muito inferior. Com isso, não poderá editar clássicos com seu tradicional rival de Florianópolis, o Avaí, que jogará a Série A em 2009.

Com a conquista da Copa Sulamericana pelo Internacional, abriu-se mais uma vaga para times brasileiros, já que o campeão da edição 2008 está automaticamente classificado para a edição 2009 do torneio continental. Este fato gerou uma situação ainda mais bizarra, já que apenas DOIS clubes ficaram sem nenhum tipo de gratificação pelo não-rebaixamento: Náutico e Santos. Portanto, com a vitória sobre o Flamengo, o Atlético Paranaense salvou-se do rebaixamento e, de quebra, classificou-se para disputar o torneio mais desejado pela menor metade do Rio Grande do Sul.

Jogos da última rodada:

tabela-portugues1

E a classificação final do campeonato:

classificacao1

Agora é FÉRIAS do campeonato brasileiro, que vinha exaurindo minhas energias. Fazendo uma análise pós-campeonato, é evidente que, ou tu tens um time REALMENTE bom, competitivo, com chance de ser campeão com folga, ou tu morres a cada rodada. São 38 potenciais infartos.

Fez certo o Inter, ao optar pela solução mais simples. Os torcedores colorados estavam tranquilos em relação ao campeonato brasileiro desde, sei lá, a 22a rodada. Sabiam que não havia mais chance. Assim, optaram pela sulamericana, torneio rápido. Levantar um caneco e garantir uma passeata.

Já o Grêmio tentou o longo e tortuoso caminho das pedras do campeonato brasileiro. Desacreditado e tido como um time de “mata-mata” somente, era improvável que o tricolor fosse sair campeão brasileiro. Porém, liderou por mais de 20 rodadas e chegou a ter 11 pontos de vantagem sobre o atual campeão. Obviamente, o segundo turno foi pior do que o primeiro, mas não muito pior. Já o segundo turno são-paulino foi ABSURDAMENTE bom.

Enfim, fico feliz de poder torcer pelo Grêmio no próximo ano, na Libertadores. Evidentemente essa é a prioridade um, máxima e indiscutível. Porém, gostaria muito de que isso não prejudicasse o desempenho nas primeiras rodadas do campeonato brasileiro, permitindo ao Grêmio manter-se entre os primeiros e, quem sabe, novamente disputar o título. Pensar grande é pré-requisito para as grandes conquistas.





That’s it

25 11 2008

There’s no way
It’s over…

Essa é a sensação de todos os gremistas, tenho certeza. Duvido que alguém consiga nutrir esperanças sinceras de que o São Paulo empatará uma e perderá a outra partida que lhe resta. É mais fácil chover sapos.

Como eu havia dito, a chave desta rodada passava principalmente pelos jogos do Barradão e do São Januário. O São Paulo continuou ARREBATADOR e meteu 2×1 no Vasco, no Rio de Janeiro, apesar do time da casa ter tido umas 850 chances de gol.

Já o Grêmio… bah… não dá nem vontade de escrever. Tanto é que eu estou fazendo este post na terça-feira, quando geralmente eu o faço na segunda.

"ui. sentei na graxa"

Não foi um mau jogo de futebol. Mas foi muito estranho. O primeiro tempo foi todo do Grêmio. Além de marcar o gol, perdeu umas 3 chances ABSURDAS. O Vitória teve uma chance clara, mas SÃO VICTOR estava lá.

Detalhe: no intervalo, o jogo do São Januário estava 1×1. Naquele momento, o Grêmio voltava a ser líder do campeonato (minha previsão otimista).

Porém (e sempre há um porém), o jogo foi completamente distinto na segunda etapa. Deve ter sido a MALA PRETA do São Paulo, sei lá. Com 4 minutos o Vitória empatou. Logo depois, o Amaral mereceu o prêmio BESTA DO ANO e foi expulso num lance idiota. Aí o Vitória meteu SÓ MAIS TRÊS. Souza ainda descontou, aquele famoso gol que não serve pra nada.

E o HUGO (fdp) marcou a vitória do SPFW.

