Twitter fora – mão de Yeda?

6 08 2009

Não sei quanto a vocês, mas depois das 10 horas eu não consegui mais acessar meu Twitter. Deve estar fora do ar. Será que tem a ver com a ação do MPF contra a Yeda e mais 8 pessoas?

De todas formas, não seria bizarro se até o PSDB e o Democratas apoiassem a CPI que está sendo solicitada. Sinceramente, a batata da governadora já assou há meses. Se ela renunciasse seria menos chato do que correr o risco de ser cassada.

Mas, inspirada no Senado não duvido que ela simplesmente deixe tudo rolar.

Anúncios




Yeda desistiu. Será?

17 12 2008

Segundo informado ontem no Blog da Rosane, a governadora Yeda Crusius teria desistido de prorrogar os contratos de pedágios, já que a posição do Governo Federal parece ser definitiva.

Seria uma grande notícia para comemorarmos. Mas, pergunto: será que é? Digo, a não prorrogação é uma EXCELENTE notícia, não tenho dúvida, mas duvido sim da desistência da governadora. Não sei não, me parece que é apenas uma estratégia de “tirar o time de campo” para depois atacar novamente.

Agora, cá entre nós, é impressionante como a governadora é fraca, politicamente. Quantas questões polêmicas ela ganhou na Assembléia, desde que tomou posse? Ela diz que é perseguição. Mas basta ver duas ou três entrevistas para termos CERTEZA de que não é o caso.

Eu, se fosse ela, nem tentaria a reeleição em 2010, para não pagar mico.





Duplica RS

12 12 2008

Não conheço a totalidade da proposta do programa “Duplica RS”, lançado pelo governo do Estado em 2007 e que será retirado da pauta para votação da Assembléia Legislativa. Mas é absolutamente inaceitável que, faltando 5 anos para o término dos atuais contratos de concessão, faça-se a prorrogação dos contratos com as atuais concessionárias, sem nova licitação, mesmo que eles fossem reduzir o preço para uns 4 pila por trecho (foi basicamente o que eu ouvi).

agora a véia tá bem lôca®

"agora a véia tá bem lôca®" Cópiraite: Nova Corja

4 pila por trecho é ABESORDO. Já disse, um pedágio não poderia custar mais de 5 pila, somando-se os dois sentidos. Ou cobrar num sentido só, como é o caso do pedágio comunitário de Portão, que custa R$ 4,80. Já, para ir e voltar de Caxias do Sul, eu tenho que pagar R$ 10,60, para uns 20 km de rodovia duplicada, em condições apenas razoáveis.

No melhor estilo CRUSIUS-CREDO, o secretário estadual de infra-estrutura e logística, Daniel Andrade, declarou que, sem o Duplica RS, as obras vão parar. Se já não bastasse essa declaração IRRESPONSÁVEL e PERVERSA, ele ainda complementou a demência dizendo que “todos os contribuintes terão que pagar esta conta”, como se JÁ NÃO PAGÁSSEMOS.

Sério… eu voto até na VERA GUASSO (mentira), mas farei todo o esforço que puder para evitar a reeleição da governadora. Ela conseguiu reunir TUDO DE PÉSSIMO e ainda CONTAGIOU a equipe.

Mas, esta semana, no meio de toda a MUVUCA que estava gerada em torno deste assunto, especialmente após a manifestação contrária do Ministério dos Transportes, que praticamente eliminou qualquer chance de sucesso da votação, eu fiquei MATUTANDO e encontrei espaço para uma TEORIA CONSPIRATÓRIA. Sério.

Cheguei a pensar que a NÃO-manutenção das estradas estaduais, que culminou com uma BURAQUEIRA generalizada em todo o Estado, fora algo premeditado. Raciocinei que, uma vez apresentado o bode HIPER FEDORENTO na sala (as estradas em condições precárias), a população se desesperaria a ponto de aceitar QUALQUER COISA (o Duplica RS)* para TIRÁ-LO de lá.

Faz sentido ou é mania de perseguição? Digam-me vocês.

* Desculpem os PARÊNTESES excessivos, resolvi fazer uma versão para dummies, caso alguém preferisse as metáforas do Presidente – próxima vez, utilizarei COLCHETES (ns).