Apesar do desânimo evidente de toda a equipe, ainda é provável que o Grêmio vença seus próximos dois jogos. Mas é improvável que o São Paulo não vença pelo menos um deles. A derrota do Inter para o Fluminense, em casa, no domingo foi ruim, neste sentido. Pois, se o Fluminense tivesse “mais calor” no cangote, talvez jogaria com mais entusiasmo no Morumbi. Porém, agora foi a 43 pontos e está praticamente livre de risco de rebaixamento. Porém, pode ser que jogue pensando na vaga para a Sulamericana…

tabela-portugues3

Não dá pra esquecer de que a vaga para a Libertadores, ao Grêmio, não está garantida, pois a vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo, por 3×2, deixou a coisa muito embolada. O Palmeiras ganhou do Ipatinga, como já era de se imaginar.

E a classificação:

classificacao2

Esqueci de comentar… mas é OBEVEO que o Vasco será rebaixado. Não conseguirá triunfar.

E, mais uma vez, o caneco vai pro LYON brasileiro. RICKY acabou de dar um gritinho de alegria, imagino.





Faiscando de tédio

31 10 2008

Quis o chamado destino que as 3 últimas partidas da 32a. rodada fossem realizadas pelo confronto de equipes que estão na zona de rebaixamento ou perto dela. No caso de um dos jogos, são dois times que nada mais têm a aspirar. Portanto = TÉDIO TOTAL.

O jogo entre Sport e Santos contou com pressão enlouquecida dos locais, mas Kléber Pereira, artilheiro isolado, não permitiu a alegria leonina. O Sport saiu na frente com Fumagalli e o negão santista empatou a contenda.

Fuma, FUMAGALLI

Fuma, FUMAGALLI

No Rio de Janeiro, a vitória anterior sobre o Goiás acendeu o espírito da torcida vascaína, que lotou o São Januário com mais de TRÊS MIL TORCEDORES (çlkfhasçlk – mentira, foram 22.000). Mas o apoio não deu muito certo e o Calhau quase saiu derrotado em casa.

O Vasco saiu na frente aos 27 do primeiro tempo, com Valmir, mas o Atlético Paranaense empatou quase no final do primeiro tempo, aos 43, depois de lance ridículo da zaga vascaína: o volante Mateus recuou a bola e Jorge Luiz, com a cabeça SABE-SE LÁ AONDE, ficou protegendo a bola, como se tivesse sido um jogador atleticano quem tivesse tocado por último. Na cobrança do escanteio, o paraguaio Julio dos Santos empatou o jogo para o Paranaense.

E foi um castigo: Pedro Oldoni virou o placar na primeira metade do segundo tempo. Obviamente o desespero tomou conta da equipe do Vasco. Apesar de boas chances do Atlético matar o placar, o baixinho feioso MÁDSON mandou um chinelaço de fora da área, encobrindo Galatto, aos 42 MINUTOS.

sou lindão

"sou lindão"

O placar é péssimo para as duas equipes, que continuam na zona de rebaixamento.

O terceiro jogo é aquele que não foi. Figueirense e Fluminense tiveram muitos problemas de falta de energia elétrica e o jogo teve de ser interrompido aos 15 minutos do primeiro tempo.

Aparentemente, a torcida do Figueira (todos os 12) jogou fitas coloridas dentro do campo, que foram arrastadas pelo vento forte e atingiram fios de eletricidade, provocando um curto-circuito e deixando o estádio às escuras. O árbitro esperou por UMA HORA E QUARENTA E CINCO MINUTOS, até que a luz fosse restabelecida. O jogo iniciou e o Fluminense foi pra cima do Figueira. Aos 12 minutos, Arouca recebeu dentro da área e mandou pras malhas.

E, aos 15, acontece um apagão deixando NO BREU não apenas o estádio, mas uma grande área ao redor. Aí o SENEME não teve mais saco e mandou todo mundo à PQP.

O jogo será reiniciado na próxima quarta-feira, dia 5/11, a partir dos 15 minutos do primeiro tempo e com o placar de 1×0 para o Fluminense. Uma situação inusitada, de fato.

Tabela atualizada:

E a CRASSIFICAÇÃO, sem contar com Figueirense x Fluminense, ÓBVIO:





O bacalhau está mordido

23 10 2008

Em jogo isolado do Campeonato Brasileiro de 2008, realizado por duas equipes que não disputam a Copa Sulamericana, o Goiás recebeu o ultra-desesperado Vasco da Gama, que buscava recuperação para sair da humilhante lanterna do certame. E conseguiu.

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah

"aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah"

Em jogo de 6 gols, o Vasco abriu 2×0, com gols de Edmundo, pegando rebote de Harlei e de Alex Teixeira. Depois iniciou a reação goiana, ainda no primeiro tempo, através de pênalti convertido por Paulo Baier. O segundo tempo reservava outros 3 gols. “Pedrito” Iarley empatou aos 9 minutos da segunda etapa. Mas, 3 minutos depois, Madson guardou o seu. E a vitória cruzmaltina foi consolidada novamente por Edmundo, convertendo pênalti que ele mesmo sofreu.

Com a vitória, o Vasco saiu da lanterna, chegando aos 30 pontos, mas continua na zona de rebaixamento. Ele pode ser ultrapassado por Atlético-PR e Ipatinga, que ainda jogarão nesta rodada e, na pior das hipóteses, retornar à lanterna (pouco provável).

Hoje teremos 3 jogos pela 31a rodada, todos às 20:30 e os 3 contendo ingredientes importantíssimos para a parte de cima da tabela de classificação:

– São Paulo x Vitória: O SPFW, que vem mostrando boa campanha no returno, tem chances de igualar-se ao Grêmio, caso vença seu confronto com o Vitória da Bahia. É de se imaginar que o clube soteropolitano não terá muita gana nesta partida, já que suas pretensões à Libertadores foram praticamente dizimadas pelos maus resultados recentes.

– Flamengo x Coritiba: O Flamengo, atual 5o colocado, acredita piamente no título, ainda que suas chances sejam menores. Mas a liderança é, sim, alcançável. Porém o coxa pensa que tem alguma chance de Libertadores (remotíssimas). Talvez fará frente ao rubro-negro.

– Grêmio x Sport: o leão pernambucano não corre risco de rebaixamento e tampouco poderá classificar-se à copa sulamericana de 2009, já que sua vaga para a próxima Libertadores foi garantida com a conquista da Copa do Brasil, sobre o Corinthians. Portanto, sua motivação é questionável. No entanto, tem feito estragos incríveis jogando fora de casa (venceu o Palmeiras por 3×0, para ficarmos no exemplo mais marcante). Adversário perigoso.

O Grêmio vem acumulando instabilidade neste returno. Não mantém seu impecável desempenho do primeiro e, não sabe o que é vencer fora de casa desde a última rodada do 1o turno, contra o Atlético Mineiro. Em casa, no entanto, tem tido bom desempenho, excetuando-se a derrota para o Goiás. Venceu Botafogo e Santos, recentemente, mas perdeu para a fraquíssima Portuguesa. A vitória sobre o Sport é imprescindível, em uma rodada que poderá, caso o Grêmio fracasse, redundar na mudança do líder. O retorno de Tcheco é o principal trunfo tricolor, além da possível mudança de esquema, para o 4-4-2, com a saída de Pereira e a colocação de William Thiego no lugar de Hélder, na lateral-esquerda.

São apenas suposições, no entanto. Celso Roth não confirmou a equipe que enfrentará o Sport.

Quarta – 22/10 (22:00)

– Goiás 2 x 4 Vasco

Quinta – 23/10 (20:30)

– São Paulo x Vitória

– Flamengo x Coritiba

– Grêmio x Sport

Sábado – 25/10

– 16:00 – Ipatinga x Botafogo

– 16:00 – Fluminense x Palmeiras

– 18:20 – Atlético-PR x Cruzeiro

– 18:20 – Santos x Figueirense

– 18:20 – Náutico x Portuguesa

– 18:20 – Atlético-MG x Internacional

Classificação atualizada: